Mover

Entrevista exclusiva: Álvaro Dias defende CPI da Covid-19 ampla e não vê insegurança jurídica

Postado por: TC Mover em 13/04/2021 às 12:00
CPI da Covid-19

Brasília, 13 de abril – O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, deve ler o requerimento de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre combate do coronavírus, a CPI da Covid-19, às 16h00 desta terça-feira. Será em meio a uma corrida entre o governo e a oposição para que a CPI da Covid-19 se limite a investigar o presidente Jair Bolsonaro e seu estafe, ou inclua também governadores e prefeitos. O senador Álvaro Dias, que defende uma CPI ampla, disse à TC Mover que não vê insegurança jurídica com a instalação da CPI e que a base aliada não deve se dispersar facilmente nesta disputa, mas admite que a Comissão pode ser usada para “barganhas de vários matizes”. Confira abaixo a entrevista exclusiva!

 

Desfecho imprevisível

TC Mover – A instalação da CPI da Covid-19 é o fim da base governista no Senado? Qual rumo político deve ser esperado para a CPI?

Álvaro Dias – Os interesses aglutinados nos eixos do presidencialismo de coalizão são de ocasião. Nesse contexto, não é crível que os apoiadores da hora se dispersem tão facilmente. Mas, há uma máxima do saudoso e inesquecível Doutor Ulysses: “CPI a gente sabe como começa, mas nunca sabe como vai terminar”. A imprevisibilidade do desfecho é um fato incontestável.

 

TC Mover – O senhor vê setores políticos do Congresso e até da Câmara podendo tirar vantagens da CPI nas negociações do impasse do Orçamento?

Álvaro Dias – Os impasses no Parlamento ensejam infindáveis rodadas de negociação. Não é confortável admitir, mas sabemos que muitos deles são utilizados como objeto de barganhas de vários matizes.

 

TC Mover – O senhor não acha que a instalação da CPI da Covid-19 pode gerar insegurança jurídica nas negociações para a compra de vacinas de laboratórios produtores? Não acaba fortalecendo a dependência do presidente Bolsonaro à chamada ala ideológica?

Álvaro Dias – Não consigo enxergar qualquer efeito colateral de insegurança jurídica em face da instalação da CPI. Temos que pensar na República e nos seus fundamentos democráticos. Não estamos a reboque de alas ideológicas.

 

CPI da Covid-19 ampla

TC Mover – A CPI da Covid-19, seja ela focada apenas no governo federal ou incluindo estados e municípios, tende a pressionar o presidente Bolsonaro a uma posição mais clara em favor da vacinação, em sua visão?

Álvaro Dias – O próprio Presidente da República quer a ampliação da CPI. Participei de muitas e posso afirmar que sempre os fatos conexos ao objetivo original da proposta foram considerados. Em relação aos Estados, os recursos são federais, por essa razão a investigar é cabível. Eu continuo opinando favoravelmente ao apensamento das duas propostas para termos apenas uma CPI instalada.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Guilherme Dogo e Letícia Matsuura
Arte: TC Mover


Leia também

Especial: Apesar de incertezas, chuva de IPOs pode exceder R$24 bilhões em abril

Inflação nos EUA no foco global; no radar, Petrobras, CPI, varejo: Espresso

Calendário Econômico: Varejo, Enjoei, inflação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais