TC Mover
Mover

Especial: Imunização é condição para retomada econômica e sustentabilidade fiscal

Postado por: TC Mover em 18/01/2021 às 10:40
Imunização nacional

Brasília, 18 de janeiro – O governo dá início ainda hoje ao processo de imunização nacional contra a Covid-19, de cujo sucesso depende a aceleração da retomada econômica e a redução da pressão política pela continuidade da ajuda emergencial concedida ao longo da pandemia.

 

Achamos que as incertezas acerca de um plano para a imunização de toda a população é justamente o que tem aumentado as pressões para que o governo prorrogue o chamado coronavoucher para os mais vulneráveis, aumentando as dúvidas quanto à sustentabilidade do Teto de Gastos.

 

Plano de imunização deve influenciar no crescimento econômico

 

O plano do Ministério da Saúde para a imunização deve pautar a recuperação da atividade, que deve crescer 0,5% no primeiro trimestre na base sequencial, de acordo com a estimativa da economista-chefe do TC, Fernanda Mansano.

 

Para Samar Maziad, analista para o Brasil da agência de classificação de risco Moody’s, os atrasos contínuos na distribuição de uma imunização demorarão a recuperação da economia.

 

As maiores ameaças à imunização nacional são os conflitos políticos entre o Palácio do Planalto e governadores e prefeitos, bem como a antecipação do clima para a sucessão presidencial de 2022, com destaque aos confrontos entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Dória e, no Parlamento, com um bloco de legendas de centro e esquerda.

 

Recorde de óbitos e contaminações devem pautar eleições 2022

 

Apesar da consultoria britânica Airfinity, a pedido da CNN Brasil, ter estimado que 20% da população estará vacinada no fim de abril e 75% em outubro, perguntas como quem será o culpado pelo número recorde de óbitos e contaminações pautarão a eleição de 2022.

 

O quanto isso poderá atrapalhar a recuperação, estará na ordem do dia e a resposta dependerá do grau de responsabilidade do sistema político brasileiro e seus experientes quadros, vitoriosos nas eleições municipais de 2020. Os ruídos devem ficar no radar do investidor, impactando no câmbio e juros futuros, de olho também na sucessão para o comando das duas Casas do Congresso.

 

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Guillermo Parra-Bernal e Letícia Matsuura
Arte: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais