0

TC Day - “Boom na economia” deve esbarrar em volatilidade neste ano, diz Marcos Mollica

mercados

TC Day - “Boom na economia” deve esbarrar em volatilidade neste ano, diz Marcos Mollica

Brasil terá "boom da economia" no segundo semestre, mas enfrentará maior volatilidade com fim de estímulos, avalia Marcos Mollica. Confira!

TC Day - “Boom na economia” deve esbarrar em volatilidade neste ano, diz Marcos Mollica
tcuser

Atualizado há 12 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 20 de maio – A economia brasileira vai ter um “boom de crescimento” no segundo semestre, mas o período deve ser pautado pela maior volatilidade nos mercados em meio às discussões de retirada de estímulos, disse o gestor do Opportunity, Marcos Mollica, no TC Day 2021.

 

Brasil não está preparado para crescimento sustentado da economia, segundo gestor

“Estou bem otimista com a reabertura da economia e com a vacinação aumentando”, disse ele, acrescentando que sua projeção para o Produto Interno Bruto, PIB, está em uma alta de 4,50%. Para o gestor, porém, o país “não está preparado estruturalmente para um crescimento sustentado”.

Em sua visão, será necessário passar uma imagem de credibilidade fiscal. “É preciso fechar a ‘caixa de pandora’ dos gastos de uma vez por todas”, observou Marcos Mollica. Ele também avaliou que a proximidade com as eleições presidenciais de 2022 deve reforçar as políticas populistas e isso não vai melhorar a confiança dos investidores. “O cenário político no Brasil é sempre complicado”, enfatizou durante o TC Day.

 

Marcos Mollica espera que remoção em compras de títulos ocorra no fim de 2021

A volatilidade esperada nos mercados para a segunda metade de 2021 advém dos questionamentos sobre a aceleração da inflação e seus impactos nas políticas de juros mundo afora e, em especial, na maior economia do planeta.

“Nos Estados Unidos, Inglaterra, Chile e México os bancos centrais estão entendendo que terão que começar o processo de normalização dos juros, e isso vai trazer volatilidade aos mercados”, falou o gestor. Como exemplo, ele citou a sinalização na ata do Comitê Federal de Mercado Aberto, FOMC, de ontem.

Marcos Mollica entende, no entanto, que o Federal Reserve, Fed, ainda está tranquilo em relação à inflação. Para ele, qualquer remoção nas compras de títulos ocorreria mais para o fim do ano. “Os juros estão fora do lugar, mas ainda é o momento para ativos de risco”, afirmou.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Karine Sena e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

TC Day – Infraestrutura é setor interessante para surfar retomada, diz Luiz Nunes

CPI da Covid retoma depoimento de Eduardo Pazuello

TC Day – Decisão da Argentina beneficiará Minerva e Marfrig, diz Edson Ticle

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.