Mover

Especial: Jair Bolsonaro precisa colaborar para o avanço das reformas

Postado por: TC Mover em 29/04/2021 às 19:39
Reformas dependem de Jair Bolsonaro

Brasília, 29 de abril – O avanço das reformas Administrativa e Tributária no Senado depende principalmente de o presidente Jair Bolsonaro manter postura de colaboração com a visão do Congresso na pandemia, além de cultivar um discurso moderado nesse relacionamento institucional. É o que sugere uma declaração do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco, no Twitter.


Rodrigo Pacheco disse que conversou com Jair Bolsonaro sobre as reformas

“Conversei com o presidente Bolsonaro sobre a importância da manutenção de um ambiente de colaboração entre os Poderes e união de propósitos para a superação da crise de saúde e retomada do crescimento, com medidas de geração de emprego, e as reformas administrativa e tributária”, escreveu o presidente do senado, após se encontrar com Jair Bolsonaro na reunião do comitê contra a Covid-19.

Fonte da TC Mover próxima a Rodrigo Pacheco disse que a pauta econômica não será abalada pela Comissão Parlamentar de Inquérito do coronavírus, conhecida como CPI da Covid. Mas que ainda há mágoas de senadores com acordos não cumpridos no Orçamento deste ano. O presidente do Senado reforça esse sentido com a mensagem. Até porque o ministro da Economia, Paulo Guedes, precisa reconstruir pontes com o Senado, segundo a mesma fonte.


Reforma Tributária deve ser votada primeiro que a Administrativa, segundo senadores

Senadores já admitem que a Reforma Tributária, embora de negociação complexa, deve caminhar na Casa mais rapidamente que a Administrativa, devido a temores com desgastes pela aproximação das eleições de 2022. Isso destaca a importância de Jair Bolsonaro ouvir Pacheco e conselheiros de centro.

O Planalto e aliados do relator da CPI, Renan Calheiros, tentam fazê-lo moderar o tom contra o governo, uma vez que, se for muito radical, senadores de centro terão dificuldades em acompanhá-lo.

Contudo, será preciso que o presidente Jair Bolsonaro colabore, reduzindo seu próprio tom. Não só para não ser diretamente envolvido nas apurações, como para ajudar as reformas.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Lucia Boldrini e Letícia Matsuura
Arte: TC Mover


Leia também

Governo Central surpreende com superávit primário em março

CSN vê alavancagem chegando a 0,5 vez e prioriza nota de crédito

CPI da Covid-19 convoca ex-ministros da Saúde para depor

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais