Eliseu Martins, contador e professor universitário - TC | TradersClub

Eliseu Martins, contador e professor universitário

O Professor Eliseu Martins é um dos nomes mais relevantes para a contabilidade no Brasil.

Martins foi um dos principais representantes no país da escola americana de contabilidade (escola que defendia a padronização dos procedimentos contábeis), e, também fez parte do processo de reformulação do currículo do curso de Ciências Contábeis no Brasil durante a década de 1980, em que defendeu a inclusão de disciplinas humanísticas na formação do contador.

Dado o reconhecimento e relevância do professor Eliseu Martins, você certamente já deve ter visto o nome dele em algum local que tratasse de contabilidade e finanças.

Dessa forma, nesse texto você vai conhecer um pouco mais sobre a trajetória do professor Eliseu Martins, suas vertentes de pesquisa e contribuições para a contabilidade. O texto se divide nos seguintes pontos:

  • Quem é o professor Eliseu Martins?
  • Trajetória acadêmica e profissional
  • Contribuições para a mudança da contabilidade
  • Produções bibliográficas e científicas
  • Conclusão

Boa leitura!

Quem é Eliseu Martins?

Eliseu Martins é mineiro da cidade de Albertina, nascido em 1945. O Professor Doutor Eliseu Martins, a partir de suas produções e relevância, foi responsável por contribuir no processo de mudança de visões e paradigmas do que se entende por ciência contábil, bem como do papel do contador enquanto tomador de decisões.

Martins esteve à frente de cargos relevantes que contribuíram para o desenvolvimento da contabilidade. Como por exemplo, o instante em que foi representante do Brasil em assuntos de contabilidade junto à ONU.

O professor Eliseu integrou o Grupo Intergovernamental de Especialistas em Contabilidade e Informação entre 1987 e 1990. Além disso, também é o responsável por várias bibliográficas utilizadas na formação de contadores (tanto na graduação, quanto na pós-graduação), livros, artigos e pareceres contábeis.

Trajetória acadêmica e profissional de Eliseu Martins

Apesar de ter uma enorme relevância para a área contábil, Eliseu Martins não tinha a pretensão de tornar-se contador. Conforme consta em seu currículo na FEA-USP, acompanhou um amigo à banca de inscrições do vestibular da FEA e, movido por um impulso ocasional, inscreveu-se também. No primeiro ano de curso básico, a Contabilidade o fisgou.

Mais tarde, Eliseu prestou monitoria aos professores Alkíndar de Toledo Ramos e Sérgio de Iudícibus na disciplina de Contabilidade Geral e se decidiu, então, pela carreira acadêmica. Graduou-se em Contadoria e Contabilidade no ano de 1967 e tornou-se Professor Assistente do Departamento de Contabilidade e Atuária já no ano seguinte, a convite de Iudícibus. 

Em 1973, concluiu Doutorado em Controladoria e Contabilidade pela FEA-USP. Em 1978, alcançou a Livre-Docência pela mesma Faculdade. E, no decorrer dos anos, realizou cursos de especialização na FEA, na Universidade de Illinois, EUA, no INSEAD, França, entre outros.

Em 1983, assumiu o papel de Professor Adjunto e ascendeu a Professor Titular da FEA em 1987. De 1991 a 1994, exerceu a função de Chefe de Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA e, em 1998, tomou posse da cadeira de Diretor.

Entretanto, não atuou apenas na academia. Foi Diretor da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) entre os anos de 1985 e 1988, quando implantou a Correção Monetária Integral no Mercado de Capitais no Brasil, modelo exportado e adotado por diversos países e organizações.

No governo, representou o Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU) como integrante do Grupo Intergovernamental de Especialistas em Contabilidade e Informação entre 1987 e 1990. Atendeu ainda como Diretor de Fiscalização do Banco Central do Brasil de 1990 a 1991.

O professor Eliseu Martins ainda exerceu os cargos de Assessor do Secretário da Fazenda do Município de São Paulo e Assessor do Presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.

Atualmente, é professor sênior (aposentado voluntário) da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP) e da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto (FEA-RP/USP). Professor Emérito de ambas as instituições.

Contribuições de Eliseu Martins para a mudança da contabilidade

Um breve histórico da contabilidade no Brasil

Algumas pessoas veem a contabilidade com uma lente distorcida, levando em consideração o rastrilho histórico da “contabilidade acessória” que predominava no Brasil, voltada para efeitos fiscais. Isso ocorre porque por mais de três séculos, a contabilidade era regida basicamente pela Lei 6.404 (das sociedades anônimas), publicada em 15 de dezembro de 1976, regendo situações em que a contabilidade era configurada para auxiliar e documentar processos massivamente burocráticos e fiscais.

Sobretudo, no final do século XX, as mudanças ocasionadas pela globalização foram expondo a importância da contabilidade enquanto ciência e linguagem dos negócios, bem como a necessidade de padronização de normas que possibilitassem o caráter crítico do contador enquanto tomador de decisão dentro de uma empresa. Esse cenário era relevante para que fosse possível a expansão de negócios, bem como a confiabilidade dos recursos fornecidos pelos investidores. 

Contribuições do Professor Eliseu para a revolução contábil no Brasil

Essas discussões e revoluções contábeis também chegaram ao Brasil e foram propagadas por diversos estudiosos. Dentre eles, se destaca o papel do professor Eliseu Martins que foi um assíduo na defensoria da melhoria do ensino da Contabilidade nas universidades quanto para a praticidade da vida profissional dos contabilistas. 

Em 1983, durante a “Segunda Conferência Americana de Educadores de Contabilidade”, juntamente com Hilário Franco e outros professores, o Eliseu Martins publicou o livro intitulado “Fundamentos de Contabilidade – Orientado para a Tecnologia e Orientação Humanística”, incluindo disciplinas, como suplementos para fortalecer a formação até então, puramente técnica. 

Após esse fato, o professor Eliseu Martins seguiu em sua trajetória profissional com as ideias de complementar o ensino e a prática da contabilidade com as atribuições vindas da convergência internacional, estabelecidas mais tarde no Brasil, através da publicação da Lei 11.638 de 2007. Esta lei está em vigor desde 1º de janeiro de 2008, e, ao revisar os aspectos contábeis da Lei das Sociedades Anônimas, determinou a maior mudança na legislação societária nas últimas décadas.

Apesar da Lei ter sido publicada apenas em 2007, ainda em 1985, Eliseu Martins integrou o grupo de estudos instituído pelo Conselho Federal de Contabilidade, responsável por elaborar novo currículo para o curso de Ciências Contábeis, como forma de refletir a opinião da sociedade a respeito da profissão de contador.

Além disso, no período anterior à publicação da Lei, o professor Eliseu Martins foi incisivamente consultado sobre a exequibilidade desse normativo que mudou o rumo da contabilidade no Brasil (Sayde e Kussaba, 2014).

Produções Bibliográficas e Científicas

Livros

Além das contribuições mencionadas anteriormente, o Eliseu Martins é responsável pela criação de diversos livros utilizados como referência no estudo contábil. O professor também faz parte da autoria do Livro “Manual de Contabilidade Societária”, considerado como manual básico a ser conhecido por todos estudantes e profissionais da área contábil do Brasil.  

De acordo com seu currículo Lattes, o professor Eliseu Martins possui 36 livros publicados/organizados ou ainda, edições de livros. Dentre eles, podemos citar:

  • Análise Didática das Demonstrações Contábeis (2020)
  • Análise Avançada das Demonstrações Contábeis – Uma Abordagem Crítica (2017)
  • Métodos de custeio comparados – custos e margens analisados sob diferentes perspectivas (2015)
  • Análise didática das demonstrações contábeis (2014)
  • Manual de Normas Internacionais de Contabilidade: IFRS versus Normas Brasileiras (Coordenador Técnico) (2009)
  • Contabilidade de Custos (1º Edição em 2001)

As vertentes de estudo do Eliseu Martins versam principalmente sobre a contabilidade para usuários externos, mas também nota-se uma interdisciplinaridade com conteúdos abordados na contabilidade para usuários internos, como é caso dos livros com a temática de contabilidade de custos.

Linhas de Pesquisa de Eliseu Martins

Além de contador e professor, o Eliseu Martins também é pesquisador. Com suas produções científicas veio contribuindo ao longo da sua trajetória com temáticas relacionadas a chamada “contabilidade para usuários externos”. Essa última envolve o desenvolvimento de estudos e pesquisas relacionadas aos aspectos de identificação, mensuração e divulgação de eventos passíveis de contabilização para efeito dos usuários externos às entidades. 

No currículo Lattes do Eliseu Martins conta a produção de 172 artigos científicos em jornais e congressos brasileiros e alguns deles também internacionais.

Os artigos versam sobre as diversas ramificações da contabilidade como: balanço social (DVA, ambiental, intelectual), contratos de gestão, agribusiness, momentum accounting, análise das demonstrações contábeis, contabilidade dos efeitos inflacionários, semiótica aplicada à contabilidade como linguagem de negócios, contabilidade tributária e perícia contábil.

A imagem abaixo demonstra uma nuvem de palavras mais usadas nos títulos dos artigos científicos do Eliseu Martins, encontrados nas principais bases acadêmicas que reúnem informações científicas do mundo (Web of science e Scopus).

A nuvem reforça a importância do Eliseu Martins frente a contabilidade, temática central de seus estudos científicos, precedidos ainda do desenvolvimento e futuro contábil abarcados pelos estudos teóricos e de análise crítica da conjuntura contábil no Brasil e no mundo.

eliseu martins

Fonte: elaboração própria (2021)

Além disso, também corrobora com a teoria das finanças a medida que estuda sobre avaliação de empresas e métricas associadas, como o fluxo de caixa.

Estudando ainda sobre conteúdos importantes para os contadores e para os investidores, que serão um dos consumidores finais da informação contábil. Conteúdos como o gerenciamento de resultado, contabilização de ativos  nos custos de transação, na estrutura de capital e no valor da empresa (dentre outros), que são capazes de formar a opinião final do investidor frente suas decisões.

Conclusão

Notadamente, o professor Eliseu Martins é uma sumidade no que tange o estudo da contabilidade no Brasil, tendo relevância também fora do país dada suas representações. O apoio e trabalho exercido por ele, com o afinco de modificar o que era conhecido por “contabilidade acessória”, são de extrema relevância para os usuários das informações contábeis.

Através das mudanças nos procedimentos e práticas contábeis, foi possível transpassar para os informes e demonstrativos contábeis a essência das transações empresariais, possibilitando a análise dos impactos destas sobre a análise do valor e da estrutura da empresa por parte dos investidores, por exemplo.

Sendo assim, as contribuições do professor Eliseu Martins não se restringem a teoria, estendem-se principalmente à prática e à vivência contábil do profissional, e, ao caráter informativo que a contabilidade possui enquanto linguagem dos negócios para a tomada de decisão dos investidores.

Referências

SAYDE, S.; Kussaba, S. T.; DUARTE, S. L. A Lei das Sociedades Anônimas e o Processo de Convergência para os Padrões Internacionais Contados pela História Oral e de Vida. XIV Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. 2014. São Paulo. Disponível em: https://congressousp.fipecafi.org/anais/artigos142014/104.pdf

Iris Sousa
Iris Maria Oliveira de Sousa
Estagiária do Tradersclub | TC School
Graduanda em Ciências Contábeis pela UFPB e membro do projeto Educação Financeira Para Toda a Vida.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub