0

Produção e venda de veículos ficam praticamente estáveis em abril

mercados

Produção e venda de veículos ficam praticamente estáveis em abril

Em abril, a indústria automotiva produziu a 185,4 mil unidades de veículos, 0,4% a mais que no mês anterior, mas queda de 2,9% em um ano

Produção e venda de veículos ficam praticamente estáveis em abril
stefanie-rigamonti

Atualizado há 8 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 10 de maio – A produção e a venda de veículos no Brasil ficaram praticamente estáveis em abril frente ao mês anterior, em meio a um novo endurecimento na crise de oferta de insumos para a indústria, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea.

A indústria automotiva produziu em abril 185,4 mil unidades de autoveículos, 0,4% a mais do que o reportado em março. Na base anual, contudo, houve queda de 2,9%. No acumulado do ano, o recuo é de 13,6% frente ao primeiro quadrimestre de 2021.

A Anfavea enxerga os números como positivos, já que abril teve dois feriados, além de outras interrupções na produção de montadoras devido à falta de insumos.

“Poderíamos ter resultados de vendas ainda melhores, se não fosse a persistente limitação de oferta provocada pela crise dos semicondutores”, afirmou o presidente da associação, Márcio de Lima Leite.

Já as vendas de veículos alcançaram a média diária de 7.750 unidades, o melhor patamar desde dezembro. No total, 147,2 mil unidades foram licenciadas em abril, aumento de 0,3% ante março, mas queda de 15,9% em comparação com o mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, houve baixa de 21,4% na base anual.

“Apesar da inflação e da alta dos juros, ainda identificamos uma demanda reprimida de clientes particulares e, sobretudo, de locadoras”, disse Leite. “Os bons números de venda deste início de maio são indicadores dessa tendência e esperamos que a situação da oferta comece a melhorar em meados do ano”, completou.

Nas exportações, a indústria automotiva cresceu 15,2% em abril frente março, com 44,8 mil veículos enviados para fora do país. Em relação ao mesmo período do ano passado, a alta foi de 32,3%. No acumulado do ano, houve melhora de 17,9%, o melhor resultado para o quadrimestre desde 2018.

Texto: Stéfanie Rigamonti
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.