0

XP/Ipespe: Diferença entre Lula e Bolsonaro é a menor desde julho

politica

XP/Ipespe: Diferença entre Lula e Bolsonaro é a menor desde julho

Bolsonaro subiu de 31% para 32% no primeiro turno, enquanto Lula manteve os 44% de preferência entre os eleitores, segundo a pesquisa

XP/Ipespe: Diferença entre Lula e Bolsonaro é a menor desde julho
cintia-thomaz

Atualizado há 12 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 13 de maio – A mais recente pesquisa XP/Ipespe de intenções de voto para a Presidência da República, divulgada nesta sexta-feira, reportou que a vantagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o presidente Jair Bolsonaro é a menor registrada desde julho de 2021.

A tendência de crescimento nas intenções de voto para Bolsonaro foi mantida nesta rodada, oscilando um ponto para mais em relação ao levantamento da semana passada.

Bolsonaro subiu de 31% para 32% no primeiro turno, enquanto Lula manteve os 44% de preferência entre os eleitores. Com isso, a diferença entre os dois candidatos caiu para 12 pontos percentuais.

Os candidatos que representam a “terceira via” também se mantiveram estáveis nesta rodada. Ciro Gomes e João Doria apareceram com 8% e 3%, respectivamente. André Janones e Simone Tebet registraram 2% e 1%, respectivamente.

No cenário espontâneo, Lula avançou um ponto percentual e foi a 39%, maior patamar desde o início da série histórica, enquanto Bolsonaro manteve 29% das intenções de voto. Brancos e nulos somaram 8%, e 18% não souberam ou não quiseram responder ao levantamento.

Em eventual segundo turno, Lula permanece à frente de Bolsonaro, com 54% a 35%, mas a diferença entre os dois candidatos passou de 25 pontos em janeiro para 19 pontos nesta segunda rodada de maio. Na semana passada, Lula registrava o mesmo percentual, enquanto Bolsonaro marcava 34% das intenções de voto.

Outros recortes

A avaliação da gestão do presidente Bolsonaro se manteve estável em relação ao último levantamento. Agora são 32% os que consideram que o governo é ótimo ou bom, contra 31% na última semana. Por outro lado, os que veem o governo como ruim ou péssimo passaram de 52% para 51%.

Outro recorte mostrado pela pesquisa foi a probabilidade de voto em cada um dos candidatos – 43% dos entrevistados disseram que “com certeza” votariam em Lula, mesmo número dos que afirmam que não “votariam de jeito nenhum” no candidato, enquanto 32% responderam que “com certeza” votariam em Bolsonaro, ao passa que 59% responderam que não “votariam de jeito nenhum”.

O levantamento questionou ainda quais seriam os temas mais importantes para serem tratados pelo próximo presidente da República. A inflação foi tratada como prioridade para 26% dos entrevistados; 49% dos ouvidos fizeram menções relativas à agenda econômica que contempla inflação, desemprego, fome, miséria e salários.

A pesquisa XP/Ipespe ouviu 1.000 entrevistados por telefone, entre 9 e 11 de maio, e tem margem de erro máxima estimada em 3,2 pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95,5%.

Texto: Cintia Thomaz
Edição: Allan Ravagnani
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.