Mover

Ministro da Saúde anuncia 15 milhões de doses da Pfizer para primeiro semestre

Postado por: TC Mover em 14/04/2021 às 14:06
ministro da Saúde - Pfizer

São Paulo, 14 de abril – O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou hoje que o governo conseguiu antecipar 2 milhões de doses da vacina da Pfizer para o primeiro semestre do ano. Na última estimativa, a Pfizer entregaria 13,5 milhões de doses até junho, mas, com essa antecipação, a entrega chegará a 15,5 milhões até o mesmo mês. O calendário acordado entre as partes prevê a entrega de 100 milhões de doses até o final do ano.

 

Ministro da Saúde anunciou importação de insumos para o kit intubação

Em coletiva para anunciar as decisões do comitê nacional de enfrentamento da pandemia, o ministro Marcelo Queiroga, acompanhado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, também anunciou que o governo importará insumos do chamado “kit intubação”, além de tubos de oxigênio.

Hoje pela manhã, o secretário de saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse que o estado mais rico do país está com falta desses insumos. A situação também é refletida em vários outros estados. O ministro da Saúde disse ainda que o governo ampliará as vagas de residências médicas, com o objetivo de aumentar o número de profissionais nos hospitais.

Já Rodrigo Pacheco afirmou que o Congresso pediu ao Ministério da Saúde e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, a aprovação da vacina Sputnik V. O imunizante da Rússia é uma das apostas do setor privado para a compra de vacinas.

 

Ibovespa chegou à máxima diária durante coletiva do ministro da Saúde

As medidas anunciadas pelo ministro da Saúde foram bem recebidas pelo mercado financeiro. O Ibovespa retomou o patamar dos 120 mil pontos, atingindo a máxima diária até aquele momento, em 120,159 mil pontos, durante a coletiva. Por volta das 14h05, o Ibovespa já tinha ultrapassado a marca, com alta de 1,19%, aos 120,7 mil pontos.

O dólar futuro confirmou a tendência de queda, após oscilar no início do pregão. Perto das 14h05, a moeda americana caía 0,67%, cotada a R$5,686. Já os juros futuros, DIs, que abriram em forte alta após as declarações do presidente Jair Bolsonaro aumentando as rusgas entre os poderes, viraram para a queda com as melhores perspectivas de vacinação. No mesmo horário, a curva de juros caia até 13 pontos-base.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Leopoldo Vieira e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Pandemia, cenário macro atrasam retomada de educacionais, diz Bradesco BBI

Bancos abrem balanços nos EUA; no radar, vencimento de opções, Fed: Espresso

Mansano: Inflação no radar de investidores e consumidores

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais