Teto de Gastos deve ser mantido até 2022, mas desindexação precisa avançar, dizem fontes - TC
TC Mover
Mover

Teto de Gastos deve ser mantido até 2022, mas desindexação precisa avançar, dizem fontes

Postado por: TC Mover em 11/12/2020 às 15:20

Brasília, 11 de dezembro – Integrantes do Ministério da Economia apostam que o Teto de Gastos será mantido até 2022, mas apenas se o ministro da Economia, Paulo Guedes, garantir que a regra não será rompida no próximo ano, disseram fontes à Blomberg. 

No entanto, o presidente Jair Bolsonaro resistiria a medidas de desindexação de gastos, como Guedes propõe, vista como uma condição para a preservação do Teto a partir de 2023, segundo a agência. A resistência do presidente tende a aumentar, com a aproximação do ano eleitoral de 2022.

Contas públicas pode ter rombo de R$230 bilhões em 2021

De acordo com o Globo citando fontes, o governo fixou meta para as contas públicas em 2021, cujo rombo deve ficar em cerca de R$230 bilhões. A Lei de Diretrizes Orçamentárias está agendada para o próximo dia 16 no Congresso. 

O Ministério da Economia disse, na manhã desta sexta, que será possível manter o avanço da atividade no primeiro semestre do próximo ano sem a necessidade de uma nova rodada de auxílios governamentais.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Kariny Leal e Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais