IBOV

102.202,88 pts

-3,41%

SP500

4.581,57 pts

-2,33%

DJIA

34.682,33 pts

-2,79%

NASDAQ

16.043,28 pts

-2,00%

IFIX

2.541,57 pts

-0,15%

BRENT

US$ 72,62

-11,02%

IO62

¥ 588,50

+1,64%

TRAD3

R$ 7,88

-2,83%

ABEV3

R$ 16,70

-3,30%

AMER3

R$ 30,49

-6,64%

ASAI3

R$ 13,26

-3,42%

AZUL4

R$ 23,41

-13,74%

B3SA3

R$ 11,74

-4,78%

BIDI11

R$ 35,96

-4,59%

BBSE3

R$ 21,50

-3,15%

BRML3

R$ 8,06

-5,39%

BBDC3

R$ 17,57

-3,40%

BBDC4

R$ 20,44

-3,99%

BRAP4

R$ 48,80

-2,78%

BBAS3

R$ 30,90

-2,52%

BRKM5

R$ 50,31

-2,65%

BRFS3

R$ 20,51

-4,47%

BPAC11

R$ 20,77

-4,24%

CRFB3

R$ 15,67

-3,56%

CCRO3

R$ 11,73

-1,17%

CMIG4

R$ 13,38

-1,83%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,08

-4,58%

COGN3

R$ 2,36

-5,60%

CPLE6

R$ 6,07

-1,62%

CSAN3

R$ 21,31

-1,15%

CPFE3

R$ 25,78

-1,03%

CVCB3

R$ 14,97

-10,89%

CYRE3

R$ 14,52

-4,84%

ECOR3

R$ 8,50

-1,39%

ELET3

R$ 32,64

-3,14%

ELET6

R$ 32,23

-2,62%

EMBR3

R$ 19,30

-8,18%

ENBR3

R$ 21,13

-0,33%

ENGI11

R$ 44,53

-0,97%

ENEV3

R$ 14,38

-2,96%

EGIE3

R$ 39,04

-0,53%

EQTL3

R$ 22,64

-2,41%

EZTC3

R$ 18,57

-2,67%

FLRY3

R$ 18,00

-4,40%

GGBR4

R$ 25,66

-2,58%

GOAU4

R$ 10,68

-2,64%

GOLL4

R$ 15,20

-10,11%

NTCO3

R$ 27,07

-1,74%

HAPV3

R$ 11,65

-5,59%

HYPE3

R$ 27,88

-3,02%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 65,45

-4,73%

IRBR3

R$ 4,13

-2,82%

ITSA4

R$ 9,80

-2,39%

ITUB4

R$ 22,86

-1,71%

JBSS3

R$ 34,32

-3,18%

JHSF3

R$ 4,91

-2,38%

KLBN11

R$ 23,28

-1,73%

RENT3

R$ 52,51

-2,97%

LCAM3

R$ 23,60

-2,60%

LWSA3

R$ 13,70

-4,46%

LAME4

R$ 5,54

-4,64%

LREN3

R$ 29,31

-4,86%

MGLU3

R$ 8,07

-7,56%

MRFG3

R$ 23,68

-3,22%

BEEF3

R$ 8,66

-3,67%

MRVE3

R$ 11,39

-3,88%

MULT3

R$ 19,46

-5,76%

PCAR3

R$ 23,17

-1,48%

PETR3

R$ 29,25

-4,25%

PETR4

R$ 28,64

-3,56%

VBBR3

21,68

-2,73%

PRIO3

R$ 20,05

-9,27%

QUAL3

R$ 16,44

-4,58%

RADL3

R$ 22,75

-3,51%

RAIL3

R$ 17,61

-1,51%

SBSP3

R$ 34,06

-2,63%

SANB11

R$ 34,15

-2,95%

CSNA3

R$ 22,39

-4,92%

SULA11

R$ 25,46

-5,28%

SUZB3

R$ 54,68

-0,43%

TAEE11

R$ 35,88

+0,16%

VIVT3

R$ 50,82

-0,13%

TIMS3

R$ 13,94

-1,69%

TOTS3

R$ 31,17

-3,76%

UGPA3

R$ 13,69

-2,97%

USIM5

R$ 12,93

-6,03%

VALE3

R$ 69,00

-2,05%

VIIA3

R$ 5,70

-4,04%

WEGE3

R$ 32,60

-3,83%

YDUQ3

R$ 20,93

-5,55%

IBOV

102.202,88 pts

-3,41%

SP500

4.581,57 pts

-2,33%

DJIA

34.682,33 pts

-2,79%

NASDAQ

16.043,28 pts

-2,00%

IFIX

2.541,57 pts

-0,15%

BRENT

US$ 72,62

-11,02%

IO62

¥ 588,50

+1,64%

TRAD3

R$ 7,88

-2,83%

ABEV3

R$ 16,70

-3,30%

AMER3

R$ 30,49

-6,64%

ASAI3

R$ 13,26

-3,42%

AZUL4

R$ 23,41

-13,74%

B3SA3

R$ 11,74

-4,78%

BIDI11

R$ 35,96

-4,59%

BBSE3

R$ 21,50

-3,15%

BRML3

R$ 8,06

-5,39%

BBDC3

R$ 17,57

-3,40%

BBDC4

R$ 20,44

-3,99%

BRAP4

R$ 48,80

-2,78%

BBAS3

R$ 30,90

-2,52%

BRKM5

R$ 50,31

-2,65%

BRFS3

R$ 20,51

-4,47%

BPAC11

R$ 20,77

-4,24%

CRFB3

R$ 15,67

-3,56%

CCRO3

R$ 11,73

-1,17%

CMIG4

R$ 13,38

-1,83%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,08

-4,58%

COGN3

R$ 2,36

-5,60%

CPLE6

R$ 6,07

-1,62%

CSAN3

R$ 21,31

-1,15%

CPFE3

R$ 25,78

-1,03%

CVCB3

R$ 14,97

-10,89%

CYRE3

R$ 14,52

-4,84%

ECOR3

R$ 8,50

-1,39%

ELET3

R$ 32,64

-3,14%

ELET6

R$ 32,23

-2,62%

EMBR3

R$ 19,30

-8,18%

ENBR3

R$ 21,13

-0,33%

ENGI11

R$ 44,53

-0,97%

ENEV3

R$ 14,38

-2,96%

EGIE3

R$ 39,04

-0,53%

EQTL3

R$ 22,64

-2,41%

EZTC3

R$ 18,57

-2,67%

FLRY3

R$ 18,00

-4,40%

GGBR4

R$ 25,66

-2,58%

GOAU4

R$ 10,68

-2,64%

GOLL4

R$ 15,20

-10,11%

NTCO3

R$ 27,07

-1,74%

HAPV3

R$ 11,65

-5,59%

HYPE3

R$ 27,88

-3,02%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 65,45

-4,73%

IRBR3

R$ 4,13

-2,82%

ITSA4

R$ 9,80

-2,39%

ITUB4

R$ 22,86

-1,71%

JBSS3

R$ 34,32

-3,18%

JHSF3

R$ 4,91

-2,38%

KLBN11

R$ 23,28

-1,73%

RENT3

R$ 52,51

-2,97%

LCAM3

R$ 23,60

-2,60%

LWSA3

R$ 13,70

-4,46%

LAME4

R$ 5,54

-4,64%

LREN3

R$ 29,31

-4,86%

MGLU3

R$ 8,07

-7,56%

MRFG3

R$ 23,68

-3,22%

BEEF3

R$ 8,66

-3,67%

MRVE3

R$ 11,39

-3,88%

MULT3

R$ 19,46

-5,76%

PCAR3

R$ 23,17

-1,48%

PETR3

R$ 29,25

-4,25%

PETR4

R$ 28,64

-3,56%

VBBR3

21,68

-2,73%

PRIO3

R$ 20,05

-9,27%

QUAL3

R$ 16,44

-4,58%

RADL3

R$ 22,75

-3,51%

RAIL3

R$ 17,61

-1,51%

SBSP3

R$ 34,06

-2,63%

SANB11

R$ 34,15

-2,95%

CSNA3

R$ 22,39

-4,92%

SULA11

R$ 25,46

-5,28%

SUZB3

R$ 54,68

-0,43%

TAEE11

R$ 35,88

+0,16%

VIVT3

R$ 50,82

-0,13%

TIMS3

R$ 13,94

-1,69%

TOTS3

R$ 31,17

-3,76%

UGPA3

R$ 13,69

-2,97%

USIM5

R$ 12,93

-6,03%

VALE3

R$ 69,00

-2,05%

VIIA3

R$ 5,70

-4,04%

WEGE3

R$ 32,60

-3,83%

YDUQ3

R$ 20,93

-5,55%

Atualizado há 18 dias

Ícone de compartilhamento

Brasília/São Paulo, 8 de novembro – As principais legendas de centro se articulam para as eleições de 2022 trilhando um caminho hoje mais voltado para atender aos apelos sociais da população, disputar espaço entre si e focar na conquista do Parlamento do que em dar solução estrutural aos riscos fiscais e políticos, o que já atrasa a votação da chamada PEC dos Precatórios e de medidas para conter o preço dos combustíveis.

Centrão

Partidos como PP, PL e PR disputam a filiação do presidente Jair Bolsonaro não só de olho em um eventual segundo mandato, mas para impulsionar poderosas bancadas nacionais, seja com os benefícios da aliança atual, seja com os votos de cerca de 25% de apoiadores fiéis ao presidente.

Embora a opção de Bolsonaro por uma das siglas possa antecipar a adesão das preteridas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a queda de braço explica, em parte, o aumento das dificuldades para aprovar a PEC dos Precatórios e a pressão sobre a Petrobras.

Em um segundo turno, não é certeza que Bolsonaro manteria o apoio efetivo do bloco para enfrentar Lula, caso este preserve a atual vantagem nas pesquisas. Por isso, não surpreende que Bolsonaro e o bloco estejam convergindo na direção de fortalecer a agenda social, revisar regras fiscais e questionar a paridade entre real e dólar na política de preços da Petrobras.

PSD

O PSD avança com a pré-candidatura do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, de olho também em uma expressiva bancada nacional. Ao Poder360, o presidente da legenda, Gilberto Kassab, afirmou que Pacheco “ajuda os candidatos regionais, porque ele vai ser um candidato muito forte. E boas candidaturas regionais também ajudam o plano nacional”.

Caberá ao senador encaminhar votações como a PEC dos Precatórios e reforma do ICMS dos combustíveis, mas ele ainda discute com a Petrobras como ajustar a política de preços da companhia. Quanto maior o atraso nesses assuntos, mais Pacheco será pressionado a reforçar sua visão social em detrimento da responsabilidade fiscal.

União Brasil

A criação da União Brasil, com a fusão de DEM e PSL, também visa estabelecer uma legenda de centro-direita influente no Congresso, que disputará espaço com pretensões do Centrão e do PSD. Apesar dos flertes com o ex-juiz Sergio Moro, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, a tendência é que a prioridade não seja a conquista do governo federal.

Podemos

Mesmo no Podemos, ao qual Moro deve se filiar, a eleição pode prevalecer sobre o apoio à Operação Lava Jato. O ex-juiz pode ser mais vantajoso ao partido se elegendo ao Senado, eventualmente ao lado de outros políticos da antiga força-tarefa de Curitiba, puxando votos para formar uma base maior no Parlamento.

PSDB

No ninho tucano, a ferrenha disputa entre Leite e o governador de São Paulo, João Doria, pode gerar outra divisão no PSDB, levando seus chefes locais a priorizarem a disputa por vagas no Congresso, sobretudo se continuarem baixas as chances de uma terceira via.

MDB

O MDB tradicionalmente concentra esforços em ampliar espaços no Congresso, com prioridade aos interesses locais, mesmo quando decide lançar candidatura própria. Mas isso já exige uma adaptação à urgência do eleitor por soluções para desemprego e inflação.

Em resumo, o caminho da centro-direita tende a se afastar do imperativo de dar solução estrutural aos riscos fiscais. E isso pode ser fortalecido por um detalhe que tem escapado aos analistas: enquanto se espera que Lula caia nas pesquisas, na medida em que vire alvo de críticas, é possível efeito semelhante contra Bolsonaro, a partir dos insumos da CPI da Covid e de inquéritos dos chamados atos antidemocráticos e das “fake news”, por exemplo.

Texto: Leopoldo Vieira e Machado da Costa
Edição: Renato Carvalho
Imagem: Divulgação

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.