0

Polarização da eleição já traz volatilidade mercados, diz presidente do BC

mercados

Polarização da eleição já traz volatilidade mercados, diz presidente do BC

Roberto Campos Neto afirmou que o BC vai intervir caso haja "uma elevada volatilidade com desconexão entre fundamentos e preço"

Polarização da eleição já traz volatilidade mercados, diz presidente do BC
tcuser

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

Brasília/São Paulo, 20 de janeiro – O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta quinta-feira que a polarização presenciada na disputa desta eleição presidencial já tem afetado, em certa parte, a volatilidade dos mercados, e que a autarquia monitora o cenário.

De acordo com Campos Neto, diferentemente das eleições de 2018, que evoluíram de um debate no centro para um cenário mais polarizado, o pleito de 2022 já está nesta situação, com tendência de que os candidatos caminhem paro o centro. As falas ocorreram em participação remota na Conferência Anual Latino-Americana do Santander.

“Se nós observamos uma elevada volatilidade com desconexão entre fundamentos e preço, nós vamos intervir”, assegurou acerca das intervenções da autoridade no câmbio, embora tenha ressaltado entender que volumes preestabelecidos de intervenção não constituam uma boa estratégia.

Ainda de acordo com ele, a atual gestão do BC vendeu mais dólares do que outros mandatos anteriores. “Não é a intenção de comprar, vender. As pessoas estão focalizando na volatilidade e não no que foi feito. E, de novo, se houver qualquer desconexão, ou falta de liquidez, nós entendemos que temos muita munição, nesse sentido, e estaremos prontos para agir e fazer o que for necessário.”

Variante ômicron

Questionando sobre a variante ômicron do coronavírus e eventuais impactos econômicos, Campos Neto ressaltou não observar, até o momento, expressivos efeitos da nova cepa sobre a mobilidade social.

“Em razão da mobilidade não estar sofrendo tanto, há uma tendência em acreditar que não teremos impacto na economia”, projetou, embora tenha reconhecido ser um assunto em progresso e mencionado algum impacto presenciado na Europa.

No entanto, em outro foco de atenção, o presidente do BC ilustrou a forma como a economia chinesa tem lidado com a política de “covid zero”, com restrições à circulação e fechamento de portos. “É muito cedo para dizer, mas se você tiver alguma disrupção da oferta na China, isso vai impactar todo mundo. Vai impactar os mercados desenvolvidos e emergentes”, alertou.

Em sua visão, atualmente, o maior receio em torno da variante são possíveis novos gargalos de oferta, que produziriam, no fim, “efeitos não desejáveis” para os mercados locais.

Pico da inflação

Sobre a inflação local, Campos Neto entende que a alta dos preços em 12 meses está próxima de atingir seu pico. Ao justificar o estouro da meta em 2021, mencionou a inflação importada, destacando os custos de commodities e combustíveis nos mercados globais.

Ele também alertou que o BC tem prestado atenção aos preços monitorados, que devem continuar avançando em 2022. “O aumento das tarifas tem sido menor do que o esperado, mas se tivermos uma reversão nessa tendência, pode ser um problema.”

Ele também reafirmou o compromisso em assegurar estabilidade de preços, pontuando que a melhor forma da autoridade monetária lidar com o crescimento econômico é atacando a inflação.

Ao tratar da atividade econômica, Campos Neto pontuou a importância da agropecuária para o Produto Interno Bruto neste ano, citando os choques climáticos presenciados afetando as expectativas de crescimento.

“Nós atualizamos nossas projeções para 2022, de 2,10% para 1,0%. Obviamente que estamos vendo agora, dependendo de como os próximos meses desenrolarem-se, os mercados caminhando para reprecificar o dado para baixo.”

Texto: Gabriel Ponte e Guilherme Dogo
Edição: Renato Carvalho
Edição: Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.