TC Mover
Mover

Paulo Guedes diz que governo anunciará novidades na Economia

Postado por: TC Mover em 21/07/2021 às 19:39
Paulo Guedes no Ministério da Economia

Brasília, 21 de julho – O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira, 21, que o presidente Jair Bolsonaro deve trazer, “rapidamente”, novidades no que diz respeito a uma reorganização estrutural interna do Ministério da Economia. Segundo ele, o objetivo é acelerar o ritmo de criação de postos de trabalho.

“Vamos acelerar o ritmo de criação de emprego, inclusive com uma reorganização nossa, interna, são novidades que o presidente deve trazer rapidamente”, afirmou o ministro. Ele fez participação inicial na coletiva da Receita Federal sobre os dados da arrecadação federal para o mês de junho.

Jair Bolsonaro anunciou mudanças ministeriais

As mudanças mencionadas pelo ministro Paulo Guedes dizem respeito à reforma ministerial que Bolsonaro anunciou na manhã desta quarta, em entrevista à rádio Jovem Pan de Itapetininga, em um momento de vulnerabilidade do governo.

Segundo o jornal O Globo, Bolsonaro convidou o presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, do Piauí, para o cargo de ministro da Casa Civil. Ele substituiria o general Luiz Eduardo Ramos, como forma de reaproximar-se do Centrão, principal base de apoio do governo. Nogueira já teria aceitado o cargo, segundo a coluna de Bela Megale, também no Globo.

Já segundo a agência Reuters, Jair Bolsonaro decidiu recriar o Ministério do Trabalho, que atualmente é uma secretaria especial do Ministério da Economia, e entregaria a nova pasta a Onyx Lorenzoni, atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência. Dessa forma, Luiz Eduardo Ramos seria deslocado para a Secretaria-Geral.

Paulo Guedes sugeriu “moderação nas propostas da Reforma Tributária

Em outro ponto da sua participação na coletiva, Paulo Guedes sugeriu “moderação” à Receita Federal nas propostas apresentadas para a Reforma Tributária do Imposto de Renda, apesar de reconhecer ser da “essência” do órgão a natureza arrecadatória.

Segundo o titular da pasta econômica, os atuais níveis registrados na arrecadação federal são sustentáveis. “Por isso que a gente pode, e deve, avançar em uma Reforma Tributária mais ousada”, complementou, dizendo ser possível enfrentar o risco de redução de impostos.

Paulo Guedes considerou tributação proposta de lucros e dividendos “baixa”

“Na versão inicial, ela veio um pouco conservadora demais, calibrada com coisas antigas que a Receita gostaria de aperfeiçoar, mas nosso momento é arriscar para o outro lado”, defendeu.

Paulo Guedes ainda classificou como “baixa” a alíquota proposta pelo Ministério da Economia, de 20%, para tributação de lucros e dividendos distribuídos a pessoas físicas. Pela proposta do governo, estarão isentos apenas os valores distribuídos por microempresas até o limite mensal de R$20 mil.

Texto: Gabriel Ponte
Edição: Cíntia Thomaz e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / Mover


Leia também

Jerome Powell tem apoio para seguir no Federal Reserve

Via sobe com crescimento de vendas online e marketplace

IRB Brasil volta ao azul, e papéis reagem com alta

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais