0

Pagamento de dívidas por empresas chega ao menor nível desde 2019, mostra Serasa

mercados

Pagamento de dívidas por empresas chega ao menor nível desde 2019, mostra Serasa

O total de dívidas pagas em janeiro deste ano ficou em  34,4%, ante 36,2% no mês anterior e 51,2% no mesmo período de 2021

Pagamento de dívidas por empresas chega ao menor nível desde 2019, mostra Serasa
stefanie-rigamonti

Atualizado há 6 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 10 de maio – O pagamento de dívidas em até 60 dias após o mês de negativação por empresas inadimplentes seguiu em ritmo de desaceleração em janeiro, atingindo o menor nível desde dezembro de 2019, segundo o Indicador de Recuperação de Crédito da Serasa Experian.

O total de dívidas pagas em janeiro deste ano ficou em 34,4%, ante 36,2% no mês anterior e 51,2% no mesmo período de 2021. Desde agosto do ano passado, o percentual de quitação de débitos por empresas tem seguido trajetória de queda.

Segundo o economista da Serasa, Luiz Rabi, os empreendedores têm encontrado dificuldades para retomar os níveis pré-pandemia. “O cenário econômico instável, de crescente inflação e alta da taxa de juros, impacta negativamente a melhora do fluxo de caixa das empresas. Além disso, a diminuição do poder de compra dos consumidores, também causada por esses dois fatores econômicos, segue dificultando a retomada do mercado como um todo”, ponderou.

Mesmo nesse cenário, o varejo deu sinais expressivos de recuperação, segundo a pesquisa, superando a média geral, com 39,3% das dívidas quitadas. Na sequência, veio o setor de securitizadoras, com 38,9%, bancos e cartões, com 32,5%, instituições financeiras, com 31,8%, utilities, com 30,7%, e serviços, com 28,4%. No fim da fila aparecem as empresas de telefonia, com apenas 8,5% dos débitos pagos.

Nesta terça-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística mostrou que as vendas no varejo tiveram a terceira alta consecutiva no ano, algo que não acontecia desde maio a outubro de 2020, corroborando com essa visão de recuperação do setor. O comércio varejista brasileiro avançou 1% em março, superando as expectativas de elevação de 0,4%. Na comparação anual, as vendas subiram 4%, ante projeção de 2,1%.

Dívidas de consumidores

Outro levantamento recente da Serasa mostrou que o número de brasileiros inadimplentes no mês de março encostou no recorde atingido durante o início da pandemia.

O total de inadimplentes no Brasil chegou a 65,6 milhões em março, perto do maior patamar alcançado em abril de 2020, de 65,9 milhões. Em meio ao cenário de alta inflação e crédito mais caro pelo aumento de juros, o número de endividados subiu 0,81% na comparação mensal.

“A inadimplência está em alta desde dezembro, refletindo um cenário econômico de grandes dificuldades”, disse a gerente da plataforma Serasa Limpa Nome, Aline Maciel.

Texto: Stéfanie Rigamonti
Edição: Allan Ravagnani
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.