0

Neogrid, JBS da mineração, privatização da Eletrobras: Mais Lidas

mercados

Neogrid, JBS da mineração, privatização da Eletrobras: Mais Lidas

Expectativas do fim do ciclo de altas da Selic podem favorecer empresas como a Neogrid, segundo a coluna do Sanita; veja as Mais Lidas

Neogrid, JBS da mineração, privatização da Eletrobras: Mais Lidas
leticia-carreira

Atualizado há cerca de 1 mês

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 9 de abril – Semana azeda para as empresas de tecnologia no Brasil e nos Estados Unidos, mas a Neogrid ganhou destaque com a coluna do contribuidor do TC, Sergio Sanita, que ficou entre os materiais mais lidos no portal da Mover durante a semana.

Outras movimentações corporativas também tiveram destaque durante a semana, especialmente a venda de ativos da Vale para a J&F Investimentos, holding que controla a JBS e outras empresas. E a privatização da Eletrobras continua no radar, com o governo correndo para negociar a aprovação pelo Tribunal de Contas da União da segunda etapa da operação até 20 de abril. Confira abaixo as notícias mais lidas da semana!

Momento da Neogrid

A perspectiva de que o fim das sucessivas altas da taxa Selic pode estar próximo e deve dar força aos setores de varejo e de tecnologia, muito impactados pela inflação e pela política monetária contracionista, segundo Sergio Sanita. Em sua coluna semanal, o analista vê uma assimetria convidativa em empresas tecnológicas com entrada recente na Bolsa de Valores, caso da Neogrid.

A ação ordinária da Neogrid (NGDR3) desvalorizou 82% entre seu pico, em janeiro de 2021, e a mínima, alcançada em janeiro deste ano. A reação das últimas semanas, disse Sanita, forma um padrão de reversão denominado fundo em W ou fundo duplo. Os indicadores técnicos corroboram para um viés de alta, explicou.

Apesar de começar a semana bem, com alta de mais de 5%, a ação da Neogrid teve desvalorização semanal de 5,45%. Com o mau humor do Ibovespa e a curva de juros inclinada, o setor de tecnologia foi pressionado.

O jogo da mineração

Outro setor que esteve no radar dos leitores do portal Mover foi o de mineração. A Vale confirmou acordo de venda de seus ativos do Sistema Centro-Oeste, no Mato Grosso do Sul, à J&F Investimentos, controladora da JBS, por cerca de US$1,2 bilhão, marcando a entrada dos irmãos Batista no setor. A negociação deve tirar do papel os planos da holding de criar a “JBS da mineração”.

A Vale já havia informado que estava em tratativa de venda das operações de minério de ferro, manganês e logística do Sistema, em um plano de simplificação de portfólio.

Privatização da Eletrobras

Assunto quente na semana, a privatização da Eletrobras chamou novamente atenção essa semana. O governo negocia com o TCU a aprovação da segunda etapa da operação até 20 de abril, para que o cronograma não seja afetado. 

A proposta da privatização da Eletrobras é de uma emissão de novas ações que diluirá a participação da União na companhia, em operação que deve movimentar pelo menos R$25 bilhões.

Se não concluída a privatização da Eletrobras, o projeto da usina nuclear Angra 3, no Rio de Janeiro, pode ser comprometido, apontou o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, BNDES, Gustavo Montezano.

Com as expectativas sobre a desestatização aquecidas no mercado, as ações ordinárias da Eletrobras (ELET3) registram a maior alta para três pregões em mais de um ano, com volumes financeiros elevados.Os papéis acumularam valorização de 12,2% nas três últimas sessões.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Renato Carvalho
Imagem: Vinícius Martins / Mover

Nesta matéria

ELET3

CENTRAIS ELET BRAS S.A. -...

44,06

0,09

+0,20%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.