0

Redução de estímulos nos EUA pode impactar mercado imobiliário, diz diretor-presidente da Conti Capital

mercados

Redução de estímulos nos EUA pode impactar mercado imobiliário, diz diretor-presidente da Conti Capital

Com o crescimento da inflação e os custos de moradia cada vez mais "inviáveis", especialista vê impacto do 'tapering' no mercado imobiliário

Redução de estímulos nos EUA pode impactar mercado imobiliário, diz diretor-presidente da Conti Capital
cintia-thomaz

Atualizado há 6 meses

Ícone de compartilhamento

Rio de Janeiro, 4 de novembro –  A retirada de estímulos da economia americana, conhecida como ‘tapering’, pode impactar ainda mais o mercado imobiliário nos Estados Unidos, em meio ao crescimento da inflação e aos custos de moradia, que estão “inviáveis” para a população. A opinião é do diretor-presidente da Conti Capital, Carlos Vaz, que foi entrevistado pela TC Rádio.

“Temos uma inflação crescente e, apenas no mês de setembro, tivemos aumento do aluguel acima de 10%. Está ficando inviável comprar uma casa nos Estados Unidos, pois o custo do terreno e a mão de obra cresceu demais. Grande parte da população que não tinha como comprar uma casa está sendo forçada a migrar para o aluguel, mas não temos aluguéis suficientes para todos”, afirmou. Vaz ainda lembrou que, mesmo antes da pandemia, havia um um déficit de 5 milhões de apartamentos para a quantidade populacional.

O entrevistado disse, porém, que, apesar do cenário, não estamos perto de uma bolha imobiliária no país, como ocorreu em 2007 e 2008. Segundo ele, na época ocorreram medidas de financiamento de 100% que criaram a bolha, e reiterou que o problema atual do mercado imobiliário é a falta de moradias suficientes, em meio aos altos custos.

Multifamily

No programa Espresso da Manhã da TC Rádio, Carlos Vaz comentou também sobre o multifamily, segmento do ramo de construção de edifícios que tem como principal característica a locação de todas as suas unidades, prática cada vez mais presente principalmente nos Estados Unidos e na Europa.

“O Multifamily é uma indústria que existe nos Estados Unidos há mais de 100 anos. Você não pode vender apartamentos separadamente. São propriedades apenas para aluguéis em boas localizações, próximo ao emprego, escola, trabalho, trazendo boa mobilidade para o locatário. O aporte conosco tem crescido bastante, com estrutura offshore, e estamos vendo outros caminhos, como BDR, ou possibilidade de fundo local”, disse.

Texto: Cintia Thomaz
Edição: Nicolas Nogueira e Stéfanie Rigamonti
Arte: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.