0

Inter dobra receitas, mas lucro fica abaixo das expectativas

mercados

Inter dobra receitas, mas lucro fica abaixo das expectativas

O banco Inter reportou lucro líquido ajustado de R$20,2 milhões no quarto trimestre de 2021, quase 50% abaixo do consenso TC

Inter dobra receitas, mas lucro fica abaixo das expectativas
gustavo-cunha-boldrini

Atualizado há 3 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 21 de fevereiro – O Inter viu suas receitas dobrarem ano a ano no quarto trimestre de 2021, refletindo os esforços da companhia em ampliar seu mix de produtos, de acordo com balanço financeiro divulgado nesta terça-feira. Ainda assim, o banco viu o lucro líquido ficar abaixo das expectativas do mercado no período, devido a um aumento das provisões para crédito duvidoso.

A fintech reportou lucro líquido ajustado de R$20,2 milhões no período, quase 50% abaixo do consenso TC de R$40 milhões, porém em alta de 4,2% na comparação com o quarto trimestre de 2020 e de 5% na comparação com o terceiro trimestre.

As provisões para créditos de liquidação duvidosa avançaram de 2,5% para 2,7% da carteira de crédito total da companhia, que fechou 2021 duplicando em relação a 2020, na casa dos R$18,6 bilhões.

O retorno sobre patrimônio líquido anualizado do Inter, ROAE, finalizou o ano em 1%, abaixo da estimativa de 1,5%, avançando 0,8 ponto percentual na comparação anual.

O custo de aquisição de clientes da fintech, CAC, subiu 7,4% na base anual, para R$28,79, puxado pelo aumento das despesas com marketing.

O Inter viu suas receitas totais quase triplicarem ano a ano, subindo 145% e atingindo R$1,14 bilhão no quarto trimestre, enquanto as receitas com serviços avançaram 139%, para R$453,5 milhões, refletindo os esforços da companhia em reforçar seu portólio de produtos e avançar sobre investimentos, cartões e marketplace. A receita média por usuário do Inter, ARPU na sigla em inglês, cresceu 8,7% na base anual, atingindo R$218,10.

O Inter finaliza 2021 com um avanço de 84,3% em seu ativo total, para R$36,5 bilhões.

Os números consolidam um ano de forte crescimento para o Inter, que viu sua base de clientes dobrar entre 2020 e 2021, na esteira da busca do brasileiro por produtos financeiros digitais mais baratos e menos burocráticos.

Vantagens do Inter

Em prévia operacional divulgada em janeiro, o banco Inter anunciou que alcançou a marca de 16,3 milhões de clientes, após terminar 2020 na casa dos 8 milhões. O número ainda segue bem abaixo do registrado pelo rival Nubank, que terminou junho do ano passado com 41 milhões de clientes.

No entanto, o Inter segue à frente do rival quando o quesito é a rentabilidade da operação e a oferta de serviços.

A mesma prévia operacional mostrou que a fintech finalizou 2021 com crescimentos consistentes em suas principais linhas de negócio, com destaque para a alta de 123% na originação de crédito, 201% no volume de vendas do marketplace Inter Shop e 203% nas vendas de seguros.

A diretoria do Inter explica os resultados em teleconferência nesta terça-feira, às 11h.

A unit do Inter (BIDI11) fechou o pregão da última segunda-feira, 21, em queda de 1,27%, a R$26,39. Desde o início do ano, o papel acumula recuo de 7,63%.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Artur Horta e Stéfanie Rigamonti
Arte: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

BIDI11

BANCO INTER S.A.

15,17

-0,03

-0,22%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.