TC School / Certificações do Mercado Financeiro

Conheça tudo sobre as novas certificações da ANBIMA

19/10/2020 às 15:00

TC School TC School

A certificação CGA, oferecida pela ANBIMA, é conhecida como a certificação de maior prestígio e a prova mais difícil dentre as necessárias para obter uma certificação do mercado financeiro brasileiro. Entretanto, o processo para obter a CGA foi reformulado e este artigo informa e discute justamente as mudanças para a nova CGA, abordando os tópicos a seguir:

  • O que é a CGA?
  • Nova CGA: entendendo as mudanças
  • Qual o número de profissionais CGA atualmente?
  • Conclusão: a nova certificação CGA é um avanço

Boa leitura!

Homem e mulher assinando uma certificação

O que é a CGA?

O Certificado de Gestores ANBIMA, mais conhecido como CGA, é uma certificação que habilita profissionais a gestão de carteiras e fundos. Essa certificação é fornecida pela ANBIMA, a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais.

Nesse contexto, nos últimos anos a prova vem sendo questionada e o mercado de investimentos brasileiro vem se tornando cada vez mais pujante e completo, demandando certificações e profissionais com as mesmas características. Sendo assim, no ano de 2019 a Anbima já anunciava a reformulação da prova.

Por se tratar de uma certificação muito respeitada, é necessário se preparar bastante antes da prova. Dessa forma, o auxílio de materiais como apostilas para a CGA, videoaulas e cursos são quase imprescindíveis. O site da ANBIMA também disponibiliza um guia de estudos CGA, o qual pode ser conferido neste link.

Dessa forma, caso tenha interesse em se tornar gestor, não deixe de conferir nosso texto escrito por um profissional certificado contando como conseguir a certificação CGA.

Nova CGA: entendendo as mudanças

Atualmente, a prova que está em vigor é composta por duas provas de 60 questões abordando diversos temas em investimentos, contabilidade, finanças, economia, psicologia, estratégias de investimentos e muitos outros temas. Assim, a partir de março de 2021, a nova prova será composta por três avaliações e pela primeira vez a CGA será subdividida em outras certificações. Nesse sentido, não haverá apenas uma possibilidade de certificação.

CFG

Segundo a ANBIMA, a CFG é a porta de entrada para o mercado de gestão, indicada para quem quer acelerar sua carreira e busca um diferencial para ocupar cargos no setor. Por isso, não é obrigatória para nenhuma função e nem habilita o profissional a ser gestor.

Temas cobrados no exame da CFG:

  1. Métodos quantitativos
  2. Economia
  3. Análise de relatórios financeiros
  4. Finanças corporativas
  5. Mercados e instrumentos financeiros
  6. Teoria moderna de carteiras e modelos de precificação de ativos
  7. Finanças comportamentais
  8. Política de investimento
  9. Alocação de ativos
  10. Novas tecnologias em finanças
  11. Ética e autorregulação
  12. Legislação e regulação

CGE

De acordo com a ANBIMA, o CGE Habilitará a atuação em gestão profissional de recursos de terceiros na indústria de produtos estruturados. Assim, o profissional certificado poderá ser gestor de FIPs, FIDCs e fundos imobiliários. Para se certificar, é pré-requisito ter CFG, CFA ou CAIA.

Temas cobrados na prova:

  1. Investimentos imobiliários
    2. Private equity
    3. Securitização de recebíveis
    4. Fundos de índice
    5. Investimentos no exterior
    6. Avaliação de desempenho
    7. Gestão de risco
    8. Legislação, regulação e tributação

CGA

Habilita o profissional a atuar com gestão profissional de recursos de terceiros em fundos de investimento de renda fixa, de ações, cambiais e multimercados. Para se certificar, é pré-requisito ter CFG, CFA ou CAIA.

Temas cobrados na prova:

  1. Gestão de carteiras – renda variável
  2. Gestão de carteiras – renda fixa
  3. Investimentos no exterior
  4. Avaliação de desempenho
  5. Gestão de risco
  6. Legislação, regulação e tributação

Vantagens e desvantagens da nova certificação

Como pontos positivos podemos falar que essa mudança aumenta o leque de possibilidade para carreira profissional. Além disso, desobriga o profissional de fazer parte da certificação que ele não tem interesse em utilizar. Por fim, essa alteração deixa a carga de estudo por prova, mais interessante, por ter menos conteúdo, possibilitando o aluno forcar no aprendizado da matéria de forma mais especifica.

Entretanto, tudo possui aspectos positivos e negativos. Como desvantagens da mudança podemos citar que ela aumenta o tempo para que o profissional tire a certificação completa e aumenta o dispêndio de recursos necessário para obter o certificado.

Qual o número de profissionais CGA atualmente?

Hoje, o Brasil conta com cerca de 3,9 mil profissionais certificados pela ANBIMA, esse número começou a crescer a taxas maiores nos últimos 3 anos, em que maior número de pessoas começou a prestar a prova.

No entanto, as taxas de aprovação continuam na casa dos 35% para os dois módulos, na primeira tentativa. Além disso, o Brasil possui um mercado de aproximadamente 6 trilhões de reais alocados em cerca de 20 mil fundos.

Entretanto, o mercado financeiro brasileiro não se restringe a indústria de fundos. Ou seja, existem outras certificações para quem deseja atuar nas mais diversas áreas, confira todas no nosso texto neste link.

Conclusão: a nova certificação CGA é um avanço

A ANBIMA pretendia implementar a reformulação no final de 2020, no entanto, devido ao coronavírus, ela decidiu aplicar a prova no modelo antigo até março de 2021, já que muitos profissionais vinham estudando para a certificação. Sendo assim, vejo o novo modelo como possuindo um saldo positivo, possibilitando profissionais com mais conhecimento e uma prova mais próxima da realidade do dia-a-dia dos profissionais que atuam na área.

Ainda tem alguma duvida? A ANBIMA deixou no site um questionário de perguntas e respostas que pode te ajudar! Confira neste link.

Natanael Liberalino
Natanael Liberalino
Certificado de Especialista em Investimentos – CEA/ANBIMA
Estudante de Economia

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub