Luis Stuhlberger, gestor da Verde Asset Management

Apresentaremos a biografia de Luis Stuhlberger, investidor e gestor da Verde Asset Management, uma das gestoras mais contempladas do mercado brasileiro especializada em multimercado, ações brasileiras e previdência. Atualmente, o fundo possui R$ 52 bilhões de ativos sob gestão, aplicados em diferentes riscos e classes de ativos.

No texto a seguir, falamos sobre a sua formação, fortuna e patrimônio, empresas que tem participação, história à frente do fundo Verde, frases, livros e investimentos. Portanto, se liga neste material bacana que preparamos para você, dividido nos seguintes tópicos:

  • Quem é Luis Stuhlberger
  • Hedging-Griffo
  • HG Verde Asset Management
  • Verde Asset Management
  • Frases de Luis Stuhlberger

Boa leitura!

Quem é Luis Stuhlberger

Luis Stuhlberger nasceu na cidade de São Paulo, em 1955. Na sua infância e adolescência sempre se destacou entre os melhores alunos, tanto no Colégio Bandeirantes quanto no curso de Engenharia Civil na Escola Politécnica da USP.

Formação de Stuhlberger

Após a formação no curso de engenharia, em 1977, Stuhlberger se identifica com a área e parte para um curso de especialização em administração na Fundação Getúlio Vargas – FGV.

O primeiro contato com o mercado financeiro parte por influência de seu pai, o qual era sócio de um grupo formado por uma construtora, uma indústria e um banco. Desta forma, Luis Stuhlberger passa a trabalhar nesta instituição financeira, onde começa a ter contato com corretoras, Bolsa de Valores, finanças e investimentos.

Algum tempo depois, o banco abre a corretora Hedging-Griffo (atual Credit Suisse Hedging-Griffo), focada em commodities e mercado futuro.

Corretora Hedging-Griffo

Luis Stuhlberger passa a ser conhecido no mercado financeiro já a partir da década de 1980, quando passa a negociar commodities, mais especificamente contratos de ouro futuro. Devido ao momento de incertezas, crises e descontroles inflacionários da época, o mercado de ouro futuro passou a tomar mais representatividade, pois muitos players novos passaram a operá-lo com o objetivo de fazer hedge como proteção do patrimônio.

É nesse período que Stuhlberger conhece Luiz Alves Paes de Barros (Alaska Asset Management), com o qual aprende muito sobre investimentos e mercado financeiro. O resultado é uma grande amizade e a abertura de uma sociedade na década de 1980.

O preço do barril do petróleo enfrentava oscilações diárias, e começou a decolar devido às crises inflacionárias no Brasil, mas especialmente à revolução iraniana, a qual desencadeou a guerra entre o Irã e o Iraque. Por esses motivos, tanto a petroquímica quanto a instituição financeira do seu pai tiveram que ser vendidos para saldar as dívidas, fazendo com que Luis Stuhlberger atue agora como operador.

Entretanto, o desfio imposto pela situação parece motivar o jovem investidor, que torna-se na época um dos melhores funcionários da corretora. De boca em boca os clientes passavam a recomendá-lo. Luis Stuhlberger chegou a ganhar o apelido de “o rei do metal” dado o impacto de suas recomendações no mercado da commodity em meados de 1980.

Como o ouro era um ativo atrelado à cotação do dólar, era considerado um dos investimentos mais seguros naquele período de alta inflação, fazendo com que fosse um ativo bastante negociado em Bolsa. Stuhlberger chegou a ser convidado pelo Banco Central a ser um dealer (um banco/corretora que executa as ordens do Bacen). Segundo Emilio Garofalo, diretor de operações internacionais do BC, Stuhlberger foi responsável por profissionalizar o mercado de ouro no Brasil.

Já na década de 1990, durante o movimento de abertura da economia brasileira, o mercado financeiro vê diminuir bastante a necessidade de posições hedge e operações relacionadas no mercado de futuros. Além disso, em 1994, o Plano Real traz estabilidade para a taxa de câmbio, tornando o ambiente muito mais propício para investimentos.

Dessa forma, a corretora Hedging-Griffo tira o seu foco do mercado de commodities e futuros e passa a investir na área de fundos de investimentos, a qual Luis Stuhlberger passa a trabalhar. Com forte desejo de fundar o seu próprio fundo de investimento, o investidor enxerga no emprego a possibilidade de adquirir experiência e conhecimento na área de equity, com gestão patrimonial de terceiros.

Ao lado de Ibrahim Eris, sócio da gestora Linear, montam um fundo de investimento que a Hedging-Griffo passa a indicar aos seus clientes. Stuhlberger trabalha dois anos no novo projeto, acompanhando de perto as atividades da gestora, até que em 1997 abre o famoso Fundo Verde.

O Fundo Verde de Stuhlberger

Hedging-Griffo Verde Asset Management

Em 1997 é aberto o HG Verde (Hedging-Griffo Verde). O nome do fundo é inspirado na cor do dólar, ativo com o qual trabalhou por anos, e no Palmeiras, o seu time de futebol do coração. O fundo verde foi criado com um patrimônio de R$ 1 milhão – metade desse valor veio do incentivo da BM&F Bovespa na época, a qual tentava fomentar o mercado de capitais, e a outra metade veio de investidores.

Logo no primeiro ano do fundo verde, Luis Stuhlberger acerta na escolha dos investimentos. Naquele tempo, as commodities estavam bastante desvalorizadas, o que não ajudaria a balança comercial do Brasil. Além disso, o governo já sofria com um déficit de US$ 30 bilhões, sem uma melhora da política fiscal.

Portanto, a única forma do país manter a taxa de câmbio seria aumentando as taxas de juros, o que traria demanda pela moeda. De fato, os juros subiram e o fundo verde de Luis Stuhlberger beneficiou-se da alta comprando taxa, afinal a taxa Selic chegou em 19% naquele ano. Ademais, em 1997 a crise asiática foge do controle e contamina os mercados globais. Para conter a fuga de capital, o Banco Central do Brasil eleva a taxa Selic de 19% para 40% (nada mal para quem apostava nas altas taxas).

Desta forma, é possível afirmar que Luis Stuhlberger realizou várias “jogadas de mestre” em sua carreira como investidor do mercado financeiro, a maioria comprado em dólar. Em 1999 ele acerta novamente, apostando com a desvalorização do Real frente ao Dólar. Um outro investimento assertivo ocorreu em 2002 com a eleição do presidente Lula, que gerou a queda do Ibovespa em 48% e disparada da moeda americana.

Já em 2003, Luis Stuhlberger apostou no crescimento do Brasil após um encontro com o presidente Lula. Investiu boa parte do patrimônio em ações de companhias brasileiras. Logo no primeiro ano do governo do PT, a Bolsa brasileira subiu 100%.

No entanto, em 2008, apostando que as injeções de liquidez (quantitative easing) pelo Federal Reserve funcionariam, salvando a economia americana de uma recessão, não foi bem sucedido. As bolsas americanas derreteram, contaminando todo o mercado global. Naquele ano, o rendimento do fundo Verde ficou em – 6,4%.

Verde Asset Management

Em 2015, Luis Stuhlberger cria outra gestora, a Verde Asset Management, assumindo o controlador definitivo, que desde 2007 estava sob o controle da Credit Suisse. Assim, a partir de 2015 é criado o Credit Suisse Hedging-Griffo, o qual continuou como minoritário da Verde Asset Management. Em 2021, a Asset de Stuhlberger completará 24 anos, acumulando um retorno astronômico de 18.601% no período.

Frases de Luis Stuhlberger

Nada como comprar um seguro para a tempestade num dia de sol.”

Há alguns dias, eu disse que só a guerra destrói riqueza de forma permanente. E muitos me perguntam: — ‘Mas a gente não tá numa guerra’. Numa guerra convencional, é um país ou um grupo de países querendo destruir e conquistar o outro. Agora, o mundo inteiro está unido contra um inimigo microscópico em comum. (…) A gente tem que pensar nas pessoas que sofrem, nestes milhões de pessoas pobres que não têm UTI para ir. Essa discussão sobre saúde versus economia não é fácil. Eu não queria estar no governo de nenhum país tendo que definir sobre isso.

Não deixe de conferir o canal do TC School no YouTube. Temos bastante conteúdo para quem está iniciando como investidor!

Legal, não é? A gente também está no Instagram e no TikTok. Segue a gente lá!

Daniel Santos
Daniel Santos
Estagiário do TradersClub
Graduando em Ciências Contábeis pela UFRN. Ex-membro da Liga de Finanças e vencedor do 1º Campeonato de Análise Fundamentalista do TC.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub