0

Pesquisa XP/Ipespe: Lula segue líder com 44% das intenções de votos

politica

Pesquisa XP/Ipespe: Lula segue líder com 44% das intenções de votos

Lula segue próximo do limiar da vitória no primeiro turno, mas, nessa rodada, não chega à soma dos votos de seus adversários, em 45%

Pesquisa XP/Ipespe: Lula segue líder com 44% das intenções de votos
lucia-helena-boldrini

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 27 de janeiro – Nova pesquisa XP/Ipespe para a eleição presidencial, divulgada nesta quinta-feira, mostra cenário de estabilidade entre os candidatos que estão na liderança, em comparação com o levantamento de 15 dias atrás. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua líder no primeiro turno, repetindo os 44% das intenções de voto, e o presidente Jair Bolsonaro manteve os 24%.

A pesquisa entrevistou mil pessoas por telefone entre 24 e 25 de janeiro, e tem margem de erro de 3,2 pontos percentuais para baixo ou para cima.

Lula segue próximo do limiar da vitória no primeiro turno, mas, nessa rodada, com 44%, não chega à soma dos votos de seus adversários, em 45%.

O ex-juiz Sergio Moro, que chegou a bater 11% em novembro, após sua filiação ao Podemos, havia ido a 9% no início do mês e agora oscilou para baixo, registrando 8%, dentro da margem de erro.

O ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes oscilou de 7% para 8%, também dentro da margem de erro.

Em seguida ficaram João Doria, com 2%, Simone Tebet, Rodrigo Pacheco e Alessandro Vieira, com 1% cada, e Luiz Felipe D’Ávila, que não chegou a 1%.

Segundo turno

Na simulação para o segundo turno, Lula passou de 56% no início do mês para 54% agora, enquanto Bolsonaro oscilou de 31% para 30%. A vantagem, que era de 25 pontos, passou a 24.

Nos demais cenários, Lula vence Doria por 33 pontos, Ciro por 26 e Moro por 19. Já o presidente Bolsonaro perde por 12 pontos para Ciro, nove para Doria e sete para Moro.

Os que não souberam responder, não vão votar ou votarão branco e nulo passaram de 13% para 16%.

Governo Bolsonaro

A avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro oscilou negativamente. Passou de 24% para 23% o percentual dos que consideram a administração ótima ou boa, e de 54% para 55% o dos que julgam o governo ruim ou péssimo.

Os entrevistados também atribuíram notas a diversas personalidades da República. Lula teve a nota mais alta, de 5,4 – 0,7 ponto a mais do que obteve na leitura anterior mais recente, de março de 2021, e se aproximou do seu melhor resultado para a série histórica, em janeiro de 2019, quando marcou 5,5 pontos.

O presidente Bolsonaro caiu 0,4 ponto na comparação com março e foi a 3,7 pontos, sua pior marca desde o início do mandato.

Outro destaque foi Sergio Moro, que já foi a figura mais bem avaliada em cinco das dez vezes em que o bloco foi aplicado na pesquisa, e agora amarga seu pior resultado, em 4,0 pontos, ficando em 7º no ranking.

Texto: Lucia Boldrini
Edição: Guilherme Dogo e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.