Barroso rebate ameaças de Bolsonaro: "Momento delicado" - TC
TC Mover
Mover

Barroso rebate ameaças de Bolsonaro e diz que “democracia vive momento delicado”

Postado por: TC Mover em 09/09/2021 às 12:07
Barroso rebate ameaças de Bolsonaro

Rio de Janeiro, 9 de setembro – O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, afirmou na manhã desta quinta-feira, 9, que a ‘democracia vive um momento delicado’ com ataques do presidente Jair Bolsonaro. Barroso sinalizou que a Suprema Corte continuará reagindo às falas do chefe do Executivo nos atos do Dia da Independência.

Dois dias após as manifestações e depois das declarações de outros líderes de Poderes, Barroso abriu a sessão do TSE com um discurso duro, semelhante ao do presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux. O ministro afirmou que “não faltaram ameaças de Bolsonaro ao Congresso e ao STF”, e que o “populismo arruma inimigos para justificar seu fiasco”.

Barroso aproveitou o pronunciamento para rebater o discurso de Bolsonaro de que não poderia participar de “uma farsa patrocinada pelo presidente do TSE”, pontuando que Bolsonaro “usa de uma retórica vazia e política de palanque para alegar fraude nas eleições”. Bolsonaro insistiu nos atos do Dia da Independência que o voto auditável e a contagem pública dos votos são importantes para que os eleitores confiem no processo eleitoral.

Greve dos caminhoneiros

A tensão política também se estendeu para a greve de caminhoneiros, que acontece desde terça-feira, 7. Os manifestantes pedem a renúncia do ministro Alexandre de Moraes e a adoção do voto impresso.

Os atos, porém, preocupam o governo federal, que teme impactos econômicos duros. Mais cedo, a Reuters informou que Bolsonaro vai se reunir com os caminhoneiros para tentar suspender as paralisações da categoria.

As falas duras de Barroso deu fôlego maior ao Ibovespa, que tenta se manter acima do patamar de 114 mil pontos. Perto das 11h40, o índice brasileiro subia 0,39%, a 113.854, em movimento de ajuste. Já o dólar reduz parte dos ganhos anotados na última quarta, 8, e cai 0,78%, a R$5,293.

Texto: Cintia Thomaz
Edição: Guilherme Dogo e Stéfanie Rigamonti
Arte: Mover


Leia também

Magazine Luiza pode se aventurar no mercado de desenvolvimento de games, diz Itaú BBA

Inflação sobe 0,87% em agosto; é a maior para o mês desde 2000

Banco Central Europeu reduz compras extras de ativos, refletindo retomada

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais