TC School / Análise Fundamentalista

Quanto é preciso investir para ter uma renda com dividendos?

22/10/2020 às 15:00

TC School TC School

Quer viver da renda de dividendos? Se você começar a investir, você consegue! Estude e conheça mais sobre o mercado financeiro no TC-School. Assim vai ficar cada vez mais fácil atingir a meta da renda passiva por meio de dividendos.

Neste texto, discutiremos de forma simplificada sobre como e quanto devemos investir para conseguir viver da renda de dividendos empresas na bolsa.

Se liga no material bacana que preparamos e veja que não é tão difícil assim!

Para começar, vamos dar dicas para você montar uma carteira de ações para viver de dividendos. Abordaremos a seguir os seguintes pontos:

  • É possível viver de dividendos?
  • O primeiro passo para viver de dividendos
  • Tempo e dinheiro: quanto devo ter investido e por quanto tempo?
  • O impacto dos dividendos no orçamento

Boa leitura!

viver de renda

É possível viver de dividendos?

Você sabia que é possível viver com a renda dos dividendos? Mas você sabe o quanto precisa ter investido para isso?

Bem, o primeiro passo para quem deseja viver de dividendos é ter um bom planejamento financeiro. Isso, porque é necessário ter uma estratégia de geração de renda e aplicação dessa renda.

Gerar, acumular e investir patrimônio.

Para quem ainda não sabe, dividendo é uma das formas existentes de remuneração aos acionistas. Se você deseja conhecer mais sobre dividendos não deixe de ler nosso texto o que são dividendos?

É importante deixar claro que cada empresa possui uma política específica para tratar sobre as questões que envolvem a distribuição dos seus dividendos, como por exemplo o percentual mínimo obrigatório de distribuição.

Além disso, cabe ressaltar que nem toda empresa paga dividendos, pois se uma empresa comprovar que se encontra em sérias dificuldades financeiras e cumprir com toda a exigência normativa, ela poderá ser isenta da distribuição.

Contudo, pagando apenas o mínimo obrigatório, podemos considerar uma empresa como boa pagadora de dividendos? Não.

Para ser classificada como tal, uma empresa precisa distribuir mais do que apenas o mínimo.

Geralmente o perfil das empresas boas pagadoras de dividendos retrata um estágio de maturidade e estabilidade, do contrário, as empresas jovens, buscam remunerar seus acionistas por meio de uma potencial valorização do papel no longo prazo.

Outra dica é analisar o Dividend Yield (DY) das empresas, mas se quiser aprender a escolher as melhores pagadoras, confere nosso material:

Quer viver de renda?

Conheça os tipos de dividendos

Para poder viver de renda é preciso pensar que os dividendos podem ser pagos de várias formas. Confere abaixo quais são eles:

  • Dividendo,
  • Juros sobre o Capital Próprio (JCP),
  • Bonificação,
  • Direito de subscrição
  • Dividendo extraordinário

Identificando o estágio de ciclo de vida

Diante disso, você pode se perguntar, como é possível identificar se uma empresa se encontra em maturidade ou não.

Para isso, existem diversas maneiras, porém a forma mais simples e comum é utilizando o modelo de estágio de ciclo de vida de Dickinson (2011). Nele, a partir do fluxo de caixa gerado ao longo dos anos, podemos saber o estágio da nossa empresa.

Confira o modelo abaixo e um exemplo prático:

viver de rendimentos

Fonte: elaboração própria

Aplicamos o modelo com dados do Itaú Unibanco (ITUB3 e ITUB4), conhecido por ser um dos maiores pagadores de dividendos através da sua holding Itaúsa (ITSA3 e ITSA4).

viver de renda

Fonte: elaboração própria

Viver da renda de dividendos

É possível viver de rendimentos?

O primeiro passo para montar sua estratégia para viver de rendimentos, é justamente fazer o seu “dever de casa”, ou melhor, o seu planejamento financeiro.

Isso envolve todas aquelas questões de saber sua renda, entender os seus gastos, separar o que é fixo, o que é variável, ou seja, monte seu fluxo de caixa de forma organizada e segregada.

Não deixe de ler nossa série de textos sobre educação financeira para lhe ajudar a atingir o sonho da renda passiva.

Identifique para onde está indo o seu dinheiro, verifique a possibilidade de otimizar seus custos variáveis, o que vai gerar mais “sobras” para investir e então, conhecendo a sua situação atual, determine o seu objetivo financeiro, por exemplo: “quero viver de renda”.

Não pulem a parte do planejamento financeiro, pois com o levantamento de todos os seus custos fixos, você descobrirá o quanto precisa para manter-se, ou seja, você encontrará a quantia necessária de rendimento, que cobrirá todos os seus custos fixos no mês.

Além disso, leve em consideração que os dividendos podem variar, visto que a situação da empresa investida pode mudar. Está aí a importância de sempre acompanhar seus investimentos.

Com o planejamento em dia e o recurso para investir disponível, a sequência é escolher as melhores empresas para dividendos.

Estude e conheça, fazendo o uso da de análise fundamentalista, realizar seus aportes de forma recorrente, construir uma carteira inteligente, diversificada.

Outra dica fundamental é reinvestir seus ganhos, e finalmente, ter paciência para atingir o montante necessário investido, que te renderá o total estabelecido por você na fase do planejamento, para te manter, cobrindo todos os seus gastos fixos.

Viver de renda: nós podemos!

As maiores dúvidas entre os potenciais investidores de dividendos, resume-se em: quanto preciso investir para viver de renda? E com quanto tempo vou alcançar esse objetivo?

Quanto devo ter investido?

Já adianto que não existe uma resposta padrão para quem deseja viver de renda.

O montante necessário para você viver de rendimentos, dependerá do quanto você precisa para cobrir sua necessidade mensal. Além disso, o tempo necessário para o alcance desse objetivo dependerá não somente do seu objetivo financeiro, mas também dos seus aportes recorrentes.

Ou seja, você precisa disponibilizar o máximo que puder para realizar aportes e reinvestir seus rendimentos. Quanto mais eficiente for o seu papel, mais rápido você atingirá o objetivo dos juros compostos e viver de rendimentos.

Outro ponto que vale ressaltar, é a necessidade da contínua reavaliação dos seus investimentos, da sua carteira como todo, também chamamos isso de rebalanceamento da carteira.

Fazendo isso, você ajustará, se necessário, retirando aqueles que deixaram de ser bons investimentos e substituindo por opções que se tornaram melhores.

Do seu jeito, esse procedimento deve ser feito de forma trimestral ou mensal, de modo que você esteja sempre acompanhando a sua carteira de ações pagadoras de dividendos.

e por quanto tempo?

Apesar de não existir resposta padrão para a quantia ou o tempo necessário para você atingir o objetivo financeiro de viver de rendimentos, vamos mostrar aqui um exemplo simples, de como seria essa conta.

Primeiro, vejamos um exemplo simples de como devo controlar meu fluxo de caixa mensalmente, e no segundo momento, teremos uma simulação do planejamento financeiro para definição do objetivo final.

Se liga neste exemplo básico de acompanhamento do seu fluxo de caixa:

rendimentos

Fonte: elaboração própria

Dividendos e rendimentos

Conforme a planilha acima, os seus gastos fixos totais representam R$ 2.000,00, ou seja, é o que você precisa para se manter em cada mês.

Vamos supor então que, do saldo disponível, você fará aportes mensais de R$ 2.000,00, e supor que, com seus investimentos, seu rendimento anual representa 7%.

Além disso, aconselho considerar também os efeitos da inflação de 4% (meta do Banco Central – caso deseje entender mais sobre inflação confira nosso texto neste link) e um custo de 15% com imposto de renda (IR).

Com base na consideração das premissas descritas acima, para atingir o objetivo financeiro de ter um rendimento capaz de manter os gastos financeiros mensais, seriam necessários 22 anos para acumular um patrimônio investido de R$ 1.005.423,41.

Obviamente que o tempo e o patrimônio necessário dependerão dos seus aportes mensais e principalmente da eficiência da sua carteira de ações.

Uma vez que, quanto maiores os aportes e quanto melhor o percentual de rendimento da sua carteira, mais rápido você atingirá o seu objetivo e viver de rendimentos.

Além disso, reinvestir seus ganhos também encurtará esse tempo. Essa dica é importante. Você é capaz!

viver da renda de dividendos

Fonte: elaboração própria

Para finalizar, fica claro que é possível viver da renda dos dividendos, basta ser focado no seu objetivo e ser fiel ao seu planejamento.

Vale acompanhar o conteúdo do TC-School, a sua escola de educação financeira. Falamos de grandes investidores, como Luiz Barsi Filho, o “Rei dos Dividendos”.

Estude e conheça o mercado de ações para escolher boas empresas, geradoras de rendimentos, uma vez que, ao reinvesti-los, mais rápido você acumulará um montante capaz de suprir suas necessidades por meio dos rendimentos, sem sequer mexer no patrimônio investido.

Foco e mãos à obra!

Referência

DICKINSON, Victoria. Cash flow patterns as a proxy for firm life cycleThe Accounting Review, v. 86, n. 6, p. 1969-1994, 2011.

Mariângela Araújo
Mariângela Araújo
Contadora e Mestranda em Ciências Contábeis pelo PPGCC/UFPB.
Monitora de cursos no TC School.

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub