TC Mover
Mover

Auxílio emergencial deve ter quatro parcelas de R$250, diz Bolsonaro

Postado por: TC Mover em 25/02/2021 às 20:46
auxílio emergencial

São Paulo, 25 de fevereiro – A nova rodada de auxílio emergencial deve ser de R$250 por quatro meses a partir de março, disse o presidente Jair Bolsonaro na live semanal. Ele admitiu ter consultado hoje o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o tema.

Após nova rodada do auxílio, haverá discussão sobre Bolsa Família, diz Bolsonaro

Segundo Bolsonaro, a decisão sobre o benefício deve ser feita junto ao Congresso. Depois da nova rodada do auxílio emergencial será discutida uma nova proposta para o Bolsa Família.

O presidente reiterou que não dá para bancar o auxílio eternamente, já que ele custaria R$5 trilhões e se traduziria em um maior endividamento do país. Bolsonaro chegou a destacar que a população deveria cobrar o auxílio emergencial dos prefeitos e governadores que fecharam suas economias.

Bolsonaro considerou “exagero” reação à demissão de Castello Branco da Petrobras

Além do auxílio, Bolsonaro falou um pouco sobre as estatais. Ele ressaltou que a Petrobras, códigos PETR3 e PETR4, está chegando à normalidade. Também considerou “exagero e “rebuliço do mercado” a reação à demissão de Roberto Castello Branco da presidência da estatal, sinalizada na última live e confirmada no dia seguinte. Em relação à desestatização dos Correios, encaminhada ontem ao Congresso, Bolsonaro salientou que “privatizar é um processo complexo” e disse que “não é quem dá mais que leva”.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/TC Mover


Leia também

Bolsas derretem com juros dos EUA; no radar, estímulos, PCE, Vale, estatais: Espresso

Estrangeiros tiram R$9,2 bi da Bovespa após intervenção na Petrobras

Mansano, Vieira: É necessário contrapartida confiável para trajetória fiscal e novo auxílio

Entrevista exclusiva: Privatização da Eletrobras (ELET6) pode sair em 2022, diz Barros

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais