TC Mover
Mover

Especial: Jair Bolsonaro cresce em aprovação mesmo com CPI da Covid

Postado por: TC Mover em 10/05/2021 às 19:18
Popularidade de Jair Bolsonaro aumenta mesmo com CPI da Covid

Brasília, 10 de maio – A aprovação do presidente Jair Bolsonaro voltou a crescer e foi a 40%, sendo 35% em março, apesar da Comissão Parlamentar de Inquérito do coronavírus, a CPI da Covid. Os dados são da pesquisa da Consultoria Atlas, divulgada hoje.


Resultado surpreende em meio a visões sobre desespero de Jair Bolsonaro

É recomendável aguardar outros levantamentos para confirmar uma tendência. Contudo, os dados surpreendem, sobretudo diante do “consenso” de que o presidente está em uma espécie de desespero, decorrente das possíveis apurações da CPI da Covid.

Segundo Bernardo Küster, editor do jornal Brasil Sem Medo e ligado ao filósofo Olavo de Carvalho, a comissão não representa ameaça ao governo. Afinal, conforme ele, não há disposição do vice-presidente Hamilton Mourão em derrubar Jair Bolsonaro e nem “forte movimento popular contrário” a ele.

Em entrevista à Folha de S. Paulo no último sábado, 8, Bernardo Küster avaliou que “o máximo que a CPI irá fazer é dar palanque político” e “encher a paciência de um ou dois ministros”.


Avanço da vacinação ajude a amortizar efeitos da CPI da Covid

De acordo com o site O Antagonista, membros da comissão já criaram até o conceito de “uma CPI propositiva”. Congressistas vão entendendo que há capacidade de resistência do Planalto. Estudo de legendas de centro não divulgado, a que a CNN Brasil teve acesso, mostra que 25% dos eleitores devem votar incondicionalmente em Jair Bolsonaro no próximo ano.

Por outro lado, o avanço da vacinação também ajuda a amortizar impactos da pandemia sobre as escolhas políticas do país. Conforme o portal “Our World in Data”, citado no Diário do Poder, o ritmo de imunização no Brasil é mais que o dobro da média mundial.


Ex-presidente Lula se posiciona contra reformas para enfrentar Jair Bolsonaro

Com as reformas Administrativa e Tributária caminhando, é contra elas que se direciona, por exemplo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparecer na pesquisa como o único que pode bater Bolsonaro no segundo turno de 2022.

O levantamento do Atlas Pesquisa ocorreu entre 6 e 9 de maio. A pesquisa colheu 3.828 respostas virtualmente. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Cintia Thomaz e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Verde Asset vê Brasil preso em realidade “trágica”

Ações da CVC (CVCB3) e de aéreas sobem com otimismo por retomada

Banco Central abre consulta sobre novos serviços do Pix

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais