Mover

Pacheco promete conciliar Teto e auxílio no comando do Senado

Postado por: TC Mover em 01/02/2021 às 19:57
Pacheco - Senado

Brasília, 1 de fevereiro – Rodrigo Pacheco, o candidato que o presidente Jair Bolsonaro apoiou para comandar o Senado, prometeu negociar com a equipe econômica fórmulas para conciliar o Teto de Gastos com um programa de assistência social nos moldes do auxílio emergencial criado durante a pandemia do coronavírus.

 

Pacheco foi eleito presidente do Senado na noite de hoje com 57 votos contra 21 de sua única adversária, Simone Tebet. Em seu discurso, ele voltou a mencionar a necessidade de ajuda aos vulneráveis, mas com respeito ao Teto de Gastos. Ele disse que submeterá as reformas aos líderes partidários e ao plenário do Senado, e que as reformas Administrativa e Tributária precisam ser votadas rapidamente.

 

Pacheco contraria opiniões sobre Teto emitidas na campanha

 

 

As afirmações dele hoje contrastam com opiniões emitidas ao longo da campanha, quando afirmou que o Teto de Gastos não pode ficar intocado e que discutiria um novo auxílio emergencial a partir deste mês, se confirmada sua vitória.

Pesquisa informal da TC Mover com parlamentares apontava para vitória de Pacheco com cerca de 60 votos, de 81 possíveis. Caberá a Pacheco decidir, por exemplo, que prioridade vai dar à Proposta de Emenda à Constituição Emergencial, cuja tramitação começa pelo Senado.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Guillermo Parra-Bernal e Letícia Matsuura
Imagem: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais