Mover

Presidente da Câmara aumenta pressão por sanção ao Orçamento do Congresso

Postado por: TC Mover em 07/04/2021 às 19:10
Lira - Orçamento

Brasília, 7 de abril – O presidente da Câmara, Arthur Lira, disse nesta tarde esperar que o Poder Executivo cumpra o acordo feito com o Congresso para conseguir votar o Orçamento de 2021 e sancione o texto aprovado pelos parlamentares. Segundo ele, é possível que até esta quinta-feira, 8, haja uma posição.


Erros no Orçamento podem ser corrigidos com veto ou contingenciamento, disse Arthur Lira

O deputado Arthur Lira disse que o entendimento foi autorizado pelo líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes, e incluiu o Ministério da Economia. Ele afirmou que “não há nenhuma posição jurídica que possa ser contestada na sanção do Orçamento” e que “se tiver qualquer tipo de erro, isso se corrige com veto, contingenciamento”.

O presidente Jair Bolsonaro tem até o dia 22 de abril para sancionar ou não o Orçamento deste ano. “Quem excedeu no seu acordo vai ter que voltar atrás”, disparou o presidente da Câmara.


Vice-presidente da Câmara defende anular valor destinado ao Senado

Mais cedo, o vice-presidente da Casa, Marcelo Ramos, postou em suas redes sociais que o primeiro passo para uma solução no Orçamento “é retirar o ‘contrabando’ incluído sem acordo, anulando os R$6 bilhões destinados ao Senado e os R$7,5 bilhões destinados à ‘emenda’ ao Executivo”.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Guillermo Parra-Bernal e João Pedro Malar
Arte: Carlos Matos / TC Mover


Leia também

Câmara aprova compra de vacina pelo setor privado e Senado deve adiar BEm

Jair Bolsonaro fala que é “inadmissível” reajuste de 39% no gás e reacende temores

Especial: “Grosseiramente barata”, Vale flerta com capitalização maior que Petrobras e Itaú juntos

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais