TC Mover
Mover

Araújo deveria sair para o país reconstruir pontes com EUA e China, diz Pinato

Postado por: TC Mover em 20/01/2021 às 18:00
Ernesto Araújo

Brasília, 20 de janeiro – O chanceler Ernesto Araújo deveria deixar imediatamente seu cargo para que o Brasil possa reconstruir pontes com a China e os outros países do bloco de mercado emergente BRICS, a União Europeia e os Estados Unidos, defendeu o deputado Fausto Pinato, que preside a Frente Parlamentar Brasil-China, em fala para a TC Mover.

Embora não acredite em retaliação chinesa, Pinato avalia que o alinhamento do governo brasileiro, adotado por Araújo, com os Estados Unidos de Donald Trump, contra a posição da Índia e África do Sul pela quebra de patentes de imunizantes contra a Covid-19, fez o país perder a oportunidade de liderar a produção de uma vacina.

Falas do chanceler dificultam conversas com China sobre insumos

O Brasil foi usado para atender a interesses comerciais de Trump e excluído das grandes discussões sobre vacinas devido a declarações de Araújo e do deputado Eduardo Bolsonaro, responsabilizando os chineses pela disseminação do coronavírus pelo mundo.

O governo depende da importação de insumos farmacêuticos ativos para a produção de doses da Astrazeneca e Coronavac e, diante da falta de interlocução do chanceler Araújo com os chineses, o Palácio do Planalto busca nomes com credibilidade para conseguir avançar nas negociações.

Ministros e altos funcionários, como o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, lideram as tratativas no lugar de Araújo. Atrasos e falhas na imunização nacional são considerados por analistas de mercado como o principal risco político à retomada econômica e à manutenção do Teto de Gastos, por pressionar pela prorrogação do auxílio emergencial ou criação de um benefício social substituto.

Novo presidente americano já fez críticas a Jair Bolsonaro

Após quatro anos de incertezas no comércio internacional, causadas pela tensão entre China e Estados Unidos, os exportadores brasileiros passam a ter outro motivo de apreensão com a chegada de Joe Biden à Casa Branca.

O democrata tem criticado as posições do presidente Jair Bolsonaro em assuntos como o meio ambiente. Biden, que tomou posse hoje como o 46º presidente dos Estados Unidos, já ameaçou o Brasil por causa da falta de medidas para frear o desmatamento da Amazônia.

Saída de Araújo seria sinalização positiva a Biden

Analistas vislumbram um cenário negativo para os exportadores, citando o acordo de livre-comércio com a União Europeia, que está congelado. O embaixador do Brasil em Washington, Nestor Forster, afirmou que manteve contato com a equipe de transição de Biden e não espera “atitude de confrontação” da Casa Branca por diferenças com o governo brasileiro. Por causa da interferência de alas do Poder Executivo na eleição americana, a saída de Araújo é vista por Pinato como uma sinalização positiva a Biden.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Guillermo Parra-Bernal e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais