0

Ibovespa retoma alta com indicadores econômicos positivos

mercados

Ibovespa retoma alta com indicadores econômicos positivos

O Ibovespa subiu 1,31% favorecido pela entrada de fluxo estrangeiro no país, indicadores econômicos positivos e Vale; exterior oscilou

Ibovespa retoma alta com indicadores econômicos positivos
clara-castro

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 1 de abril – O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira, mesmo com uma sessão morna nos Estados Unidos, e garantiu ganhos na semana, beneficiado pela entrada de fluxo estrangeiro após divulgação de indicadores econômicos positivos no Brasil.

O índice de referência da bolsa de São Paulo subiu 1,31% aos 121.570 pontos, com destaque para o desempenho da ação ordinária da Vale (VALE3), que subiu 1,56%, no topo dos ganhos em pontos. Já o destaque negativo do dia ficou com a ação preferencial da Petrobras (PETR4), com uma queda de 1,32%. Na semana, o Ibovespa acumulou alta de 2,09%.

Mais cedo, a divulgação de indicadores econômicos acima do consenso no Brasil favoreceu o desempenho das ações, como o crescimento de 0,7% da produção industrial em fevereiro, ante projeção de 0,3%, e alta do PMI industrial de março para 52,3 ante expectativa de 49,0.

Em percentual, a ação ordinária da Méliuz (CASH3), motivada pela aprovação do Banco Central para a aquisição do Grupo Acesso, liderou as altas com 9,38%, seguida pela ordinária da Cielo (CIEL3), que avançou 8,04%.

Na ponta oposta, as ordinárias da Suzano (SUZB3) e as units da Klabin (KLBN11) tiveram as maiores quedas, de 1,70% e 1,62%, respectivamente, com a desvalorização do dólar devido à forte entrada de estrangeiros.

Sobre a entrada de investidores estrangeiros, a B3 anunciou um erro de metodologia no cálculo de ingresso de capital estrangeiro no mercado secundário, que contabilizava operações de empréstimos de ações, as quais não envolvem aporte financeiro.

A nova apuração diz que, em 2022, o estrangeiro comprou R$64 bilhões em ações e fundos de índice na B3 até 30 de março, 28,45% a menos do que os R$91,1 divulgados hoje mais cedo pela Mover.

Enquanto isso, os índices de Wall Street oscilaram com preocupação sobre uma alta maior da taxa de juros básica e sinais de recessão, após a inversão dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano, com as taxas curtas mais altas que as longas. Dow Jones, S&P500 e Nasdaq 100 fecharam em alta de 0,40%, 0,34% e 0,15%, respectivamente.

“No Brasil estamos vivendo momento diferente com fluxo forte de entrada. Vemos o dólar testando novas mínimas hoje e a bolsa subindo novamente”, disse o fundador da Quantzed, Marcelo Oliveira, avaliando também que o Brasil “surfa uma onda sozinho” e está perto do final de ciclo de alta após ganhos recentes.

Na visão setorial, os índices de Consumo e Imobiliário foram os destaques positivos da B3, subindo 2,49% e 3,47%, respectivamente. Segundo o contribuidor do TC, Márcio Gomes, o cenário macroeconômico, com alta inflação, é desafiador, mas esses setores conseguem diminuir esse buraco “se o mercado precificar retomada da demanda”.

Maiores variações no Ibovespa hoje

Texto: Clara Guimarães
Edição: Renato Carvalho
Arte: Vinícius Martins/ Mover

Nesta matéria

VALE3

VALE S.A.

77,89

-0,34

-0,42%

Relacionadas

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

0,00

-0,45

-1,30%

CASH3

M�LIUZ S.A.

1,93

-0,01

-0,49%

CIEL3

CIELO S.A. - INSTITUI��O ...

3,26

0,06

+1,80%

SUZB3

SUZANO S.A.

51,75

1,27

+2,47%

KLBN11

KLABIN S.A.

22,15

0,44

+2,01%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.