Mover

Voto do STF estimula acordo PP-MDB para liderar Congresso, dizem fontes

Postado por: TC Mover em 07/12/2020 às 18:29

Brasília, 7 de dezembro – Um acordo pelo qual o PP apoiaria um nome do MDB para a presidência do Senado, em troca de receber apoio para o deputado Arthur Lira presidir a Câmara, em fevereiro de 2021, passou a ser uma possibilidade, após o Supremo Tribunal Federal, STF, proibir a reeleição para o comando das duas Casas, disseram à TC Mover fontes que acompanham a repercussão da decisão da Corte.

Um entendimento entre estas duas legendas de centro apontaria para um futuro mais estável e seguro para o avanço da pauta econômica em 2021, quando o país terá que superar o máximo possível de diferenças e ruídos políticos para votar matérias que garantam a sustentabilidade da dívida e a retomada ágil da economia, disseram as fontes, que pediram anonimato para falar sobre o assunto. 

O acordo PP-MDB dependeria de alguns detalhes e “faz parte do atual cenário”, afirmou uma das fontes. É uma certeza delas que o presidente Jair Bolsonaro quer eleger seus aliados para comandar o Congresso no próximo ano.

MDB no Senado e PP na Câmara

O MDB é o principal partido no Senado e controla as lideranças do governo na Casa e no Congresso, posições que ainda tentam um entendimento para votar o ajuste fiscal em dezembro. 

O senador Eduardo Gomes, líder no Congresso, começou a despontar como preferido dos líderes governistas para suceder Davi Alcolumbre no comando da Casa depois da decisão do STF, disseram as fontes.

O PP é a principal base aliada na Câmara, por meio da liderança informal de Lira, que é o homem-forte do bloco conhecido como Centrão e vem tentando estabelecer pontes com investidores e empresários. 

Nesta Casa, o MDB compõe o bloco do presidente Rodrigo Maia e o líder do partido, Baleia Rossi, é um dos que poderão receber o apoio dele. No entanto, se os emedebistas considerarem que terão uma eleição tranquila no Senado, em vez de lutarem para Rossi ser escolhido por Maia, podem decidir a disputa em favor de Lira, afirmaram à TC Mover.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Guillermo Parra-Bernal e Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais