0

Laboratórios indicam interrupção de testes em casos leves de covid-19 por risco de falta de insumos

mercados

Laboratórios indicam interrupção de testes em casos leves de covid-19 por risco de falta de insumos

Associação de laboratórios sugere priorizar testagem de casos com sintomas mais graves devido à alta na demanda com disseminação da ômicron

Laboratórios indicam interrupção de testes em casos leves de covid-19 por risco de falta de insumos
beatriz-cantadori

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 12 de janeiro– A Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica, Abramed, entidade de laboratórios médicos, sugeriu a suspensão dos testes de antígeno e molecular, o PCR, para pessoas com sintomas leves de covid-19 no caso de falta dos insumos para a realização desses procedimentos laboratoriais. A organização alertou sobre a necessidade de reposição rápida dos estoques.

A procura por testes de covid-19 cresceu devido à alta taxa de transmissão da variante ômicron do coronavírus, e não é possível prever até quando os laboratórios conseguirão suprir a demanda, segundo a Abramed.

Diante disso, por meio de nota publicada em seu site, a associação recomendou a priorização da testagem de pessoas com sintomas mais graves da doença.

“O ideal seria seguirmos testando todo mundo que se expôs de alguma forma, porém, com o cenário que vislumbramos a curto prazo, recomendamos fortemente que sejam submetidos a testes apenas os pacientes que tenham maior gravidade de sintomas, pacientes hospitalizados e cirúrgicos, pessoas no grupo de risco, trabalhadores assistenciais da área da saúde, e colaboradores de serviços essenciais”.

A organização informou que está preparando uma nota técnica para os associados com a finalidade de orientar a priorização dos pacientes e pediu que testes não sejam aplicados em contactantes, assintomáticos, nem em pessoas com sintomas leves, os quais devem permanecer em isolamento.

O presidente do Conselho de Administração da Abramed, Wilson Shcolnik, também afirmou que “quando avaliamos as notícias que vêm de outros países, de que eles já estão sem insumos, é certo que o problema chegará ao Brasil”.

“Não é possível mensurar nesse momento até quando poderemos atender, pois os estoques são variados dependendo do laboratório e da região, mas há um risco real de desabastecimento”, completou.

Redes de saúde já iniciam limitação temporária

A Rede D’Or, maior rede privada de hospitais do Brasil, limitou temporariamente a realização de testes, segundo comunicado divulgado nesta quarta.

“Considerando o aumento da demanda e a limitação dos recursos, priorizamos a realização desses exames em pacientes com indicação clínica para definição de tratamento e isolamento, pacientes internados e em profissionais de saúde, limitando a realização dos exames eletivos ou em pacientes com bom estado geral”.

Segundo a nota, a testagem será normalizada quando a relação de demanda e disponibilidade de insumos for equilibrada.

As farmácias das redes Raia e Drogasil, que trabalham com quatro tipos de testes, o PCR-LAMP, antígeno nasal, antígeno oral e de sorologia, também suspenderam a testagem temporariamente, paralisando o agendamento online.

Texto: Beatriz Lauerti
Edição: Letícia Matsuura e Renato Carvalho
Imagem: Divulgação

Nesta matéria

RDOR3

Rede DOr S�o Luiz S.A.

37,63

0,50

+1,34%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.