0

Ibovespa tem terceira alta e busca patamar de 113 mil pontos

mercados

Ibovespa tem terceira alta e busca patamar de 113 mil pontos

Sustentado pelo varejo, o Ibovespa continua na contramão das bolsas americanas, que digerem o posicionamento mais duro do Federal Reserve

Ibovespa tem terceira alta e busca patamar de 113 mil pontos
clara-sodre

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 27 de janeiro –  O Ibovespa manteve o rali com a terceira alta seguida, apesar da pressão do exterior, que teme a contração monetária do Federal Reserve, caminhando para fechar mais uma semana de ganhos.

O índice Bovespa subiu 1,19%, a 112.612 pontos, ao passo que o Nasdaq caía 1,20% sob impacto dos papéis da Tesla, que caíram 11,55%. O S&P 500 caiu 0,54% e o Dow Jones 0,02%, em um pregão de altos e baixos. Em sessão de aversão ao risco, com investidores atentos ao tom “hawkish” do Federal Reserve e às tensões na Ucrânia, o Treasury yield de dez anos cai 4,3 pontos-base, mas se mantém ao redor de 1,80% ao ano.

A curva do juro DI no Brasil estressou com dados de inflação divulgados pelo IBGE ontem pela manhã e chegou a subir 33 pontos-base na parte curta. Os contratos de dólar futuro fecharam em queda de 0,5%, sendo negociados a R$5,406.

A pontuação no índice foi sustentada pelos papéis ordinários da B3, que somaram 168 pontos. Na ponta de baixa, pesaram no índice os papéis ordinários da Intermédica (GNDI3) e as ações preferenciais da Braskem (BRKM5), cuja precificação da oferta subsequente foi divulgada hoje às 18h00.

No Ibovespa, o destaque de alta ficou para as ações ordinárias do Magazine Luiza (MGLU3), que subiram 6,96%, seguidas pelas units do Banco Inter (BIDI11), que fecharam em alta de 6,28%, refletindo o movimento de “bottom fishing”, momento em que fundos locais compram ações mais descontadas na espera de que o fluxo saia das ações de maior liquidez para elas, de acordo com traders consultados pela Mover. As ações ordinárias da Intermédica caíram 4,70%, devido a uma operação em bloco que ocorreu no início da sessão e movimentou R$1,5 bilhões.

O maior volume do dia foi das ações preferenciais da Petrobras (PETR4), com um saldo total de R$3,08 bilhões, negociando 38,1% acima da média de 50 pregões. Clientes da corretora Goldman Sachs lideraram as intermediações de compras, com um saldo de R$324,6 milhões.

Texto: Clara Sodré
Edição: Angelo Pavini
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

GNDI3

NOTRE DAME INTERMEDICA PA...

0,00

0,00

+0,00%

Relacionadas

BRKM5

BRASKEM S.A.

42,58

0,81

+1,87%

MGLU3

MAGAZINE LUIZA S.A.

3,73

0,03

+0,81%

BIDI11

BANCO INTER S.A.

15,17

-0,79

-5,15%

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

34,24

1,37

+3,93%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.