IBOV

110.786,43 pts

+0,05%

SP500

4.525,99 pts

-0,22%

DJIA

35.521,65 pts

-0,25%

NASDAQ

15.347,49 pts

-0,27%

IFIX

2.738,39 pts

-0,06%

BRENT

US$ 85,14

-0,79%

IO62

¥ 650,00

-8,77%

TRAD3

R$ 7,95

-0,87%

ABEV3

R$ 15,35

+1,18%

AMER3

R$ 39,69

+1,17%

ASAI3

R$ 16,77

+1,02%

AZUL4

R$ 30,56

-1,29%

B3SA3

R$ 13,11

+5,04%

BIDI11

R$ 48,15

+6,52%

BBSE3

R$ 21,33

+0,28%

BRML3

R$ 8,08

-0,85%

BBDC3

R$ 18,46

+3,18%

BBDC4

R$ 21,61

+2,80%

BRAP4

R$ 52,05

-2,14%

BBAS3

R$ 31,14

+1,36%

BRKM5

R$ 59,09

+3,43%

BRFS3

R$ 23,65

-1,29%

BPAC11

R$ 24,79

+2,69%

CRFB3

R$ 17,61

-2,05%

CCRO3

R$ 12,41

+1,47%

CMIG4

R$ 14,81

+0,40%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,41

+0,41%

COGN3

R$ 2,89

-0,68%

CPLE6

R$ 6,62

-0,60%

CSAN3

R$ 22,20

-2,07%

CPFE3

R$ 26,22

+0,45%

CVCB3

R$ 18,63

-1,00%

CYRE3

R$ 16,62

-2,00%

ECOR3

R$ 9,50

-0,31%

ELET3

R$ 37,84

-3,54%

ELET6

R$ 37,98

-3,40%

EMBR3

R$ 24,65

-1,00%

ENBR3

R$ 19,44

+2,04%

ENGI11

R$ 44,26

+0,34%

ENEV3

R$ 14,69

+0,61%

EGIE3

R$ 38,99

+2,09%

EQTL3

R$ 24,00

-0,94%

EZTC3

R$ 21,80

-1,31%

FLRY3

R$ 20,30

-1,45%

GGBR4

R$ 27,34

-1,79%

GOAU4

R$ 12,43

-1,27%

GOLL4

R$ 18,12

-3,77%

NTCO3

R$ 39,59

-1,98%

HAPV3

R$ 11,71

-2,90%

HYPE3

R$ 29,28

+0,27%

IGTA3

R$ 31,24

-1,97%

GNDI3

R$ 66,06

-2,42%

IRBR3

R$ 5,22

+1,95%

ITSA4

R$ 11,13

+1,82%

ITUB4

R$ 24,90

+2,46%

JBSS3

R$ 38,16

+0,47%

JHSF3

R$ 5,75

-0,17%

KLBN11

R$ 22,50

+0,67%

RENT3

R$ 51,78

-2,85%

LCAM3

R$ 22,78

-4,08%

LWSA3

R$ 22,48

+5,98%

LAME4

R$ 6,30

+0,15%

LREN3

R$ 34,94

+1,33%

MGLU3

R$ 13,25

-3,56%

MRFG3

R$ 25,68

-1,11%

BEEF3

R$ 9,69

-3,29%

MRVE3

R$ 11,51

-1,28%

MULT3

R$ 19,36

-0,56%

PCAR3

R$ 28,87

+0,24%

PETR3

R$ 29,37

+1,52%

PETR4

R$ 28,41

+1,10%

BRDT3

R$ 23,23

-0,08%

PRIO3

R$ 26,90

+1,08%

QUAL3

R$ 18,51

+0,92%

RADL3

R$ 21,67

-2,86%

RAIL3

R$ 17,09

-3,17%

SBSP3

R$ 37,78

-0,29%

SANB11

R$ 36,07

+3,44%

CSNA3

R$ 25,54

-0,85%

SULA11

R$ 26,22

+3,30%

SUZB3

R$ 48,40

-0,81%

TAEE11

R$ 37,69

+0,18%

VIVT3

R$ 46,00

+0,04%

TIMS3

R$ 12,37

+0,97%

TOTS3

R$ 33,42

-2,96%

UGPA3

R$ 14,76

+0,47%

USIM5

R$ 14,97

-3,85%

VALE3

R$ 76,41

-3,68%

VIIA3

R$ 7,49

-4,46%

WEGE3

R$ 40,11

+2,19%

YDUQ3

R$ 24,90

-0,63%

IBOV

110.786,43 pts

+0,05%

SP500

4.525,99 pts

-0,22%

DJIA

35.521,65 pts

-0,25%

NASDAQ

15.347,49 pts

-0,27%

IFIX

2.738,39 pts

-0,06%

BRENT

US$ 85,14

-0,79%

IO62

¥ 650,00

-8,77%

TRAD3

R$ 7,95

-0,87%

ABEV3

R$ 15,35

+1,18%

AMER3

R$ 39,69

+1,17%

ASAI3

R$ 16,77

+1,02%

AZUL4

R$ 30,56

-1,29%

B3SA3

R$ 13,11

+5,04%

BIDI11

R$ 48,15

+6,52%

BBSE3

R$ 21,33

+0,28%

BRML3

R$ 8,08

-0,85%

BBDC3

R$ 18,46

+3,18%

BBDC4

R$ 21,61

+2,80%

