0

Vendas de voos domésticos cresceram 76% em 2021 no Brasil, mostra ViajaNet

mercados

Vendas de voos domésticos cresceram 76% em 2021 no Brasil, mostra ViajaNet

A priorização dos voos domésticos pode estar relacionada tanto à situação da pandemia quanto a fatores macroeconômicos que afetam o país

Vendas de voos domésticos cresceram 76% em 2021 no Brasil, mostra ViajaNet
fernanda-almeida

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 18 de janeiro – O volume de vendas de passagens aéreas para voos domésticos no Brasil subiu 76,20% entre janeiro e dezembro de 2021, na base anual, com o arrefecimento da pandemia e o retorno de uma demanda reprimida, segundo pesquisa recente da agência virtual de turismo ViajaNet.

De acordo com o estudo, a maior parte dos viajantes, responsável por 30% dos bilhetes vendidos no período, tinha entre 25 e 34 anos. Na sequência, com 21% das vendas, aparecem a população entre 18 e 24 anos, e, com 18%, os de 35 a 44 anos. As mulheres foram as que mais viajaram no período, com 58,90% das compras de voos.

Avanço da ômicron

Após a retomada significativa dos voos em 2021, as expectativas para a recuperação do setor aéreo em 2022 eram altas. No entanto, o avanço da variante ômicron continua causando incertezas.
O ano não começou bem para as companhias aéreas. Os surtos entre os tripulantes de covid-19 e influenza, vírus da gripe, foram responsáveis pelo cancelamento de 111 voos da Latam. Azul e Gol também foram impactadas pelo rápido contágio das doenças.

Para driblar a situação, a Agência Nacional de Aviação Civil, Anac, autorizou nesta terça-feira que a Azul e a Gol voem com menos comissários de bordo. As companhias poderão realizar voos com três, em vez de quatro, profissionais, e precisarão limitar o número de assentos por aeronave. A Latam aguarda resposta da agência sobre o mesmo pedido.

Voos domésticos

Apesar da disseminação da variante ômicron, o avanço da vacinação – especialmente no Brasil, um dos países com maior adesão aos imunizantes – aumenta o otimismo quanto à recuperação do setor aéreo, ao menos no mercado doméstico. Essa é a avaliação do analista da Genial, Rômulo Mandarino.

A priorização de viagens em território nacional, no entanto, não é um movimento causado apenas pela pandemia. De acordo com o sócio da consultora Performa Partners, André Pimentel, o câmbio e a situação econômica local pesam mais no bolso dos viajantes.

Por isso, segundo ele, voos internacionais devem ter recuperação mais lenta, tanto saindo quanto chegando ao Brasil.

Desempenho das ações das companhias aéreas

Perto das 13h15, a ação preferencial da Azul (AZUL4) caía 0,54%, cotada a R$25,68, enquanto os papéis preferenciais da Gol (GOLL4) recuavam 0,24%, a R$16,73. No mesmo horário, o Ibovespa operava em leve alta de 0,05%, aos 106,4 mil pontos.

Para acompanhar o desempenho das ações das companhias aéreas e de outras empresas listadas na bolsa brasileira, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Fernanda de Almeida
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Vinícius Martins / Mover

Nesta matéria

AZUL4

AZUL S.A.

20,66

0,01

+0,04%

Relacionadas

GOLL4

GOL LINHAS AEREAS INTELIG...

14,52

0,10

+0,67%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.