0

Ibovespa arrefece alta com exterior negativo e ômicron

mercados

Ibovespa arrefece alta com exterior negativo e ômicron

Ibovespa abriu em alta e chegou a alcançar os 109 mil pontos, mas arrefeceu ganhos com exterior negativo e incertezas sobre a nova cepa

Ibovespa arrefece alta com exterior negativo e ômicron
gabriel-brondi

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 13 de dezembro – O Ibovespa reduz os ganhos vistos no início desta segunda-feira, na esteira do desânimo das bolsas no exterior, que estão de olho nas notícias sobre a nova variante da covid-19, ômicron, além da espera da decisão de política monetária do banco central americano nesta semana.

Perto das 14h40, o Ibovespa subia 0,18% a 107.953 pontos. Nesta manhã, o índice chegou e avançar 1,61% próximo às 11h, alcançando o patamar de 109.492 mil pontos, o maior nível do índice desde outubro, depois, no entanto, seguiu as quedas das bolsas americanas e apagou os ganhos no início da tarde.

Analistas técnicos consultados pela Mover alertam que o índice realiza neste momento novamente a tendência de baixa do gráfico semanal, próximo dos 108 mil pontos.

O contrato de dólar futuro arrefecia alta para 0,83 % negociado a R$5,688, após o leilão à vista da divisa americana realizado pelo Banco Central perto das 13h10. O Banco Central aceitou cinco propostas em leilão de dólar à vista, alcançando o valor de venda de US$905 milhões.

O destaque na visão por pontos do Ibovespa seguia sendo a Vale (VALE3), com suas ações ordinárias avançando 3,04%. Além do rali do minério de ferro, que saltou 5,71% em Qingdao, os papéis da mineradora também subiam na esteira do anúncio de venda de fatia da empresa na California Steel Industries.

No destaque negativo do Ibovespa, a Petrobras (PETR4) passava a liderar as perdas por pontos, com a queda de 0,57% do preço do petróleo no exterior, em meio ao noticiário alarmante sobre a nova variante da coronavírus ômicron.

Macro

Hoje ocorreu a primeira confirmação de morte pela ômicron no Reino Unido, segundo o primeiro-ministro Boris Johnson, que disse também que a nova variante está aumentando o número de hospitalizações no país.

No exterior, o índice S&P500 registrava queda de 0,60%, o Dow Jones caía 0,86% e o Nasdaq 100 recuava 0,99%, com os investidores de olho nos desdobramentos do noticiário sobre a nova doença, assim como na decisão de juros do FOMC, comitê decisório do banco central americano, que sai na quarta-feira, seguida pelas europeias na quinta e a do Japão na sexta.

No cenário local, a pauta mais importante para o investidor na semana é a divulgação da ata do banco central, relatório sobre sua decisão mais recente de taxa de juros, que acontecerá amanhã seguido do relatório trimestral de inflação que será divulgado na quinta-feira.

Texto: Gabriel Brondi
Edição: Allan Ravagnani e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Mover

Nesta matéria

VALE3

VALE S.A.

77,89

-2,02

-2,53%

Relacionadas

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

0,00

-0,56

-1,63%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.