0

Temor de guerra derruba bolsas; no radar, Ucrânia, ata do FOMC, inflação: Espresso

mercados

Temor de guerra derruba bolsas; no radar, Ucrânia, ata do FOMC, inflação: Espresso

O temor de invasão da Rússia à Ucrânia fez a aversão ao risco disparar e as bolsas americanas derreterem, enquanto o Ibovespa resistiu

Temor de guerra derruba bolsas; no radar, Ucrânia, ata do FOMC, inflação: Espresso
tcuser

Atualizado há 3 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 11 de fevereiro– A aversão ao risco disparou na tarde desta sexta-feira após notícias não confirmadas de que a Rússia teria decidido invadir a Ucrânia na próxima semana. O receio de um conflito, que poderia envolver Estados Unidos e Europa, derrubou as bolsas em Nova York e aumentou a busca por proteção, puxando os preços do dólar, ouro e Treasuries e reduzindo também os juros longos americanos. Os mercados aguardam agora negociações no fim de semana entre os líderes mundiais. No Brasil, o Ibovespa resistiu graças à Petrobras com a alta do petróleo e à valorização dos bancos.

Bolsas negativas

As bolsas americanas fecharam próximas das mínimas diárias nesta sexta-feira, com o Dow Jones, o S&P500 e o Nasdaq 100 acumulando quedas semanais de 1,0%, 1,82% e 3,0%, respectivamente, após recuarem 1,43%, 1,90% e 3,07% hoje. O clima azedou depois de a Casa Branca dizer que uma invasão russa à Ucrânia pode acontecer durante a Olimpíada de Inverno na China, embora admita não ter certeza. Nesse cenário, o petróleo acelerou, levando o Brent a fechar em alta de 3,31% e o WTI, de 3,58%. Na semana, ganharam 1,25% e 7,23%.

O conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, alertou nesta sexta-feira que a Rússia pode invadir a Ucrânia “a qualquer momento”, com a possibilidade disso ocorrer durante a Olimpíada de Inverno de Pequim, que ocorrem na China até 20 de fevereiro. Ele também solicitou que os norte-americanos que residem na Ucrânia saiam do país em até 48 horas, embora tenha admitido que a inteligência dos EUA não está certa sobre se o presidente russo já tomou decisão final relacionada à invasão da Ucrânia. “Mas pode muito bem ocorrer em breve”, afirmou.

Resistência do Ibovespa

O Ibovespa resistiu e fechou a quarta sessão positiva consecutiva, impulsionado pelos bons balanços do quarto trimestre, em especial do Itaú Unibanco, e pela valorização das commodities, embora tenha reduzido alta com o exterior. O índice subiu 0,18% a 113.572 pontos nessa sexta, acumulando ganho semanal de 1,18%. A situação na Ucrânia também estressou o dólar futuro, que avançou 0,13% a R$5,273, e a curva de juros, que fechou nas máximas em toda extensão, em alta de até 16 pontos-base. Na semana, o contrato futuro da moeda americana ainda acumulou perda de 1,60%.

 *Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/ Mover

Nesta matéria

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

0,00

0,59

+1,75%

Relacionadas

PETR3

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

36,82

0,39

+1,05%

ITUB4

ITAU UNIBANCO HOLDING S.A...

24,81

0,00

+0,00%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.