0

Ibovespa vira e cai, com piora no exterior

mercados

Ibovespa vira e cai, com piora no exterior

Após dados negativos de inflação ao produtor nos EUA, as bolsas americanas pioraram, o que azedou o mercado local e fez o Ibovespa cair

Ibovespa vira e cai, com piora no exterior
gabriel-brondi

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 14 de dezembro – O Ibovespa virou e passou a cair no início da tarde de hoje, após piora das bolsas nos Estados Unidos, desencadeada por dados negativos de inflação ao produtor no país. Enquanto isso, o dólar e as curvas de juros operavam em queda, refletindo as recentes atuações do Banco Central no câmbio e a ata mais dura do Comitê de Política Monetária, Copom, no Brasil.

O índice de referência da Bolsa de Valores de São Paulo caía 0,41%, cotado a 106.938 pontos, perto das 14h05, com as ações ordinárias da JBS (JBSS3) contribuindo com o maior número de pontos, em alta de 5,37%, seguidas das preferenciais do Bradesco (BBDC4), em elevação de 1,71%, e das ordinárias da Ambev (ABEV3), subindo 1,37%.

Na ponta negativa, as ordinárias da Vale (VALE3) e as units do Banco Inter (BIDI11) lideravam as perdas por pontos no Ibovespa, com baixas de 0,51% e 7,22%, respectivamente.

O destaque ao longo do dia tem sido o setor de frigoríficos, com Marfrig (MRFG3) e JBS (JBSS3) liderando os ganhos percentuais, em elevação de 6,03% e 5,37%, respectivamente. Com o desempenho, as ordinárias da JBS acumulam a maior alta desde o fim de outubro.

Na aba negativa, os papéis preferenciais do Banco Pan (BPAN4) e ordinários da Méliuz (CASH3) recuavam 9,98% e 9,86%, respectivamente, sendo a queda da Meliuz um movimento de correção, segundo traders. Neste mês, as ações da empresa alcançaram 28,38% de alta. Agora, estão no nível de 10,37%.

Os juros neste momento são pressionados, principalmente, por dados fracos de serviços em outubro, que caíram 1,20% na base mensal e pelo segundo mês consecutivo. A atividade econômica menos aquecida pode pressionar o BC a promover um aperto monetário menor no ano que vem.

A ata do Copom, porém, deixou claro que a visão do colegiado é para controlar a inflação prioritariamente, ou seja, levando a Selic a patamares elevados por mais tempo. O movimento pode pressionar o dólar ante o real, dado que alta da taxa de juros atrai capital especulativo.

No mesmo horário, contrato de dólar futuro caía 0,21%, negociado a R$5,688, enquanto todos os contratos de juros recuavam em até 22 pontos-base.

Exterior

Após divulgação dos dados de inflação ao produtor nos Estados Unidos, o índice S&P500 registrava queda de 1,10%, o Dow Jones caía 0,43% e o Nasdaq 100 recuava 1,76%.

Os dados apontaram aceleração na inflação ao produtor americano, ampliando a expectativa do mercado para uma ação mais agressiva do Federal Reserve, banco central americano, na decisão de juros do país que será divulgada amanhã.

A perspectiva é de que o Fed acelere o ‘tapering’, como é chamada a redução dos estímulos monetários na economia do país, para o fim do primeiro semestre, em meio à maior inflação dos EUA em 39 anos.

Texto: Gabriel Brondi
Edição: Gabriela Guedes e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Mover

Nesta matéria

MRFG3

MARFRIG GLOBAL FOODS S.A.

15,65

-0,32

-2,11%

Relacionadas

JBSS3

JBS S.A.

37,00

-0,30

-0,85%

ABEV3

AMBEV S.A.

14,65

-0,16

-1,12%

BBDC4

BCO BRADESCO S.A.

19,27

-0,20

-1,02%

VALE3

VALE S.A.

77,89

2,08

+2,67%

BIDI11

BANCO INTER S.A.

15,29

0,89

+6,21%

CASH3

M�LIUZ S.A.

1,93

0,09

+4,61%

BPAN4

BCO PAN S.A.

8,65

0,18

+2,11%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.