0

SPX vê aprovação da reforma no terceiro trimestre ‘na melhor das hipóteses’

mercados

SPX vê aprovação da reforma no terceiro trimestre ‘na melhor das hipóteses’

SPX vê aprovação da reforma no terceiro trimestre ‘na melhor das hipóteses’
tcuser

Atualizado há cerca de 3 anos

Ícone de compartilhamento

A falta de capacidade de articular uma coalizão para aprovar a reforma da Previdência no Congresso deve, “na melhor das hipóteses”, levar a votação da pauta no Congresso para o terceiro trimestre, disse a SPX, o maior hedge fund brasileiro.

 

A carta de gestão do mês passado destacou que o time da SPX crê na aprovação do texto, mas com alterações que reduzirão o impacto fiscal. Para a gestora, o Banco Central deve manter o patamar atual da taxa Selic em 6,50% ao ano enquanto avalia a tramitação da reforma em meio à fraqueza na atividade. Assim, o debate sobre uma eventual redução adicional no juro básico só começaria lá para o fim do ano, após a possível aprovação da pauta.

 

Neste contexto, o time do experiente gestor Rogério Xavier mantém posição aplicada na parte intermediária da curva de juros e segue comprada em dólar. Na bolsa brasileira, permanecem as alocações, “com destaque para empresas dos setores de óleo e gás e utilities”.

 

Fundada em 2010 por Xavier, Daniel Schneider e Bruno Pandolfi, a SPX é o maior hedge fund independente do Brasil, com cerca de R$35 bilhões sob administração.

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.