Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook - TC | TradersClub

Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook

No texto a seguir apresentamos a biografia de Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook, além de um dos homens mais ricos do mundo. Falamos sobre a formação e fortuna, projetos e investimentos, filme, livros e frases de Mark Zuckerberg.

Se liga neste material bacana que preparamos para você, dividido nos seguintes tópicos:

  • Quem é Mark Zuckerberg
  • Formação de Mark Zuckerberg
  • Facebook, Instagram e WhatsApp
  • Fortuna de Mark Zuckerberg
  • Projeto Giving Pledge
  • Frases de Mark Zuckerberg

Boa leitura!

Mark Zuckerberg

Nascido no ano de 1984 em Nova Iorque, Mark Zuckerberg é fundador e CEO do Facebook, a maior rede social da história, e que contém em seu portfólio de empresas outras redes sociais, como Instagram e WhatsApp.

De acordo com os dados da Forbes na primeira semana de fevereiro de 2021, Mark Zuckerberg, com menos de 40 anos de idade, já possuía uma fortuna de US$ 95,3 bilhões e se consagrava como o 7º homem mais rico do mundo.

A história de Mark Zuckerberg não foi de muitas dificuldades, assim como outros grandes investidores e empreendedores de sucesso. A família sempre foi abastada e seguia a religião judaica. O pai era dentista

Em sua infância, enquanto criança e adolescente, Zuckerberg sempre teve acesso a tecnologias, as quais lhe despertavam grande interesse e curiosidade. Star Wars é um dos filmes favoritos do dono do Facebook, desde cedo admirado por tecnologias do futuro.

Um evento que marca o início do sucesso na vida de Mark Zuckerberg foi um presente dado por seu pai sobre linguagem C++ para leigos (C++ for Dummies, de Davis, Stephen R.). No livro, através de uma abordagem simples, o autor entrega aos seus leitores noções básicas de programação e ensinamentos para quem busca entrar no mundo da computação.

Com interesse, estudo e dedicação, aos 11 anos de idade Mark Zuckerberg já era capaz de elaborar os seus primeiros códigos de programação. E, aos 13 anos já desenvolvia jogos simples. Nessa mesma faixa de idade, Elon Musk também já desenvolvia os seus primeiros games.

Aos 13 anos, Zuckerberg lança o seu primeiro programa de rede, a Zucknet. Neste seu primeiro empreendimento, o futuro bilionário conseguiu elaborar uma rede dentro do escritório do seu pai que ligava o seu computador ao computador principal do consultório e aos de suas irmãs, assim como, os outros computadores da clínica.

Entretanto, apesar do fascinante sistema, em pouco tempo a rede de Zuckerberg ficou defasada frente aos serviços da empresa American Online (AOL).

Mark Zuckerberg: Formação

Já em 2001, após a formação de Mark Zuckerberg na Nurse College, Mark Zuckerberg faz o seu primeiro lançamento de sucesso no mercado: a Synapse Media Player, um sistema de facilitador de busca de músicas online através de ranking das músicas preferidas. O sistema rodava no Napster, ferramenta para download de músicas que existiam na Internet na época.

Em 2003 Mark Zuckerberg conseguiu uma vaga na Universidade de Harvard e ingressou no curso de graduação em programação. Foi em Harvard que conheceu os seus sócios na fundação do Facebook.

Contudo, antes de fundarem a empresa bilionária que é hoje, os amigos fundaram o site FaceMash. Nele, os usuários poderiam comparar as estudantes da faculdade de Harvard para saber qual seria a mais bonita, e, as fotos das mulheres eram obtidas a partir do ranking da base de dados da faculdade.

O site criado, o tal FaceMash, atingiu a marca de mais de 20 mil acessos em poucos dias após o lançamento e tornou-se o assunto mais comentado na universidade.

Apesar do sucesso, o projeto começou a receber uma série de críticas das estudantes de Harvard por conta da exposição. Em consequência das críticas, Mark Zuckerberg e seus amigos decidiram retirar o site do ar, especialmente pela advertência recebida da universidade, pois utilizavam as imagens de direito exclusivo de Harvard.

Apesar da rápida ascensão e queda, Zuckerberg e suas habilidades em programação despertaram o interesse de outros empreendedores da faculdade, sendo eles, os irmãos Tyler e Cameron Winklevoss e o Divya Narendra.

Os sócios convidaram Mark Zuckerberg para desenvolver parte da rede social que haviam projetado, a então HarvardConnection, que hoje é conhecida como ConnectU, que tinha o objetivo de unir os alunos da faculdade em uma única rede.

No entanto, a parceria não foi à frente com a participação de Mark Zuckerberg, que voltou a dedicar-se aos estudos, mas com uma série de ideias para fundar uma rede social inovadora, ainda sem concorrentes no mercado. Assim, o bilionário pensou em uma plataforma que não apenas os alunos de Harvard mas qualquer pessoa fosse capaz de interagir com as outras através de fotos.

A rede social

Utilizando o livro de fotos dos alunos de Harvard como inspiração, Mark Zuckerberg nomeou o seu novo projeto de rede social como Facebook e o lançou em 2004.

Com as habilidades dos programadores do Facebook, foi possível fazer a rede social crescer exponencialmente entre os novos usuários, já que a estratégia adotada por estes conseguia com sucesso persuadir as pessoas.

Desta forma, rapidamente o Facebook conseguiu se rentabilizar de forma crescente através de anúncios, pois cada vez mais o fluxo de pessoas que utilizava a rede social aumentava, o que para os anunciantes é um ótimo ponto de venda.

Como a rede social surge através de uma sociedade entre amigos de faculdade, toda a sua gestão se dava dentro do campus universitário e seus custos eram repartidos entre os sócios fundadores. E como já era de se esperar, a empresa demandou um espaço maior e um servidor que suportasse o fluxo existente na plataforma. Assim, inspirado em Bill Gates, Mark Zuckerberg largou a faculdade em 2003 para se dedicar ao seu negócio.

Facebook

Como vimos acima, o Facebook foi lançado em 2004 em uma parceria de Mark Zuckerberg com os sócios-fundadores do Facemash, Eduardo Saverin, Dustin Moskovitz, Chris Hughes e Andrew McCollum. E, rapidamente se espalhou não só entre as faculdades como entre a população geral, até que no ano de 2014 (apenas 10 anos após sua fundação) já possuía um Market Cap de US$ 200 milhões.

Como era manuseado e gerido por Zuckerberg, poucos dias depois do lançado, o Facebook já recebia seu primeiro processo. Isso porque, tudo ocorreu logo após Mark romper o projeto com Narendra e os irmãos Winklevoss, que acabaram acusaram Zuckerberg de plagiar no Facebook a rede social projetada pelos fundadores da ConnectU.

Boa parte do forte crescimento do Facebook após seu lançamento foi a estratégia de Growth Hacking, a qual divide opiniões no mercado. Isso porque, essa estratégia utiliza dados obtidos através de outras fontes que não próprias, e muitas vezes, sem direitos autorais ou pagamento pela obtenção dos dados por meio do hackeamento de dados.

O forte crescimento do Facebook fez com que Mark Zuckerberg alugasse uma casa para acolher a quantidade cada vez maior de funcionários. Apesar do crescimento da empresa, Mark Zuckerberg reconheceu que sua atuação como gestor de uma grande empresa de tecnologia estava defasada frente aos padrões de mercado. Assim, o bilionário contratou Sean Parker para assumir o controle da companhia.

Uma das primeiras atitudes de Parker para revolucionar os negócios foi alterar o nome da empresa de “The Facebook” para apenas “Facebook”, com o fito de tornar a rede social mais presente na vida de outras pessoas além do público fiel das faculdades.

Outra atitude incisiva de Parker foi mudar novamente a sede da companhia, agora para o Vale do Silício, um polo que abriga várias startups e fundamenta o crescimento por conta da concorrência ali existente e pela troca de experiências e conhecimentos.

Lá, pouco tempo depois da chegada da empresa e de seu reconhecimento na região, o Facebook recebeu seu primeiro investimento de uma pessoa externa à fundação da empresa, o Peter Thiel, o fundador do Paypal.

Na ocasião, foram investidos US$ 500 mil, pois se identificou uma janela de forte crescimento do Facebook em um futuro próximo. E, de fato, isso aconteceu, tanto que em 2005, a companhia recebeu outro forte investimento superior aos US$ 10 milhões, por estar entregando fortes resultados e perspectivas.

No entanto, pouco tempo após iniciar sua gestão, Owen Van Natta foi preso por porte de cocaína, e os investidores recentes na companhia exigiram a troca de CEO para que a imagem do Facebook não fosse abalada. Apesar disso, em 2006 o Facebook lança uma atualização na sua rede social que seria a responsável pelo maior avanço de qualidade da plataforma e de fluxo de usuários, o feed.

Nele, era possível compilar em sequência as mais variadas postagens dos usuários da plataforma, facilitando a interação entre os usuários, e, consequentemente, o seu tempo de uso. Paralelamente, se impulsionou a receita de propagandas, já que agora o anunciante poderia ter acesso a uma quantidade maior de usuários para comercializar seus produtos.

Apesar do crescimento exponencial da empresa, o ambiente de trabalho do Facebook sempre se apresentou mais como uma república de faculdade do que como um ambiente corporativo.

Já em 2007 o Facebook tem outro ganho operacional, quando ocorre a contratação de Sheryl Sandberg, executiva tirada do Google. A proposta de emprego no Facebook foi muito boa.

A partir do trabalho dela, a companhia teve grandes ganhos de eficiência operacional, visto que a nova executiva trazia muita experiência e conteúdo que o mundo dos negócios demandava e até então o Facebook não possuía.

Pouco tempo depois, em 2012, acontece o IPO do Facebook, com captação de mais de US$ 15 bilhões de dólares. Isso foi mais do que necessário para que a companhia desse início a mais uma nova rodada de crescimento. Tanto que, neste mesmo ano, Mark Zuckerberg decide comprar o Instagram.

Na época, a operação foi considerada como muito arriscada e que o valor de pouco mais de US$ 1 bilhão estaria supervalorizando o Instagram. No entanto, no cenário atual o Instagram já é avaliado em mais de US$ 100 bilhões e superará o Facebook em valor de mercado.

Além disso, a aquisição mais recente do império de Mark Zuckerberg, em 2014, foi a outra rede social que tem grande parte do fluxo de usuários deste mercado, o WhatsApp por US$ 22 bilhões. E, além do IPO, essas duas outras compras também proporcionaram ao Facebook mais crescimento e a projetaram como a big tech do segmento das redes sociais.

Fortuna de Mark Zuckerberg

Através de toda essa fascinante história com o Facebook, Instagram e Whatsapp, Mark Zuckerberg construiu uma fortuna avaliada em US$ 95,3 bilhões em março de 2020.

NET WORTH OVER TIME

03/2016 – US$ 44.6 bilhões
03/2017 – US$ 56 bilhões
03/2018 – US$ 71 bilhões
03/2019 – US$ 62.3 bilhões
04/2020 – US$ 54.7 bilhões

Fonte: Forbes

Giving Pledge

Com a grande fortuna que possui, Mark Zuckerberg e sua esposa Priscilla Chan, são bem ativos no mundo da filantropia junto a outros bilionários.

Criado em 2010 por Bill Gates em parceria com seu amigo Warren Buffett, o Giving Pledge é um projeto de filantropia responsável por persuadir outros bilionários e multimilionários ao redor do mundo para destinarem parte de suas fortunas à filantropia! Dentre eles, Mark Zuckerberg foi um dos persuadidos, e já comentou em doar 99% das ações do Facebook (FB) para o financiamento do Giving Pledge e outros projetos filantrópicos.

Além disso, o bilionário e sua mulher também possuem o projeto Chan Zuckerberg Initiative. Os recursos lá aplicados são destinados a investimentos em educação, saúde, desenvolvimento social e afins. As doações de 99% de seu patrimônio foram comentadas em uma carta dedicada à sua primeira filha em seu nascimento.

Frases de Mark Zuckerberg

Eu codifiquei o Facebook literalmente a partir do quarto da minha residência universitária. Aluguei um servidor por 85 dólares ao mês, e financiei-o através de um anúncio no site, e desde então, todos os avanços foram auto- financiados postando anúncios.”

Num mundo em constante mudança, a única garantia para não falhar, é não corrermos riscos.”

Movimente-se de forma rápida. Parta coisas pelo caminho, se não o estiver a fazer, é sinal que não está a ir tão depressa quanto devia.”

Pode parecer perverso, mas neste momento preferia estar no meio onde as pessoas me subestimavam. Porque isso dava-me liberdade para fazer novas jogadas e surpreender as pessoas.”

“Quando se está em Silicon Valley, fica-se com a sensação de que se tem de ir para fora. Mas quando se vai para fora aquele também não é o nosso lugar! Se eu estivesse a começar agora ficaria por Boston – e num curto prazo já estaria focado, e isso incomoda.”

Não deixe de conferir o canal do TC School no YouTube. Temos bastante conteúdo para quem está iniciando como investidor!

Legal, não é? A gente também está no Instagram e no TikTok. Segue a gente lá!

Pablo Paz
Pablo Paz
Estagiário do TradersClub
Estudante de Economia da UFPB e membro do Projeto Quantum

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub