0

NFTs, energia elétrica, Aura Minerals: Mais Lidas

mercados

NFTs, energia elétrica, Aura Minerals: Mais Lidas

Os NFTs continuam em alta, apesar do período difícil do Bitcoin e das criptomoedas em geral; veja essa e outras notícias mais lidas

NFTs, energia elétrica, Aura Minerals: Mais Lidas
fernanda-almeida

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 29 de janeiro – Na contramão do Bitcoin, que atravessa um período de perdas desde o fim do ano passado, o mercado de tokens não-fungíveis, NFTs, mantém um bom desempenho. A matéria que mostra que o setor foi responsável por movimentar US$3,9 bilhões em janeiro deste ano foi a mais lida da semana.

Também foi destaque o lançamento de certificados que permitem apostar na alta da energia elétrica pelo BTG Pactual, demonstrando o avanço do mercado livre de energia no Brasil.

Além disso, esteve no radar a coluna do contribuidor do TC Sérgio Sanita com avaliações da Aura Minerals, que, segundo ele, apesar de vir de uma tendência de baixa, pode ter um risco x retorno interessante. Confira abaixo as notícias mais lidas no portal da Mover nesta semana.

NFTs em alta

Mesmo com o momento difícil do Bitcoin e do mercado de criptoativos como um todo, os tokens não-fungíveis, ou NFTs, continuam em alta. O setor movimentou cerca de  contra aproximadamente US$2,5 bilhões nos dois meses anteriores, segundo dados do The Block.

Após dois dias de alívio na semana em meio a um período turbulento, o Bitcoin voltou a cair na última quinta-feira, 27. No entanto, recuperou parte desse prejuízo no dia seguinte, sendo negociado a quase US$38 mil.

Energia elétrica

O assunto ainda é alta, mas da energia elétrica. Isso porque o BTG Pactual passou a oferecer investimentos em certificados de operações estruturadas do setor, que permitem ganhos com apostas no bom desempenho dos preços spot da eletricidade, segundo material de divulgação dos produtos visto pelo Scoop by Mover.

O produto, apontado como o primeiro COE de energia do mercado, tem aporte mínimo de R$1 mil e demonstra a evolução do chamado mercado livre de energia rumo à oferta de novos produtos no Brasil, incluindo alguns voltados a investidores financeiros.

Aura Minerals

Ainda como o Bitcoin, a Aura Minerals, empresa de produção de ouro e cobre, vem numa tendência de baixa, apesar da recuperação dos setores de siderurgia e mineração de seus pares.

A queda do topo de julho de 2021 até a mínima de janeiro de 2022 foi de mais de 40%, e a mínima histórica do ativo foi renovada.

A assimetria nesse momento, segundo o contribuidor do TC Sérgio Sanita, mostra uma vantagem interessante para se avaliar o investimento na empresa. Para ele, se a ideia é alocar um pequeno percentual do capital, visando algumas semanas ou meses, há um risco x retorno interessante. 

Inepar recebe proposta

A Inepar, companhia industrial em recuperação judicial, comunicou na noite da última terça-feira, 25, que a gestora americana Melville Capital Group apresentou uma proposta de US$125 milhões para aquisição das unidades produtivas isoladas, UPIs, IPM e IOG.

O valor oferecido pelas UPIs equivale a cerca de três vezes o próprio valor de mercado da Inepar, quando convertido para o último fechamento do dólar futuro antes do anúncio, a R$5,45.

Segundo dados do Matrix, ferramenta de análise de investimentos do TC, a empresa fechou o pregão de terça-feira a R$226,22 milhões. Na semana, os papéis preferenciais da empresa (INEP4) acumularam alta de mais de 15%, enquanto nos últimos seis meses, as ações da companhia recuam 56%.

Texto: Fernanda de Almeida
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

AURA33

AURA MINERALS INC.

36,31

1,33

+3,58%

Relacionadas

INEP4

INEPAR S.A. INDUSTRIA E C...

0,83

0,01

+1,13%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.