0

Semana encerra em alta com acerto preliminar EUA-China; na semana que vem, teremos IBC-Br e PIB da China

mercados

Semana encerra em alta com acerto preliminar EUA-China; na semana que vem, teremos IBC-Br e PIB da China

O Ibovespa acumulava queda até ontem, mas acabou encerrando a semana em alta na esteira das negociações entre as duas maiores economias.

Semana encerra em alta com acerto preliminar EUA-China; na semana que vem, teremos IBC-Br e PIB da China
tcuser

Atualizado há mais de 2 anos

Ícone de compartilhamento

O Ibovespa acumulava queda até ontem, mas acabou encerrando a semana em alta na esteira das negociações entre as duas maiores economias do mundo. Donald Trump declarou aos veículos de imprensa que se havia chegado a uma “primeira fase substancial” de um acerto com a China, que incluiria produtos agrícolas e industriais, serviços financeiros e questões relacionadas ao câmbio; mas a Huawei não estava inclusa. Quanto às sobretaxas sobre alguns produtos chineses que passariam a valer na semana que vem, o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, disse que serão suspensas.

 

No Brasil, a agenda doméstica foi fraca, e o assunto local mais relevante na área econômica foram os dados de serviços, referentes a agosto, divulgados na manhã de hoje pelo IBGE. O volume de serviços recuou 0,2% em agosto, na comparação com julho, o quinto resultado negativo do setor em 2019. Os juros recuaram em bloco, precificando mais queda na taxa básica de juros Selic diante da inflação comportada e da demora na recuperação da atividade econômica. Na segunda-feira, teremos uma ideia melhor da saúde econômica doméstica: o Banco Central vai divulgar, logo pela manhã, o IBC-Br de agosto, que é tido como uma prévia do PIB nacional.

 

Embalado pelo cenário externo em dia de agenda fraca em Brasília, o Ibovespa fechou em alta de 1,98%, a 103.831 pontos, com volume de R$12,06 bilhões. Na semana, o índice avançou 1,25%. O dólar futuro, que chegou a subir na esteira do aumento das apostas em cortes da taxa básica de juros Selic, reverteu o rumo e fechou em queda de 0,10%, a R$4,112; segundo traders, o carry trade perdia força e resultava em um dólar mais fraco.

 

Na segunda-feira, será divulgado o índice de atividade do Banco Central, o IBC-Br, de agosto, às 9h00, além do tradicional relatório Focus do BC. No exterior, a China informa dados da balança comercial. Na Zona do Euro, serão divulgados dados de produção industrial de agosto. Os Estados Unidos informam o resultado mensal do balanço do governo federal de setembro. Na próxima semana teremos também, na quinta-feira, a divulgação do PIB trimestral chinês, quando poderão ficar mais claros os efeitos de 18 meses de disputa comercial com os Estados Unidos.

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.