Mover

Mesas do Senado e Câmara devem ter maioria de centro

Postado por: TC Mover em 02/02/2021 às 18:52
Mesa

Brasília, 2 de fevereiro – As legendas de centro devem ter maioria nas Mesas da Câmara e do Senado, o que deve favorecer o avanço da pauta econômica prioritária a ser pactuada entre os novos presidentes do Congresso e a equipe econômica, segundo uma fonte da TC Mover que acompanha a articulação. Mas, há disputas de poder ainda em curso dentro das alianças vitoriosas nesta segunda-feira.

MDB e PSD disputaram vice-presidência do Senado

No Senado, o MDB e o PSD, que apoiaram a eleição de Rodrigo Pacheco, não conseguiram chegar a um acordo e disputaram a primeira vice-presidência da Casa em eleição da Mesa Diretora que ocorreu nesta tarde, com vitória de Veneziano Vital do Rêgo, do MDB.

Para as demais funções já existia entendimento prévio, com apenas um candidato por cargo da Mesa Diretora. O senador Romário, do Podemos, foi eleito segundo vice-presidente, e o senador Irajá, do PSD, foi escolhido como primeiro-secretário da Casa.

Definição da Mesa Diretora da Câmara foi adiada

Na Câmara, o presidente Arthur Lira adiou a eleição da Mesa, de acordo com o Valor citando o deputado Hugo Motta, para tentar um acordo com a oposição, após indeferir ontem a inscrição do bloco do adversário Baleia Rossi, do MDB.

Lira, deputado do PP considerado homem forte do chamado Centrão, oferece ao grupo derrotado dois dos seis cargos na Mesa, que, assim como no Senado, é responsável por encaminhamentos administrativos e políticos.

Novos presidentes farão reunião sobre agenda econômica

Nesta tarde, Pacheco e Lira se encontrarão após a eleição da Mesa do Senado, possivelmente para discutir a agenda emergencial, mas com menor risco fiscal. É esperado que nos próximos dias seja instalada a Comissão do Orçamento e da Reforma Administrativa, bem como que o projeto orçamentário do ano seja apreciado até março, segundo declarações dos dois novos homens-fortes do Congresso depois de eleitos.

A coluna da jornalista Ana Flor, do G1, disse que Lira planeja dissolver a Comissão da Reforma Tributária e deixar que o Senado encaminhe a pauta.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Kariny Leal e João Pedro Malar
Arte: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais