0

Vírus assusta e derruba bolsas; no radar, eleição, FOMC, Payroll, ata, IPCA: Espresso

mercados

Vírus assusta e derruba bolsas; no radar, eleição, FOMC, Payroll, ata, IPCA: Espresso

As bolsas fecharam a última semana de outubro em clima de Halloween, com os investidores assustados com o fantasma da nova onda de Covid-19.

Vírus assusta e derruba bolsas; no radar, eleição, FOMC, Payroll, ata, IPCA: Espresso
tcuser

Atualizado há mais de 1 ano

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 30 de outubro – As bolsas fecharam a última semana de outubro em clima de Halloween, com os investidores assustados com o fantasma de uma segunda onda do coronavírus, que pode levar a novas medidas de isolamento social e à interrupção do processo de retomada da economia nos países desenvolvidos.

A forte queda das bolsas, de mais de 5% na semana, a pior desde março, trouxe de volta o trauma do pânico que tomou conta dos mercados após a constatação de que o coronavírus havia se tornado uma pandemia.

Muita coisa mudou, os países estão mais preparados para enfrentar o vírus, mas os investidores parecem ter percebido que a volta à normalidade só ocorrerá com o desenvolvimento de uma vacina, o que, apesar das promessas dos políticos, só deve estar disponível para grande parte da população no ano que vem. Até lá, a incerteza continuará prevalecendo e mantendo os mercados em constante tensão.

Agenda econômica com ata do Copom, eleição, taxa de juros e inflação

A próxima semana será pesada em eventos econômicos, com destaque para a ata da reunião do Comitê de Política Monetária, Copom, na terça-feira, dando mais detalhes da visão do Banco Central sobre inflação e gastos públicos. No mesmo dia, ocorrem as eleições americanas, que devem definir não só o novo presidente, mas também mexer com o equilíbrio de forças no Congresso.

Na quinta-feira, todas as atenções estarão na reunião de política monetária do Federal Reserve. Sem perspectiva de aprovação de um novo pacote até o fim do ano, e com o cenário eleitoral definido, o presidente do Fed, Jerome Powell, deve analisar o que mais pode ser feito para estimular a atividade no curto prazo.

Sexta-feira o destaque será o IPCA, indicador oficial usado pelo BC em suas metas, e que deve acelerar de 0,64% em setembro para perto de 0,80% em outubro, elevando o acumulado em 12 meses para 3,80%. Nos Estados Unidos, o destaque serão os dados oficiais de emprego, o Payroll de outubro.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: Nathália Reiter/TC

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.