TC Mover
Mover

Prorrogação do auxílio emergencial volta ao debate à revelia de Guedes; DI e dólar estressam

Postado por: TC Mover em 23/11/2020 às 17:04

Brasília, 23 de novembro – A discussão sobre a prorrogação do auxílio emergencial voltou com força e vem acontecendo à revelia do ministro da Economia, Paulo Guedes, o que pressiona dólar e juros futuros no pregão desta segunda-feira.

Hoje, em evento, Guedes admitiu que há pressão para a extensão dos benefícios além do prazo estabelecido para sua expiração, em 31 de dezembro. Contudo, ele disse que a orientação atual é que o benefício seja suspenso nessa data. 

Membros da ala política do Planalto estão em diálogo com líderes do Congresso para estender o auxílio até março do ano que vem, disse a coluna Radar Econômico, da revista Veja. Tais emissários teriam recebido um “não” do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

O dólar futuro se afastou das máximas do dia após os comentários de Guedes na tarde de hoje e negociava em alta de 1,12% a R$5,44250 por volta das 16h45. O contrato de juro futuro com vencimento em janeiro de 2022 avança pelo quarto dia seguido e atinge 3,420% no mesmo horário, maio patamar em quase dez dias. O presidente Jair Bolsonaro poderá tomar a decisão de prolongar o benefício após o segundo turno das eleições municipais, disse o colunista Valdo Cruz, do G1, hoje.

Dilemas governistas com auxílio emergencial e novo programa social

O dilema governista não se limita a criar ou não um programa social, ou investir em obras públicas. O auxílio emergencial contribuiu para melhorar a imagem do presidente nas faixas de renda mais baixas da população e é isso que estaria em jogo. 

No evento mais cedo, Guedes voltou a dizer que é contra a prorrogação do auxílio emergencial e que nos próximos dois anos o governo vai “para o ataque”, com privatizações e reformas. Contudo, cada vez mais as declarações dele se parecem como tentativa de evitar que passe a boiada da expansão de gastos e menos com uma indicação de previsibilidade ao investidor.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Guillermo Parra-Bernal e Letícia Matsuura
Imagem: Divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais