IBOV

110.786,43 pts

+0,10%

SP500

4.532,75 pts

+0,28%

DJIA

35.569,83 pts

+0,32%

NASDAQ

15.360,26 pts

-0,33%

IFIX

2.738,39 pts

-0,06%

BRENT

US$ 85,95

+1,02%

IO62

¥ 723,50

+1,54%

TRAD3

R$ 7,95

-2,33%

ABEV3

R$ 15,35

+1,38%

AMER3

R$ 39,69

+1,69%

ASAI3

R$ 16,77

+1,32%

AZUL4

R$ 30,56

-0,77%

B3SA3

R$ 13,11

+4,71%

BIDI11

R$ 48,15

+6,95%

BBSE3

R$ 21,33

+0,32%

BRML3

R$ 8,08

-0,73%

BBDC3

R$ 18,46

+3,30%

BBDC4

R$ 21,61

+3,00%

BRAP4

R$ 52,05

-2,14%

BBAS3

R$ 31,14

+1,66%

BRKM5

R$ 59,09

+2,78%

BRFS3

R$ 23,65

-1,70%

BPAC11

R$ 24,79

+2,52%

CRFB3

R$ 17,61

-2,54%

CCRO3

R$ 12,41

+1,63%

CMIG4

R$ 14,81

+0,27%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,41

+1,68%

COGN3

R$ 2,89

-0,34%

CPLE6

R$ 6,62

-0,30%

CSAN3

R$ 22,20

-1,55%

CPFE3

R$ 26,22

+0,57%

CVCB3

R$ 18,63

-1,22%

CYRE3

R$ 16,62

-1,65%

ECOR3

R$ 9,50

-0,21%

ELET3

R$ 37,84

-3,34%

ELET6

R$ 37,98

-3,26%

EMBR3

R$ 24,65

-1,16%

ENBR3

R$ 19,44

+2,31%

ENGI11

R$ 44,26

+0,34%

ENEV3

R$ 14,69

-0,47%

EGIE3

R$ 38,99

+1,96%

EQTL3

R$ 24,00

-0,99%

EZTC3

R$ 21,80

-0,77%

FLRY3

R$ 20,30

-1,12%

GGBR4

R$ 27,34

-1,76%

GOAU4

R$ 12,43

-1,34%

GOLL4

R$ 18,12

-3,61%

NTCO3

R$ 39,59

-1,81%

HAPV3

R$ 11,71

-3,06%

HYPE3

R$ 29,28

+0,17%

IGTA3

R$ 31,24

-1,94%

GNDI3

R$ 66,06

-3,13%

IRBR3

R$ 5,22

+1,75%

ITSA4

R$ 11,13

+2,01%

ITUB4

R$ 24,90

+2,30%

JBSS3

R$ 37,98

+0,13%

JHSF3

R$ 5,75

-0,69%

KLBN11

R$ 22,50

+0,62%

RENT3

R$ 51,78

-3,34%

LCAM3

R$ 22,78

-3,88%

LWSA3

R$ 22,48

+5,19%

LAME4

R$ 6,30

-0,15%

LREN3

R$ 34,94

+1,48%

MGLU3

R$ 13,25

-3,49%

MRFG3

R$ 25,68

-1,30%

BEEF3

R$ 9,69

-3,56%

MRVE3

R$ 11,51

-0,77%

MULT3

R$ 19,36

-0,71%

PCAR3

R$ 28,87

+0,17%

PETR3

R$ 29,37

+1,69%

PETR4

R$ 28,41

+1,42%

BRDT3

R$ 23,23

-0,04%

PRIO3

R$ 26,90

+0,48%

QUAL3

R$ 18,51

+0,98%

RADL3

R$ 21,67

-2,65%

RAIL3

R$ 17,09

-2,78%

SBSP3

R$ 37,78

-0,63%

SANB11

R$ 36,07

+3,26%

CSNA3

R$ 25,54

-0,50%

SULA11

R$ 26,22

+2,90%

SUZB3

R$ 48,40

-0,67%

TAEE11

R$ 37,69

+0,53%

VIVT3

R$ 46,00

+0,19%

TIMS3

R$ 12,37

+0,89%

TOTS3

R$ 33,42

-2,82%

UGPA3

R$ 14,76

+1,02%

USIM5

R$ 14,97

-3,97%

VALE3

R$ 76,41

-3,27%

VIIA3

R$ 7,49

-3,97%

WEGE3

R$ 40,11

+1,93%

YDUQ3

R$ 24,90

-1,07%

IBOV

110.786,43 pts

+0,10%

SP500

4.532,75 pts

+0,28%

DJIA

35.569,83 pts

+0,32%

NASDAQ

15.360,26 pts

-0,33%

IFIX

2.738,39 pts

-0,06%

BRENT

US$ 85,95

+1,02%

IO62

¥ 723,50

+1,54%

TRAD3

R$ 7,95

-2,33%

ABEV3

R$ 15,35

+1,38%

AMER3

R$ 39,69

+1,69%

ASAI3

R$ 16,77

+1,32%

AZUL4

R$ 30,56

-0,77%

B3SA3

R$ 13,11

+4,71%

BIDI11

R$ 48,15

+6,95%

BBSE3

R$ 21,33

+0,32%

BRML3

R$ 8,08

-0,73%

BBDC3

R$ 18,46

+3,30%

BBDC4

R$ 21,61

+3,00%

BRAP4

R$ 52,05

-2,14%

BBAS3

R$ 31,14

+1,66%

BRKM5

R$ 59,09

+2,78%

BRFS3

R$ 23,65

-1,70%

BPAC11

R$ 24,79

+2,52%

CRFB3

R$ 17,61

-2,54%

CCRO3

R$ 12,41

+1,63%

CMIG4

R$ 14,81

+0,27%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,41

+1,68%

COGN3

R$ 2,89

-0,34%

CPLE6

R$ 6,62

-0,30%

CSAN3

R$ 22,20

-1,55%

CPFE3

R$ 26,22

+0,57%

CVCB3

R$ 18,63

-1,22%

CYRE3

R$ 16,62

-1,65%

ECOR3

R$ 9,50

-0,21%

ELET3

R$ 37,84

-3,34%

ELET6

R$ 37,98

-3,26%

EMBR3

R$ 24,65

-1,16%

ENBR3

R$ 19,44

+2,31%

ENGI11

R$ 44,26

+0,34%

ENEV3

R$ 14,69

-0,47%

EGIE3

R$ 38,99

+1,96%

EQTL3

R$ 24,00

-0,99%

EZTC3

R$ 21,80

-0,77%

FLRY3

R$ 20,30

-1,12%

GGBR4

R$ 27,34

-1,76%

GOAU4

R$ 12,43

-1,34%

GOLL4

R$ 18,12

-3,61%

NTCO3

R$ 39,59

-1,81%

HAPV3

R$ 11,71

-3,06%

HYPE3

R$ 29,28

+0,17%

IGTA3

R$ 31,24

-1,94%

GNDI3

R$ 66,06

-3,13%

IRBR3

R$ 5,22

+1,75%

ITSA4

R$ 11,13

+2,01%

ITUB4

R$ 24,90

+2,30%

JBSS3

R$ 37,98

+0,13%

JHSF3

R$ 5,75

-0,69%

KLBN11

R$ 22,50

+0,62%

RENT3

R$ 51,78

-3,34%

LCAM3

R$ 22,78

-3,88%

LWSA3

R$ 22,48

+5,19%

LAME4

R$ 6,30

-0,15%

LREN3

R$ 34,94

+1,48%

MGLU3

R$ 13,25

-3,49%

MRFG3

R$ 25,68

-1,30%

BEEF3

R$ 9,69

-3,56%

MRVE3

R$ 11,51

-0,77%

MULT3

R$ 19,36

-0,71%

PCAR3

R$ 28,87

+0,17%

PETR3

R$ 29,37

+1,69%

PETR4

R$ 28,41

+1,42%

BRDT3

R$ 23,23

-0,04%

PRIO3

R$ 26,90

+0,48%

QUAL3

R$ 18,51

+0,98%

RADL3

R$ 21,67

-2,65%

RAIL3

R$ 17,09

-2,78%

SBSP3

R$ 37,78

-0,63%

SANB11

R$ 36,07

+3,26%

CSNA3

R$ 25,54

-0,50%

SULA11

R$ 26,22

+2,90%

SUZB3

R$ 48,40

-0,67%

TAEE11

R$ 37,69

+0,53%

VIVT3

R$ 46,00

+0,19%

TIMS3

R$ 12,37

+0,89%

TOTS3

R$ 33,42

-2,82%

UGPA3

R$ 14,76

+1,02%

USIM5

R$ 14,97

-3,97%

VALE3

R$ 76,41

-3,27%

VIIA3

R$ 7,49

-3,97%

WEGE3

R$ 40,11

+1,93%

YDUQ3

R$ 24,90

-1,07%

Atualizado há quase 3 anos

Ícone de compartilhamento

A cautela crescente no mercado brasileiro levou o investidor ontem a realizar ganhos na bolsa e a buscar a proteção do dólar. O ambiente externo, que se mostrou volátil à espera das eleições de meio do mandato nos Estados Unidos e a incerteza em relação às disputas comerciais e diplomáticas entre os países desenvolvidos, há dias contamina bolsa, câmbio e juros no Brasil. Hoje não deve ser diferente, porém o grau de apreensão deve mudar. O resultado das chamadas midterms, que deram ao Partido Democrata o controle da Câmara dos Deputados dos EUA e mantiveram o controle do Senado nas mãos do partido do presidente Donald Trump deve dar um impulso à tomada de risco. O começo das deliberações do Federal Reserve sobre os juros pode trazer algum ruído adicional – mas o grosso dela só deve vir amanhã, com a decisão e sinalizações do colegiado.

 

Mas o mercado parece estar trazendo de volta o foco das suas alegrias e temores para o plano local. A discussão sobre o avanço da reforma da Previdência voltou a chamar a atenção e, até agora, desperta mais perguntas que respostas. Mesmo dando o benefício da dúvida ao presidente eleito Jair Bolsonaro e sua equipe, o investidor parece cada vez mais suscetível aos ruídos na comunicação do plano econômico, da viabilidade de se votar a reforma da Previdência ainda este ano e da autonomia do czar da Economia, Paulo Guedes, para fazer o que tem de ser feito. Assim a reunião entre o presidente Michel Temer e seu sucessor, marcada para as 16h00 de hoje em Brasília, pode ajudar a resolver parte dessas dúvidas.

 

Hoje o destaque da agenda econômica é a divulgação do IPCA de outubro. De acordo com uma dúzia de economistas e contribuidores TC, o índice deve ter subido 0,53%, levando a contagem em 12 meses para 4,64%, a maior desde março do ano passado. Ainda assim, o salto deve ser temporário, disseram. Fique de olho também nos estoques de petróleo dos EUA, o fluxo cambial estrangeiro aqui no Brasil e a agenda congressional, que está começando a se mexer para setores como operadores de telefonia e companhias aéreas. A Petrobras pode ter votação do projeto da cessão onerosa no Senado – visto como um gatilho para o papel. Fique de olho no noticiário e opere de forma cautelosa, aconselham nosso contribuidores.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC

 

— As bolsas mundiais refletem nesta quarta-feira o resultado das eleições de meio de mandato nos Estados Unidos e suas implicações para o restante do mandato do presidente Donald Trump. Até o início da manhã, a maioria das projeções mostrava controle democrata da Câmara dos Deputados, enquanto o Senado deve ficar com os republicanos, como esperado ao longo dos últimos dias.

 

— As chamadas midterms, que ocorreram ontem, são um termômetro da habilidade de um presidente para mudar ou manter a composição do Congresso dois anos antes da disputa presidencial.    

 

— Na Europa, a expectativa com o resultado da eleição americana levantou os índices europeus, que também aguardavam dados das vendas no varejo da região, que ficaram estáveis em relação a setembro, e balanços corporativos de empresas como Adidas e Hermes.

 

— A queda nos preços do petróleo continua após os EUA darem permissão temporária a oito importadores de petróleo iraniano de continuarem a comprar a commodity do país.


Noticiário corporativo para começar o dia bem informado

 

Petrobras: O Senado encerrou sessão sem votar a urgência do projeto da cessão onerosa. O mercado está atento ao progresso da pauta no Senado.

Qualicorp: Credit Suisse retomou cobertura do papel da Qualicorp, com preço-alvo de R$16 e recomendação neutra.

Fleury: Credit Suisse retomou cobertura do papel da Fleury, com preço-alvo de R$20 e recomendação unuderperform.

Odontoprev: Credit Suisse retomou cobertura do papel da Odontoprev, com preço-alvo de R$17 e recomendação outperform.

Operadoras de celular: Hoje, a Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado deve votar mérito da Lei das Telecomunicações, pauta vista como divisor de águas para o futuro de setor.

TIM Brasil: A operadora divulgou números fortes no terceiro trimestre, porém alguns deles abaixo do consenso. A teleconferência será às 11h00.

Iguatemi: A companhia divulgou lucro líquido em linha com o consenso no terceiro trimestre. A teleconferência será às 10h00.

Comgás: A empresa registrou queda no lucro líquido no terceiro trimestre, mas elevou as projeções de EBITDA e investimentos para o ano.

Minerva: A companhia do setor de proteínas registrou prejuízo no terceiro trimestre, frustrando o consenso. A teleconferência será às 09h00.

Taesa: A elétrica teve lucro líquido acima do consenso no terceiro trimestre. A teleconferência será às 11h00. Brasil Plural também rebaixou o papel para underweight.

Gerdau: A maior siderúrgica das Américas companhia informará os resultados do terceiro trimestre pela manhã. O consenso aponta para lucro de R$455 milhões.

Sanepar: O balanço do terceiro trimestre da estatal frustrou o consenso.

Marfrig: Analistas do BB Investimentos atualizaram preço-alvo da Marfrig ON para R$9 no final de 2019. A equipe manteve recomendação outperform, devido a cenário mais positivo para alavancagem e estrutura de capital.

Carrefour Brasil: A maior varejista de alimentos do Brasil comprou o controle da empresa e-Mídia para integrar seu conteúdo ao e-commerce alimentar.

Suzano: A que se converterá na maior produtora de celulose do mundo emitiu US$500 milhões em novos títulos de dívida com vencimento em 2047.

Azul: A companhia aérea informou aumento do tráfego de passageiros em outubro.

BB Seguridade: A seguradora estatal obteve a última aprovação necessária para a reestruturação de parceria com a Mapfre.

BR Distribuidora: Analistas do BB Investimentos elevaram preço-alvo da BR Distribuidora ON, que divulgou balanço na segunda-feira, de R$23,50 para R$25. A equipe manteve recomendação market perform.

Banrisul: O banco comercial controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul presentou proposta de desligamento voluntário por aposentadoria à federação de trabalhadores que pode levar à saída de até 600 funcionários.

Magazine Luiza: O BB Investimentos elevou preço alvo da Magazine Luiza ON de R$165,90 para R$193,50, com recomendação outperform, após receita e e-commerce melhores do que o esperado no terceiro trimestre.

 

Agenda do dia


Indicadores nacionais

— 08h00: IGP-DI de outubro – FGV; anterior 1,79%

— 09h00: IPCA de outubro; consenso 0,53% na base mensal

— 09h00: IPCA de outubro; consenso 4,64% na base anual

— 11h20: Venda de veículos em outubro – Anfavea
— 11h20: Produção  de veículos em outubro – Anfavea

— 12h30: Fluxo Cambial Estrangeiro – BC

 

Indicadores internacionais

— 06h00: Produção Industrial da Alemanha em setembro; consenso 0,1% na base mensal

— 08h00: Reservas Cambiais da China; anterior US$3,087 trilhões

— 08h00: Vendas no Varejo da Zona do Euro em setembro; consenso 0,1% na base mensal

— 13h30: Estoques semanais de petróleo bruto dos EUA; consenso 2,433 mi barris

— 18h00: Crédito ao Consumidor dos EUA em setembro; consenso US$16,5 bilhões

— 21h50: Empréstimos bancários do Japão em outubro; consenso 2,41% na base anual

— 21h50: Transações Correntes do Japão em setembro; consenso ¥1,77 trilhão

— 21h50: Núcleo das Encomendas de Maquinário do Japão em setembro; consenso -10% na base mensal

 

Eventos
— 09h00: Previsão de votação da Lei de Telecomunicaçõe na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado

— N.D: Julgamento no STF sobre validade do regime não cumulativo de PIS e Cofins. Decisão desfavorável pode custar R$52,7 bilhões à União.
— ND: Previsão de votação na Câmara dos Deputados de projeto de lei que permite a participação de estrangeiros em até 100% do capital de empresas aéreas no Brasil

— N.D.: Primeiro dia de reunião de política monetária do FOMC, do Federal Reserve

— 09h00: Paulo Guedes participa da reunião inaugural da equipe econômica no CCBB

— 15h00: Presidente Michel Temer e presidente eleito Jair Bolsonaro se reúnem em Brasília

— 16h30: Presidente Temer tem reunião com Wilson Witzel, governador eleito do Rio

— 17h00: ANP realiza segunda etapa da assinatura dos contratos da 15ª Rodada

— 21h50: Apontamentos do Banco Central do Japão

 

Resultados Corporativos

Antes da abertura: Gerdau, Metalúrgica Gerdau, Ser Educacional

Depois do fechamento: Carrefour Brasil, Ultrapar, Cosan, Qualicorp, Estácio, CSN, Senior Solution, Movida, Time For Fun, MRV, Triunfo Participações

N.D.: Multiplus

 

Teleconferências
— 09h00: Minerva

— 10h00: Iguatemi, Sonae Sierra, Ser Educacional

— 11h00: Porto Seguro, TIM, Taesa, Banco ABC

— 14h00: Metalúrgica Gerdau, Gerdau

— N.D.: Sanepar

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.