0

JBS vê margens menores em 2022, mas ainda ‘acima do normal', diz diretor

mercados

JBS vê margens menores em 2022, mas ainda ‘acima do normal', diz diretor

Segundo o presidente da JBS nos EUA, a menor oferta de frango, porco e boi deve se traduzir em alta de custos e preços praticados

JBS vê margens menores em 2022, mas ainda ‘acima do normal', diz diretor
artur-horta

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 22 de março –  A demanda por proteínas seguirá aquecida em 2022 no mercado americano, bem como nos países para os quais os Estados Unidos exportam o produto. Apesar disso, a JBS vê uma menor oferta de frango, porco e boi, o que deve se traduzir em alta de custos e preços praticados, de acordo com o presidente da JBS nos EUA, André Nogueira.

Nesse cenário, a JBS USA Beef projeta margens menores em 2022, mas ainda “acima do normal”, ponderou Nogueira durante a teleconferência de resultados da companhia, realizada nesta terça-feira.

O diretor também disse que a falta de mão de obra e alguns problemas na cadeia logística continuam impactando negativamente a indústria de alimentos americana.

Com relação à divisão brasileira da JBS, a Seara vivencia um primeiro trimestre desafiador, em razão da inflação de grãos decorrente do conflito na Ucrânia. “A queda do dólar também está afetando o desempenho da Seara, dado que prejudica exportações”, afirmou o diretor financeiro da companhia, Guilherme Cavalcanti.

Apesar disso, o gestor espera que as condições melhorem no segundo semestre, postas as boas perspectivas de safra de grãos.

“A Austrália teve um começo de ano bem melhor do que foi em 2021”, disse Cavalcanti. “A demanda de proteínas do país tem mostrado aquecimento e, mesmo com a baixa oferta de gado, o volume de abates tem crescido e colaborado com ganhos de margens”, completou.

A JBS fez sete aquisições no último ano e, segundo o presidente global da companhia, Gilberto Tomazoni, os resultados dessas empresas superam as expectativas iniciais. O diretor também disse que aquisições fazem parte da estratégia de crescimento da companhia, mas que novas operações demandam “viabilidade econômica”.

Por volta das 12h, as ações ordinárias da JBS (JBSS3), que subiam antes da teleconferência, passavam a cair 0,85%, valendo R$37,31. No ano, a companhia acumula queda de 1,82%. Nos últimos 12 meses, contudo, a empresa sobe 47,10%.

Texto: Artur Horta
Edição: Allan Ravagnani e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

JBSS3

JBS S.A.

37,00

-0,38

-1,08%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.