TC School / Análise Fundamentalista

Aprenda a calcular a taxa interna de retorno implícita no preço de uma ação

28/01/2021 às 10:58

TC School TC School

Nesse texto, vamos aprender como calcular a taxa interna de retorno implícita nos preços das ações, o qual você pode utilizar como métrica de auxílio na tomada de decisão nos seus investimentos. Para um melhor entendimento, vamos por partes:

  • A taxa interna de retorno: forma de cálculo e interpretação
  • Taxa interna de retorno implícita no preço: como calcular na prática
  • Exemplificando com uma ação da B3
  • Reflexões para investidores

Boa leitura!

O que é a taxa interna de retorno?

A taxa interna de retorno (TIR) é a taxa que iguala os fluxos de caixa de um investimento a zero. Em outras palavras, é a taxa que faz com que o valor presente líquido (VPL) do investimento seja nulo. Ou ainda, expresso na fórmula matemática abaixo:

Como regra de bolso, podemos analisar a TIR da seguinte forma:

  • Se a TIR for superior ao custo de capital (WACC por exemplo), o projeto tem capacidade de criar valor;
  • Se a TIR for inferior ao custo de capital, então o projeto destrói riqueza

Naturalmente, nós buscamos projetos que agreguem valor, mirando sempre uma TIR positiva, e, além disso, superiores ao custo de oportunidade, ou seja, TIR > WACC.

Taxa interna de retorno implícita no preço

Ao avaliar empresas, o que estamos fazendo é avaliar uma carteira de diversos projetos unidos em um só ativo, a empresa. Nesse sentido, nós podemos utilizar a taxa interna de retorno para nos auxiliar em nossas decisões de investimentos.

Com a fórmula que apresentei acima, nós precisamos das seguintes variáveis para calcular a TIR implícita no preço de uma ação:

Investimento – saída de caixa necessária para o projeto, no caso, a saída de caixa necessária para adquirir a empresa

Custo de capital – WACC ou Ke, a depender dos parâmetros que você esteja utilizando para avaliação

Fluxos de caixa a serem gerados pela empresa

Seguindo esse racional, podemos mensurar a taxa interna de retorno implícita no preço de uma ação como:

Lembre-se sempre de manter a consistência nas avaliações. Veja que estamos utilizando o Enterprise value, com fluxo de caixa da empresa. O resultado da equação acima deve ser comparado com o WACC, visto que este indicador capta os dois custos de capital, tanto o próprio quanto o de terceiros.

Por outro lado, você pode avaliar também se a taxa interna de retorno implícita remunera o seu custo de oportunidade de capital (ke), que pode ser calculado pelo CAPM. Neste caso, teríamos:

Aqui, nós comparamos a TIR com o modelo de precificação de ativos financeiros (CAPM). Lembrando que, como estamos trabalhando com o fluxo de caixa para o acionista, o custo da dívida já foi descontado no próprio fluxo de caixa.

Entenda mais sobre o conceito de fluxo de caixa nos artigos abaixo:

Um ponto interessante refere-se aos fluxos de caixa. Lembre-se que a TIR exige um período n para geração de caixa, e na prática a empresa não possui uma vida útil definida, onde precisamos estabelecer um valor em perpetuidade.

Uma forma de atenuar isso, é assumir a taxa interna de retorno implícita do negócio considerando o valor da perpetuidade no último período estimado em nosso modelo. Podemos interpretar esse pressuposto como o valor pelo qual esperamos vender o negócio ao final do período explícito da avaliação. Para calcular a perpetuidade usamos:

Assim, nós temos um fluxo de caixa com o seguinte modelo:

Para o nosso exemplo acima, a nossa TIR calculada seria de 11,94%.

Exemplos práticos

Calcular taxa interna de retorno da LOGN3

Para deixar tudo mais claro, vamos avaliar a taxa interna de retorno implícita no preço das ações da Log-In (LOGN3). Lembrando que este exemplo possui apenas fins educativos, e não deve ser usado como recomendação de investimentos. Vamos às premissas (ultra simplificadas):

  • Período de alto crescimento de 3 anos a 12% a.a.
  • Crescimento intermediário a 7,12% do ano 4 ao ano 10 da projeção
  • Crescimento na perpetuidade de 2,5%
  • WACC de 9,8%
  • Market cap de 1,56 bi
  • Dívida líquida de 0,95 bi
  • Enterprise Value de 2,5 bi

Para facilitar o seu entendimento, estou deixando a planilha que eu utilizei disponível para download:



Com esses dados, nós podemos estimar os fluxos de caixa da empresa de forma razoável. Aqui usei o fluxo de caixa para a empresa, então para calcular a TIR nós usaremos o Enterprise Value.

Fórmula no Excel

Com o Enterprise Value atual, os fluxos de caixa estimados e o valor da perpetuidade, agora nós podemos calcular a taxa interna de retorno implícita. No Excel, nós usamos a fórmula “TIR”:

Portanto, de acordo com os nossos parâmetros e estimativas, a ação LOGN3 possui uma taxa interna de retorno implícita na faixa de 14%. Lembrando da nossa regra de bolso, como a TIR é superior ao custo de capital, nós podemos interpretar que este é um investimento que tem a capacidade de criar valor.

Reflexões para investidores

O gestor Henrique Bredda, inclusive utiliza esta métrica no fundo Alaska para seleção de ativo, conforme comentado por ele no evento da final da competição de análise fundamentalista do TC School.

O uso da taxa interna de retorno é um bom direcionador para fundamentar as nossas decisões de investimentos. Um dos pontos que gosto bastante nessa forma de avaliar ativos é que ela nos dá a visão do retorno de um investimento para múltiplos períodos.

Baixe nosso app grátis! No TC você acompanha as principais notícias e cotações do mercado em tempo real, além de ter acesso a canais exclusivos para interagir com os melhores profissionais.

Estude e conheça! Aprenda com quem realmente entende de investimentos. Tire dúvidas, troque ideias, experiências e construa uma grande rede de networking com investidores de todo Brasil.

A gente também está no Instagram e no TikTok. Acompanhe!

Arlindo Souza
Arlindo Souza
Coordenador de Conteúdo | Cursos no TradersClub
Contador, Mestre em Ciências Contábeis. Foi professor/pesquisador do departamento de contabilidade da UFRN e atuou em contabilidade de S.A. É investidor com base em análise fundamentalista.

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub