IBOV

110.697,67 pts

-3,26%

SP500

4.511,57 pts

+0,56%

DJIA

35.379,53 pts

+0,34%

NASDAQ

15.387,14 pts

+0,56%

IFIX

2.742,96 pts

-0,16%

BRENT

US$ 84,97

+0,76%

IO62

¥ 709,50

+0,42%

TRAD3

R$ 8,05

-5,29%

ABEV3

R$ 15,17

-2,88%

AMER3

R$ 38,76

-0,79%

ASAI3

R$ 16,53

-2,53%

AZUL4

R$ 31,24

-9,08%

B3SA3

R$ 12,50

-3,25%

BIDI11

R$ 44,78

-7,28%

BBSE3

R$ 21,30

-1,75%

BRML3

R$ 8,12

-5,36%

BBDC3

R$ 17,88

-3,24%

BBDC4

R$ 21,10

-2,54%

BRAP4

R$ 53,24

-1,78%

BBAS3

R$ 30,82

-4,31%

BRKM5

R$ 57,79

-2,31%

BRFS3

R$ 24,10

-3,94%

BPAC11

R$ 23,97

-6,36%

CRFB3

R$ 18,00

-3,89%

CCRO3

R$ 12,20

-4,08%

CMIG4

R$ 14,81

-1,98%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,39

-8,42%

COGN3

R$ 2,90

-6,75%

CPLE6

R$ 6,67

-1,33%

CSAN3

R$ 22,56

-3,00%

CPFE3

R$ 26,17

-1,65%

CVCB3

R$ 18,95

-5,10%

CYRE3

R$ 16,88

-7,30%

ECOR3

R$ 9,53

-4,98%

ELET3

R$ 39,24

-3,37%

ELET6

R$ 39,25

-3,20%

EMBR3

R$ 25,03

-2,45%

ENBR3

R$ 19,06

-1,29%

ENGI11

R$ 43,88

-4,71%

ENEV3

R$ 14,78

-3,39%

EGIE3

R$ 38,51

-0,33%

EQTL3

R$ 24,29

-1,93%

EZTC3

R$ 22,00

-6,62%

FLRY3

R$ 20,65

-4,26%

GGBR4

R$ 27,87

-1,06%

GOAU4

R$ 12,60

-1,71%

GOLL4

R$ 18,83

-7,24%

NTCO3

R$ 40,54

-5,96%

HAPV3

R$ 12,03

-4,52%

HYPE3

R$ 29,15

-4,36%

IGTA3

R$ 31,81

-6,11%

GNDI3

R$ 67,68

-5,15%

IRBR3

R$ 5,17

-0,95%

ITSA4

R$ 10,92

-3,61%

ITUB4

R$ 24,33

-2,40%

JBSS3

R$ 37,69

-2,10%

JHSF3

R$ 5,74

-6,05%

KLBN11

R$ 22,56

-1,91%

RENT3

R$ 53,42

-5,03%

LCAM3

R$ 23,67

-5,81%

LWSA3

R$ 21,41

-6,87%

LAME4

R$ 6,22

-2,96%

LREN3

R$ 34,13

-5,16%

MGLU3

R$ 13,77

-3,57%

MRFG3

R$ 26,32

-0,64%

BEEF3

R$ 10,14

-2,21%

MRVE3

R$ 11,65

-6,65%

MULT3

R$ 19,40

-5,18%

PCAR3

R$ 28,77

-0,65%

PETR3

R$ 29,01

-3,94%

PETR4

R$ 28,23

-4,14%

BRDT3

R$ 23,18

-6,26%

PRIO3

R$ 26,95

-0,77%

QUAL3

R$ 18,49

-4,14%

RADL3

R$ 22,26

-1,98%

RAIL3

R$ 17,39

-4,50%

SBSP3

R$ 37,90

-2,47%

SANB11

R$ 34,87

-4,46%

CSNA3

R$ 25,57

-3,32%

SULA11

R$ 25,39

-3,60%

SUZB3

R$ 48,80

-2,00%

TAEE11

R$ 37,78

-0,50%

VIVT3

R$ 45,79

-1,42%

TIMS3

R$ 12,22

-2,08%

TOTS3

R$ 34,59

-3,38%

UGPA3

R$ 14,68

-4,79%

USIM5

R$ 15,49

-3,66%

VALE3

R$ 78,98

-1,17%

VIIA3

R$ 7,75

-5,25%

WEGE3

R$ 39,22

-2,82%

YDUQ3

R$ 24,92

-7,73%

IBOV

110.697,67 pts

-3,26%

SP500

4.511,57 pts

+0,56%

DJIA

35.379,53 pts

+0,34%

NASDAQ

15.387,14 pts

+0,56%

IFIX

2.742,96 pts

-0,16%

BRENT

US$ 84,97

+0,76%

IO62

¥ 709,50

+0,42%

TRAD3

R$ 8,05

-5,29%

ABEV3

R$ 15,17

-2,88%

AMER3

R$ 38,76

-0,79%

ASAI3

R$ 16,53

-2,53%

AZUL4

R$ 31,24

-9,08%

B3SA3

R$ 12,50

-3,25%

BIDI11

R$ 44,78

-7,28%

BBSE3

R$ 21,30

-1,75%

BRML3

R$ 8,12

-5,36%

BBDC3

R$ 17,88

-3,24%

BBDC4

R$ 21,10

-2,54%

BRAP4

R$ 53,24

-1,78%

BBAS3

R$ 30,82

-4,31%

BRKM5

R$ 57,79

-2,31%

BRFS3

R$ 24,10

-3,94%

BPAC11

R$ 23,97

-6,36%

CRFB3

R$ 18,00

-3,89%

CCRO3

R$ 12,20

-4,08%

CMIG4

R$ 14,81

-1,98%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,39

-8,42%

COGN3

R$ 2,90

-6,75%

CPLE6

R$ 6,67

-1,33%

CSAN3

R$ 22,56

-3,00%

CPFE3

R$ 26,17

-1,65%

CVCB3

R$ 18,95

-5,10%

CYRE3

R$ 16,88

-7,30%

ECOR3

R$ 9,53

-4,98%

ELET3

R$ 39,24

-3,37%

ELET6

R$ 39,25

-3,20%

EMBR3

R$ 25,03

-2,45%

ENBR3

R$ 19,06

-1,29%

ENGI11

R$ 43,88

-4,71%

ENEV3

R$ 14,78

-3,39%

EGIE3

R$ 38,51

-0,33%

EQTL3

R$ 24,29

-1,93%

EZTC3

R$ 22,00

-6,62%

FLRY3

R$ 20,65

-4,26%

GGBR4

R$ 27,87

-1,06%

GOAU4

R$ 12,60

-1,71%

GOLL4

R$ 18,83

-7,24%

NTCO3

R$ 40,54

-5,96%

HAPV3

R$ 12,03

-4,52%

HYPE3

R$ 29,15

-4,36%

IGTA3

R$ 31,81

-6,11%

GNDI3

R$ 67,68

-5,15%

IRBR3

R$ 5,17

-0,95%

ITSA4

R$ 10,92

-3,61%

ITUB4

R$ 24,33

-2,40%

JBSS3

R$ 37,69

-2,10%

JHSF3

R$ 5,74

-6,05%

KLBN11

R$ 22,56

-1,91%

RENT3

R$ 53,42

-5,03%

LCAM3

R$ 23,67

-5,81%

LWSA3

R$ 21,41

-6,87%

LAME4

R$ 6,22

-2,96%

LREN3

R$ 34,13

-5,16%

MGLU3

R$ 13,77

-3,57%

MRFG3

R$ 26,32

-0,64%

BEEF3

R$ 10,14

-2,21%

MRVE3

R$ 11,65

-6,65%

MULT3

R$ 19,40

-5,18%

PCAR3

R$ 28,77

-0,65%

PETR3

R$ 29,01

-3,94%

PETR4

R$ 28,23

-4,14%

BRDT3

R$ 23,18

-6,26%

PRIO3

R$ 26,95

-0,77%

QUAL3

R$ 18,49

-4,14%

RADL3

R$ 22,26

-1,98%

RAIL3

R$ 17,39

-4,50%

SBSP3

R$ 37,90

-2,47%

SANB11

R$ 34,87

-4,46%

CSNA3

R$ 25,57

-3,32%

SULA11

R$ 25,39

-3,60%

SUZB3

R$ 48,80

-2,00%

TAEE11

R$ 37,78

-0,50%

VIVT3

R$ 45,79

-1,42%

TIMS3

R$ 12,22

-2,08%

TOTS3

R$ 34,59

-3,38%

UGPA3

R$ 14,68

-4,79%

USIM5

R$ 15,49

-3,66%

VALE3

R$ 78,98

-1,17%

VIIA3

R$ 7,75

-5,25%

WEGE3

R$ 39,22

-2,82%

YDUQ3

R$ 24,92

-7,73%

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 27 de maio – A taxa de desemprego no Brasil subiu para 14,7% no primeiro trimestre de 2021, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, PNAD Contínua. O dado divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, veio em linha com o consenso TC. A alta foi de 0,8 ponto percentual na comparação com o último trimestre de 2020, quando o índice atingiu 13,9%. Segundo o instituto, esse é o maior índice da série histórica, iniciada em 2012, mas ainda veio em linha com a expectativa do mercado.


Alta na taxa de desemprego já era esperada, segundo analista

A taxa de desemprego corresponde a 14,8 milhões de pessoas em busca de um trabalho no país. O aumento de um trimestre para o outro foi de 880 mil pessoas. Contudo, o crescimento era esperado, de acordo com Adriana Beringuy, analista de pesquisa do IBGE. Segundo ela, “esse aumento da população desocupada é um efeito sazonal esperado. As taxas de desocupação costumam aumentar no início de cada ano, tendo em vista o processo de dispensa de pessoas que foram contratadas no fim do ano anterior.”

Adriana Beringuy analisa que o contingente de ocupados, 85,7 milhões, ficou estatisticamente estável na comparação com o último trimestre do ano passado. Mas o nível de ocupação, de 48,4% reduziu 0,5 ponto percentual na comparação.

Desde o trimestre encerrado em maio do ano passado, o nível de ocupação está abaixo de 50%, o que indica que menos da metade da população em idade para trabalhar está ocupada no país. O valor ainda é influenciado pela retração da ocupação ao longo de 2020, por causa da pandemia de covid-19, o que demonstra que o mercado de trabalho ainda não mostrou a mesma recuperação que outros setores da economia.


Única categoria de ocupação que aumentou em maio foi a de trabalhadores por conta própria

Entre as categorias de trabalhadores, houve redução dos empregados do setor privado sem carteira assinada, que chegam a 9,7 milhões, um recuo de 2,9% frente ao trimestre anterior, com menos 294 mil pessoas. Também diminuíram os empregados do setor público sem carteira, que agora somam 1,9 milhão, uma queda de 17,1% ou menos 395 mil.

O único aumento na ocupação ocorreu entre os trabalhadores por conta própria, em 23,8 milhões, crescimento de 2,4%, um acréscimo de 565 mil postos de trabalho. “Essa redução na maioria dos grupamentos de atividades reflete o cenário da pandemia. De modo geral, a maior parte das atividades econômicas tem menos ocupados do que há um ano”, conclui a analista do IBGE.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Carlos Martins / TC Mover


Leia também

Itaú eleva projeção do PIB de 2021 para 5,00%

Mercado cauteloso espera dados dos EUA; desemprego, fiscal Covid-19 no radar: Espresso

Calendário Econômico: Desemprego, resultado primário, PIB dos EUA

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.