TC Mover
Mover

Auxílio não pode estar condicionado a medidas fiscais, diz Pacheco

Postado por: TC Mover em 08/02/2021 às 18:23
Pacheco

Brasília, 8 de fevereiro – O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse nesta tarde à GloboNews que sua pauta principal é a vacinação contra a Covid-19, e que um novo auxílio emergencial para os mais vulneráveis não pode estar condicionado a medidas de ajuste fiscal, mas que conversou com o Ministério da Economia e há “boa vontade” da pasta com o assunto.

No entanto, Pacheco afirmou que é necessário cumprir um protocolo fiscal, e que seu foco serão reformas, medidas de geração de emprego e crescimento econômico.

PEC Emergencial e Pacto Federativo serão submetidas ao plenário

Pacheco informou que submeterá as Propostas de Emenda à Constituição Emergencial, PEC Emergencial, e do Pacto Federativo à decisão do plenário, mesmo destino que ele apontou para o mérito da Reforma Tributária.

Na tributária, Pacheco considera que pode haver uma compensação de tributos, desde que sem aumentar a carga de impostos, sinalizando esperanças ao tributo digital defendido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Além das declarações de Pacheco, o presidente da Câmara, Arthur Lira, disse nesta manhã que discutirá com o Senado e com o governo uma política de auxílio emergencial “sempre respeitando o Teto de Gastos”, e que deve enviar amanhã a Reforma Administrativa para a Comissão de Constituição e Justiça, CCJ, da Casa.

Pacheco diz que quer evitar politização da vacinação

Pacheco quer evitar a politização da imunização, mas sem conflitos com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, embora defenda a aceleração de autorizações de uso emergencial de vacinas para agilizar o processo.

Por fim, Pacheco disse que é fundamental não antecipar as eleições presidenciais de 2022, que o Orçamento será votado até março e, nele, gostaria de dar prioridade ao Meio Ambiente. Na sua campanha, o presidente do Senado afirmou que o Teto de Gastos não poderia permanecer intocado.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Kariny Leal e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Petrobras (PETR4) pode elevar gasolina em mais 5%, diz Ativa

Cyrela (CYRE3) dispara após relatório sobre fintech CashMe

Cosan (CSAN3) quer avançar em energia verde com Biosev

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais