Qualidade dos Lucros: como as empresas lidam com suas despesas? - TC

TC School / Análise Fundamentalista

Qualidade dos Lucros: como as empresas aumentam ou reduzem suas despesas?

20/09/2021 às 14:00

TC School

Olá investidor! Hoje vamos falar sobre a qualidade dos lucros. Aliás, você já conhece a TC Rádio? Ela é um dos nossos meios de comunicação que proporcionam informação e educação financeira de forma gratuita. Você pode ouvir a programação na plataforma do TC e no Spotify.

É comum o nosso diretor educacional, Felipe Pontes conceder entrevistas para bate-papos descontraídos sobre mercado de ações e investimentos em renda variável. Dessa forma, elencamos uma série de conversas sobre análise fundamentalista e bolsa de valores e apresentamos abaixo.

Inspirada no artigo “Efeitos da Norma IFRS 9 na qualidade dos lucros de empresas brasileiras de capital aberto listadas na B3, a série “Qualidade dos Lucros” será composta dos seguintes temas, a priori:

  1. O Método POC – como as empresas aumentam ou reduzem suas despesas
  2. Como manipular as operações para reduzir os custos?
  3. Como as empresas manipulam as contas
  4. Estudo de Caso: ABEV3, VALE3 e PETR4
  5. As distorções entre lucro e geração de caixa
  6. Gerenciamento de impressão

Boa leitura!

O Método POC

Na última participação na TC Rádio, dei o exemplo do MÉTODO POC.

As empresas do setor de construção, por exemplo, reconhecem a receita à medida em que o cronograma da construção vai sendo realizado, à medida em que a empresa vai construindo. Só que, por esse método, a empresa pode manipular esse cronograma para reconhecer mais receita. Já no método das chaves essa manipulação não é possível.

No método das chaves a receita é reconhecida quando todo o risco e benefícios do apartamento construído, por exemplo, for transferido para a pessoa que comprou. Então só reconheço a receita lá no final. Isso pode gerar em qualidade dos lucros para o investidor por um ponto de vista, porque reduz o risco de manipulação.

Por outro lado, você terá uma informação menos atualizada se usar o método das chaves. No vídeo abaixo eu falo mais sobre isso.

TC Rádio

Vídeo na íntegra:

O que é o Método POC?

O Método POC é mais informativo porque a receita vai sendo reconhecida à medida em que o imóvel for sendo construído, transferindo aos poucos o benefício, mas ele pode ser manipulado. Então tem que ter muito cuidado com eles.

E aí como é que eu posso me proteger nesse caso específico: lendo Nota Explicativa, lendo a política contábil da empresa que fica lá no começo das Notas Explicativas, lendo a nota explicativa de receita e questionando a empresa.

Mas outro ponto importante é que além de manipular as receitas, as empresas também conseguem manipular as despesas. Basicamente, a manipulação ocorre pelo mesmo modelo que a empresa consegue manipular as receitas.

Vamos ver uns exemplos clássicos disso?

Microsoft e o Windows 95

Para exemplificar: Quando a Microsoft lançou o Windows 95, eles estavam indo muito bem e acumulavam receita, e aí retomando o que comentei em algumas outras participações na TC Rádio, sobre o termo técnico accrual que basicamente quer dizer acumulação e essa acumulação (accrual) pode ser tanto de uma receita quanto de uma despesa.

Então, nessa situação, eles estavam muito bem, batendo a meta dos analistas, e aí passavam a reconhecer menos receita do que deveriam. Isso porque já haviam batido a meta então eles basicamente diziam que determinados eventos não haviam passado dos critérios para reconhecer receita. Sendo assim, eles deixavam de reconhecer uma receita “hoje” para reconhecer no futuro, quando estivessem com um desempenho ruim.

Com a despesa é do mesmo jeito. Tem de utilizar o regime de competência, então a despesa só é reconhecida no período que ela é gerada de fato.

Assinatura do TC

De forma exemplificada: Você assina o TC por 12 meses, por quanto tempo você vai esperar ter o benefício da assinatura no TC? Se você assinou por 12 meses, então serão 12 meses. Logo, eu vou reconhecer um doze avos (1/12), um pedacinho da despesa, no resultado do período.

Eu pago tudo de uma vez à vista, mas eu só reconheço um doze avos (1/12) por mês. A empresa pode acelerar ou pode desacelerar esse processo de reconhecimento desde que ela justifique e convença a auditoria. Neste caso de assinatura é bem difícil convencer a auditoria.

Existe algum caminho recomendado para a empresa? Se deve reconhecer mais ou menos rapidamente essas receitas e despesas?

Existe o modelo padrão que é o regime de competência. A despesa só deve impactar o lucro do período que ela que ela participou. Eu não posso, por exemplo, reconhecer a despesa de dezembro agora em junho.

A empresa pode optar por fazer também uma depreciação acelerada e alegar que está trabalhando mais pesado com com suas máquinas – trabalhando 16 horas ao invés de 8 horas e duplicar a depreciação. Ou seja, acelerar a depreciação para reconhecer mais despesa de depreciação das máquinas.

Qualidade dos Lucros nos Bancos

No ano de 2020 foi muito comum a gente ouvir que os bancos estavam muito provisionados, tinham congelado muito capital para se proteger de um eventual aumento de tributos para custear os gastos do governo brasileiro com a pandemia da Covid-19. O que você acha?

Na época não dava para ter certeza se era exagero ou não por causa da Covid-19, mas posteriormente – utilizando dados e um modelo que em breve vai estar disponível no TC Matrix -, nossa equipe constatou (estatisticamente falando) que bancos exageraram nas provisões.. Fizeram mais provisões do que eles deveriam, na média.

É importante analisar os padrões, nesse caso dos bancos, estatisticamente falando houve exagero e agora estamos vendo muitas reversões dessas provisões. Pode ter sido intencionalmente ou não.

Qualidade dos Lucros na Worldcom

Falando sobre o caso da WorldCom (gigante telecomunicações dos Estados Unidos) foi um caso clássico de gerenciamento de despesas. Qual era o incentivo que eles tinham para manipular os números?

No caso dos bancos, muita gente falava que eles estavam manipulando as provisões para não sustentarem a pandemia, com o aumento de tributos. É bom ficar ligado porque sempre há um incentivo na gestão da empresa.

No caso da WorldCom, o CEO da época tinha 30 milhões de ações da empresa e estava alavancado (pegou empréstimo para comprar mais ações). Nessa situação, ele percebeu que o índice de eficiência não ia ser batido na média dos analistas, ou seja, ia vir pior do que ele esperava e a ação da empresa ia cair.

E aí ele pressionou a gestão da empresa para embelezar os números, de modo a melhorar o índice de eficiência, fazendo com que batesse a meta dos analistas e a ação não caísse. A manipulação foi feita por meio de uma manipulação do regime de competência, deixando despesas para serem reconhecidas mais para a frente. É claro, que isso prejudica a visão do investidor quanto à qualidade dos lucros apresentados.

Qualidade dos Lucros na Netflix

Exemplificando o caso da Worldcomm, seria como se a Netflix tivesse streaming de televisão e pagasse uma taxa mensal para as TVs transmitirem. Essa taxa mensal traz um benefício para quando? Ano que vem? Mês que vem? Não! A taxa mensal traz o benefício para este mês. Então, devo reconhecer a despesa para este mês e não para meses subsequentes.

No caso da WorldCom, ela capitalizou uma despesa operacional (OPEX) como se fosse um CAPEX. Ou seja, a despesa da taxa mensal ficou no ativo da empresa ao invés de ir para as despesas e reduzir o lucro da companhia. Eles acumularam no ativo (ao invés de ir para a despesa) quase meio bilhão de dólares só em abril de 2001. Dessa forma, observamos a qualidade dos lucros apresentados pelas companhias.

Isso repercutiu muito na época, porque o lucro ficou maior do que deveria, porque foram lançadas despesas menores do que deveriam e o ativo ficou maior do que deveria, porque as despesas foram capitalizadas (ou ativadas, que é quando aumentamos o ativo).

Qualidade dos Lucros no McDonald’s

Usando agora um exemplo mais do cotidiano da gente: é como se eu comprasse um McDonald’s por R$ 60,00 e consumisse hoje o benefício dele todo – ou seja, comi ele todo. Mas meu lucro tá meio fraco, quero deixar melhor e no lugar de reconhecer os R$ 60,00 de despesa, eu vou dividir por 12 e reconhecer R$ 5,00 de despesa por mês (60/12), sendo que isso não faz o menor sentido já que o benefício foi consumido todo de uma vez só.

TC School

No TC School você tem acesso a textos e vídeo aulas gratuitas com muita informação importante para quem está pensando em dar os primeiros passos como investidor.

Queremos comunicar de maneira simples, prática e o mais acessível possível para todos os públicos! Portanto, se liga só quanto conteúdo bacana você encontra por aqui:

Professor Felipe Pontes
Felipe Pontes
Diretor Educacional do TradersClub
Doutor em Contabilidade com foco em informações contábeis para o mercado de capitais pelo Programa UnB/UFPB/UFRN. Professor de Contabilidade e Valuation. Gestor de Clube de Investimento.

TC School

A sua escola como investidor.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub