IBOV

109.389,25 pts

+1,27%

SP500

4.593,57 pts

+1,35%

DJIA

35.435,07 pts

+1,15%

NASDAQ

15.307,50 pts

+1,73%

IFIX

2.808,33 pts

+0,04%

BRENT

US$ 89,13

+0,78%

IO62

¥ 752,50

+1,83%

TRAD3

R$ 4,51

+7,89%

ABEV3

R$ 14,53

-0,06%

AMER3

R$ 34,23

+3,10%

ASAI3

R$ 12,12

+0,74%

AZUL4

R$ 26,38

+4,39%

B3SA3

R$ 12,79

+4,32%

BIDI11

R$ 25,48

+13,24%

BBSE3

R$ 20,41

-1,30%

BRML3

R$ 8,90

+1,94%

BBDC3

R$ 17,56

-0,34%

BBDC4

R$ 21,07

-0,14%

BRAP4

R$ 28,54

-0,59%

BBAS3

R$ 31,49

+1,54%

BRKM5

R$ 49,63

+0,87%

BRFS3

R$ 23,86

+0,63%

BPAC11

R$ 21,51

+8,09%

CRFB3

R$ 14,75

-1,92%

CCRO3

R$ 11,70

+3,17%

CMIG4

R$ 12,95

+1,56%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,11

+1,44%

COGN3

R$ 2,33

+5,90%

CPLE6

R$ 6,61

+1,84%

CSAN3

R$ 22,52

+2,50%

CPFE3

R$ 27,19

+1,95%

CVCB3

R$ 12,43

+7,52%

CYRE3

R$ 15,13

+2,57%

ECOR3

R$ 7,55

+3,56%

ELET3

R$ 33,46

+1,27%

ELET6

R$ 32,95

+1,85%

EMBR3

R$ 21,31

+3,54%

ENBR3

R$ 21,50

-0,64%

ENGI11

R$ 40,85

-1,11%

ENEV3

R$ 13,18

+2,09%

EGIE3

R$ 39,37

+0,10%

EQTL3

R$ 22,39

+0,85%

EZTC3

R$ 19,99

+5,76%

FLRY3

R$ 18,20

+0,38%

GGBR4

R$ 29,01

+1,43%

GOAU4

R$ 12,10

+2,36%

GOLL4

R$ 16,88

+2,61%

NTCO3

R$ 22,16

+6,18%

HAPV3

R$ 11,39

+4,30%

HYPE3

R$ 28,89

+1,65%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 65,99

+3,53%

IRBR3

R$ 3,48

+3,26%

ITSA4

R$ 9,63

+0,20%

ITUB4

R$ 23,33

-0,63%

JBSS3

R$ 36,39

-0,60%

JHSF3

R$ 5,25

+6,06%

KLBN11

R$ 25,70

+0,03%

RENT3

R$ 53,87

+8,06%

LCAM3

R$ 24,08

+7,26%

LWSA3

R$ 8,72

+0,92%

LAME4

R$ 6,45

+2,70%

LREN3

R$ 26,28

+5,75%

MGLU3

R$ 6,63

+5,07%

MRFG3

R$ 22,48

-0,92%

BEEF3

R$ 9,84

-0,30%

MRVE3

R$ 11,87

+5,60%

MULT3

R$ 19,49

+3,94%

PCAR3

R$ 20,26

+1,40%

PETR3

R$ 34,65

+1,16%

PETR4

R$ 31,74

+0,79%

VBBR3

21,07

+2,68%

PRIO3

R$ 24,09

+0,41%

QUAL3

R$ 16,85

+1,26%

RADL3

R$ 20,71

+0,82%

RAIL3

R$ 17,26

+3,16%

SBSP3

R$ 36,05

+1,00%

SANB11

R$ 31,25

-0,85%

CSNA3

R$ 26,89

+1,58%

SULA11

R$ 23,94

+0,71%

SUZB3

R$ 60,93

-1,48%

TAEE11

R$ 37,65

+2,28%

VIVT3

R$ 48,67

-0,04%

TIMS3

R$ 12,94

-0,38%

TOTS3

R$ 26,71

+5,57%

UGPA3

R$ 13,59

+2,72%

USIM5

R$ 16,80

+0,29%

VALE3

R$ 87,63

-0,65%

VIIA3

R$ 4,26

+6,50%

WEGE3

R$ 30,85

+1,14%

YDUQ3

R$ 20,20

+4,28%

IBOV

109.389,25 pts

+1,27%

SP500

4.593,57 pts

+1,35%

DJIA

35.435,07 pts

+1,15%

NASDAQ

15.307,50 pts

+1,73%

IFIX

2.808,33 pts

+0,04%

BRENT

US$ 89,13

+0,78%

IO62

¥ 752,50

+1,83%

TRAD3

R$ 4,51

+7,89%

ABEV3

R$ 14,53

-0,06%

AMER3

R$ 34,23

+3,10%

ASAI3

R$ 12,12

+0,74%

AZUL4

R$ 26,38

+4,39%

B3SA3

R$ 12,79

+4,32%

BIDI11

R$ 25,48

+13,24%

BBSE3

R$ 20,41

-1,30%

BRML3

R$ 8,90

+1,94%

BBDC3

R$ 17,56

-0,34%

BBDC4

R$ 21,07

-0,14%

BRAP4

R$ 28,54

-0,59%

BBAS3

R$ 31,49

+1,54%

BRKM5

R$ 49,63

+0,87%

BRFS3

R$ 23,86

+0,63%

BPAC11

R$ 21,51

+8,09%

CRFB3

R$ 14,75

-1,92%

CCRO3

R$ 11,70

+3,17%

CMIG4

R$ 12,95

+1,56%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,11

+1,44%

COGN3

R$ 2,33

+5,90%

CPLE6

R$ 6,61

+1,84%

CSAN3

R$ 22,52

+2,50%

CPFE3

R$ 27,19

+1,95%

CVCB3

R$ 12,43

+7,52%

CYRE3

R$ 15,13

+2,57%

ECOR3

R$ 7,55

+3,56%

ELET3

R$ 33,46

+1,27%

ELET6

R$ 32,95

+1,85%

EMBR3

R$ 21,31

+3,54%

ENBR3

R$ 21,50

-0,64%

ENGI11

R$ 40,85

-1,11%

ENEV3

R$ 13,18

+2,09%

EGIE3

R$ 39,37

+0,10%

EQTL3

R$ 22,39

+0,85%

EZTC3

R$ 19,99

+5,76%

FLRY3

R$ 18,20

+0,38%

GGBR4

R$ 29,01

+1,43%

GOAU4

R$ 12,10

+2,36%

GOLL4

R$ 16,88

+2,61%

NTCO3

R$ 22,16

+6,18%

HAPV3

R$ 11,39

+4,30%

HYPE3

R$ 28,89

+1,65%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 65,99

+3,53%

IRBR3

R$ 3,48

+3,26%

ITSA4

R$ 9,63

+0,20%

ITUB4

R$ 23,33

-0,63%

JBSS3

R$ 36,39

-0,60%

JHSF3

R$ 5,25

+6,06%

KLBN11

R$ 25,70

+0,03%

RENT3

R$ 53,87

+8,06%

LCAM3

R$ 24,08

+7,26%

LWSA3

R$ 8,72

+0,92%

LAME4

R$ 6,45

+2,70%

LREN3

R$ 26,28

+5,75%

MGLU3

R$ 6,63

+5,07%

MRFG3

R$ 22,48

-0,92%

BEEF3

R$ 9,84

-0,30%

MRVE3

R$ 11,87

+5,60%

MULT3

R$ 19,49

+3,94%

PCAR3

R$ 20,26

+1,40%

PETR3

R$ 34,65

+1,16%

PETR4

R$ 31,74

+0,79%

VBBR3

21,07

+2,68%

PRIO3

R$ 24,09

+0,41%

QUAL3

R$ 16,85

+1,26%

RADL3

R$ 20,71

+0,82%

RAIL3

R$ 17,26

+3,16%

SBSP3

R$ 36,05

+1,00%

SANB11

R$ 31,25

-0,85%

CSNA3

R$ 26,89

+1,58%

SULA11

R$ 23,94

+0,71%

SUZB3

R$ 60,93

-1,48%

TAEE11

R$ 37,65

+2,28%

VIVT3

R$ 48,67

-0,04%

TIMS3

R$ 12,94

-0,38%

TOTS3

R$ 26,71

+5,57%

UGPA3

R$ 13,59

+2,72%

USIM5

R$ 16,80

+0,29%

VALE3

R$ 87,63

-0,65%

VIIA3

R$ 4,26

+6,50%

WEGE3

R$ 30,85

+1,14%

YDUQ3

R$ 20,20

+4,28%

tcuser

Atualizado há quase 3 anos

Ícone de compartilhamento

Os riscos em torno da desaceleração da economia mundial começam a ganhar protagonismo no mercado, enquanto não se encerram as negociações comerciais entre Washington e Pequim. Não à toa os investidores estarão focados nos dados do Relatório de Emprego dos Estados Unidos referente ao mês de fevereiro, que saem amanhã, às 10h30, horário de Brasília. Além da China, o potencial desaquecimento da economia americana foi apontado pelo presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, dentre os fatores externos por trás da revisão da estimativa do BCE para o crescimento da zona do euro neste ano de 1,7% para 1,1%. Culpou também a Itália e o fraco desempenho do setor automotivo alemão.

 

Mais cautelosa, portanto, a autoridade monetária europeia deu um passo além: adiou para 2020 qualquer alta no juro básico da região e anunciou uma nova rodada do programa de crédito bancário a bancos comerciais europeus, o chamado TLTRO. O BCE se tornou, assim, o primeiro banco central a atenuar a política monetária em reposta à desaceleração global.

 

O dólar futuro voltou a emplacar alta firme frente ao real, encerrando a quinta-feira cotado a R$3,877, na maior cotação de 2019, apagando quase toda a desvalorização acumulada no ano. Na máxima, chegou a valer R$3,909 em reflexo da alta da moeda americana em todo o mundo, frente a demais divisas emergentes e perante o euro, na esteira do BCE. Em Nova Iorque, os índices Dow Jones e S&P500 recuaram 0,78% e 0,81%, respectivamente, completando quatro dias seguidos de baixa. Na B3, a busca por proteção no dólar também reflete o aumento da percepção de riscos sobre a capacidade de construção política do governo, sob o receio de desidratação da reforma da Previdência. O investidor estrangeiro retirou mais R$498 milhões da bolsa brasileira em 1 de março, ampliando o saldo negativo no ano para R$1,59 bilhão. Mesmo com a subida do dólar, os juros futuros reduziram prêmios de risco no fim da sessão: o contrato para janeiro de 2020 caiu 1,5 ponto-base a 6,465%. Circulou na comunidade TC a informação de que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara deverá ser instalada na próxima semana, podendo apreciar a reforma na última semana de março.

 

O índice Bovespa alternou altas e baixas ao longo do pregão ante de encerrar em alta de 0,13% a 94.340 pontos, interrompendo uma sequência de quatro quedas seguidas. A tendência positiva se consolidou logo após um tuíte do presidente Jair Bolsonaro defendendo a aprovação da reforma da Previdência, “que combate privilégios, como aposentadoria especial para políticos, que cobra menos dos mais pobres, e que incluirá todos, inclusive militares”. Segundo um operador, ao se posicionar na rede social em prol do projeto crucial para o ajuste das contas públicas, Bolsonaro ajuda a esvaziar a leitura de que o governo tem gastado energia com outros assuntos em vez da proposta que altera as regras de aposentadorias. A valorização nas ações de blue chips, como Vale, Ambev, Itaú e Bradesco, ajudou a sustentar o Ibovespa na contramão da aversão ao risco. Na outra ponta, no entanto, os papéis das concessionárias CCR e Ecorodovias sofreram perdas superiores a 5% diante de preocupações sobre investigações de corrupção no setor de concessionárias de rodovias. Na quarta-feira, a subsidiária da CCR Rodonorte fechou acordo de leniência com o Ministério Público no valor de R$ 750 milhões.

 

(Foto: B3/Divulgação)

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.