BRAP4

R$ 52,05

-2,14%

BBAS3

R$ 31,14

+1,36%

BRKM5

R$ 59,09

+3,43%

BRFS3

R$ 23,65

-1,29%

BPAC11

R$ 24,79

+2,69%

CRFB3

R$ 17,61

-2,05%

CCRO3

R$ 12,41

+1,47%

CMIG4

R$ 14,81

+0,40%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,41

+0,41%

COGN3

R$ 2,89

-0,68%

CPLE6

R$ 6,62

-0,60%

CSAN3

R$ 22,20

-2,07%

CPFE3

R$ 26,22

+0,45%

CVCB3

R$ 18,63

-1,00%

CYRE3

R$ 16,62

-2,00%

ECOR3

R$ 9,50

-0,31%

ELET3

R$ 37,84

-3,54%

ELET6

R$ 37,98

-3,40%

EMBR3

R$ 24,65

-1,00%

ENBR3

R$ 19,44

+2,04%

ENGI11

R$ 44,26

+0,34%

ENEV3

R$ 14,69

+0,61%

EGIE3

R$ 38,99

+2,09%

EQTL3

R$ 24,00

-0,94%

EZTC3

R$ 21,80

-1,31%

FLRY3

R$ 20,30

-1,45%

GGBR4

R$ 27,34

-1,79%

GOAU4

R$ 12,43

-1,27%

GOLL4

R$ 18,12

-3,77%

NTCO3

R$ 39,59

-1,98%

HAPV3

R$ 11,71

-2,90%

HYPE3

R$ 29,28

+0,27%

IGTA3

R$ 31,24

-1,97%

GNDI3

R$ 66,06

-2,42%

IRBR3

R$ 5,22

+1,95%

ITSA4

R$ 11,13

+1,82%

ITUB4

R$ 24,90

+2,46%

JBSS3

R$ 38,16

+0,47%

JHSF3

R$ 5,75

-0,17%

KLBN11

R$ 22,50

+0,67%

RENT3

R$ 51,78

-2,85%

LCAM3

R$ 22,78

-4,08%

LWSA3

R$ 22,48

+5,98%

LAME4

R$ 6,30

+0,15%

LREN3

R$ 34,94

+1,33%

MGLU3

R$ 13,25

-3,56%

MRFG3

R$ 25,68

-1,11%

BEEF3

R$ 9,69

-3,29%

MRVE3

R$ 11,51

-1,28%

MULT3

R$ 19,36

-0,56%

PCAR3

R$ 28,87

+0,24%

PETR3

R$ 29,37

+1,52%

PETR4

R$ 28,41

+1,10%

BRDT3

R$ 23,23

-0,08%

PRIO3

R$ 26,90

+1,08%

QUAL3

R$ 18,51

+0,92%

RADL3

R$ 21,67

-2,86%

RAIL3

R$ 17,09

-3,17%

SBSP3

R$ 37,78

-0,29%

SANB11

R$ 36,07

+3,44%

CSNA3

R$ 25,54

-0,85%

SULA11

R$ 26,22

+3,30%

SUZB3

R$ 48,40

-0,81%

TAEE11

R$ 37,69

+0,18%

VIVT3

R$ 46,00

+0,04%

TIMS3

R$ 12,37

+0,97%

TOTS3

R$ 33,42

-2,96%

UGPA3

R$ 14,76

+0,47%

USIM5

R$ 14,97

-3,85%

VALE3

R$ 76,41

-3,68%

VIIA3

R$ 7,49

-4,46%

WEGE3

R$ 40,11

+2,19%

YDUQ3

R$ 24,90

-0,63%

Atualizado há 20 dias

Ícone de compartilhamento

Rio de Janeiro/São Paulo, 1 de outubro – O ministro da Economia, Paulo Guedes, provocou forte oscilação nos mercados ao afirmar na manhã desta sexta-feira que o Auxílio Emergencial, que termina este mês, será estendido pelo ministro da Cidadania, João Roma. A informação depois foi corrigida pelo Ministério, que em nota afirmou que o titular da pasta se confundiu e que a declaração se referia a outro benefício, o Auxílio Brasil.

“O ministro João Roma vai estender o Auxílio Emergencial. Nós somos um time remando pelo Brasil”, disse Guedes em evento no Palácio do Planalto. A declaração provocou reação nos mercados de juros e câmbio e na bolsa, pelo temor de impacto do gasto extra nas contas públicas.

Pouco depois, em nota, o Ministério da Economia esclareceu que “em sua fala durante o evento de comemoração dos 1.000 dias de governo no Palácio do Planalto, nesta sexta-feira, o ministro falou em ‘Auxílio Emergencial’ em vez de ‘Auxílio Brasil’”.

Segundo a nota, o governo quer estender a proteção aos cidadãos em situação de vulnerabilidade com o novo programa social Auxílio Brasil, que substituirá o Bolsa Família. “No contexto de explicar de onde sairão os recursos para financiar essa expansão de gastos, o ministro Paulo Guedes citou a necessidade de aprovação da Reforma do Imposto de Renda e também da PEC dos precatórios no Congresso Nacional”, concluiu o Ministério.

Receios do mercado

A declaração inicial do ministro teve impacto maior porque ocorre em um momento em que o governo tenta medidas de apelo popular para reduzir a vulnerabilidade revelada nos altos índices de rejeição refletidos nas pesquisas eleitorais.

O Scoop by Mover já havia antecipado o aumento da pressão por parte do núcleo político do Chefe do Executivo de estender o Auxílio Emergencial por, no mínimo, três meses. Segundo fontes, a pasta deve sugerir a ampliação do benefício gradualmente, com um custo de cerca de R$17 bilhões, que seria garantido por meio de créditos suplementares aprovados durante este ano.

Preços dos combustíveis

Paulo Guedes comentou ainda, durante evento nesta sexta-feira, a necessidade de buscar uma solução para os combustíveis, porém ele ressaltou que não vai recorrer a “medidas populistas” para isso.

“Precisamos produzir uma solução para os combustíveis, mas sempre com o compromisso de proteger as futuras gerações, em vez de simplesmente recorrer a financiamento inflacionário e medidas populistas”.

Mais cedo, o presidente da Câmara, Arthur Lira, disse que se reuniu com o ministro e com o presidente para tratar do tema e que a Casa deve votar o ICMS dos combustíveis até a próxima semana. Ele sinalizou, ainda, que dedicará o fim de semana para discutir a pauta econômica.

PEC dos precatórios

Sobre os precatórios, Guedes garantiu que conta com o apoio do Congresso para resolver o imbróglio. Segundo o ministro, caso os precatórios sejam aprovados, “teremos o Bolsa Família garantido, subindo mais de 60%”.

O ministro pontuou, porém, que espera uma sinalização do Supremo Tribunal Federal acerca do tema. “Vamos pagar os mais frágeis e os mais vulneráveis ou vamos pagar os super precatórios? Temos que escolher. Estamos esperando a sinalização do Supremo, mas fizemos a via legislativa. Primeiro, o Congresso que é a casa que responde pelo povo”, declarou.

Texto: Cintia Thomaz e Machado da Costa
Edição: Angelo Pavini e Stéfanie Rigamonti
Arte: Mover


Leia também

Startups de Recife aumentam faturamento em mais de 50% nos últimos 2 anos

Inflação na Europa atinge pico de 13 anos, refletindo custo da energia

Criptomoedas ameaçam estabilidade financeira de emergentes, diz FMI

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.