0

Inflação brasileira terá pico em abril, projeta Campos Neto

mercados

Inflação brasileira terá pico em abril, projeta Campos Neto

Ecoando o ministro da Economia, Campos Neto disse hoje em evento que o Brasil saiu na frente no ajuste monetário para combater a inflação

Inflação brasileira terá pico em abril, projeta Campos Neto
lucia-helena-boldrini

Atualizado há 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 23 de março – O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse hoje que a inflação no Brasil deve atingir o pico em abril e, a partir de então, começar a cair.

Em evento do Tribunal de Contas da União e da Federação das Indústrias de São Paulo, Campos Neto disse que o problema deve ser tratado com serenidade e firmeza, no momento em que a guerra na Ucrânia deteriora substancialmente o cenário externo. Ele destacou que a inflação brasileira está acima da meta em serviços, comércio e indústria.

Ecoando o ministro da Economia, Paulo Guedes, Campos Neto disse que o Brasil saiu na frente no ajuste monetário para combater a inflação e que muitos países “ainda vão precisar subir bastante os juros para chegar na taxa neutra”.

Campos Neto disse que a guerra agrava uma crise energética que começou na pandemia e que a aplicação do maior conjunto da história de sanções à Rússia, incluindo empresas privadas, provocará um importante redesenho nas cadeias globais de suprimentos.

Campos Neto acha que as implicações desse redesenho serão mais importantes no longo prazo que a crise energética e que, imediatamente, trarão um longo período de menos crescimento e mais inflação. Ao mesmo tempo, ele vê no novo cenário oportunidades de inclusão global do Brasil.

Texto: Lucia Boldrini
Edição: Guilherme Dogo
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.